Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

A Linguagem Arriscada da Fé: Considerações sobre o Símbolo Religioso em Paul Tillich

DOI: http://dx.doi.org/10.15603/1677-2644/correlatio.v12n23p43-58

https://www.metodista.br/revistas/revistas-ims/index.php/COR/index 

downloadpdf

Cleber A. S. Baleeiro1

 

Resumo: O presente texto é a tentativa de uma leitura da questão do símbolo enquanto linguagem da fé no pensamento de Paul Tillich, partindo da compreensão de que o incondicional não pode ser expresso de outra maneira. Para isso buscaremos inicialmente apresentar a caracterização tillichiana do símbolo, depois, como o teólogo alemão relaciona o símbolo com a expressão do incondicional, passaremos, posteriormente a caracterização do símbolo como linguagem permeada pelo risco, ou seja, que não é objetiva, e por fim trataremos do perigo da literalização do símbolo, a idolatria.

Palavras-chave: Paul Tillich, símbolo, fé, linguagem

 

Abstract: This paper is an attempt to reading the question of symbol as a language of faith in the thought of Paul Tillich, starting from the understanding that the unconditional cannot be expressed otherwise. For this, we will initially present the tillichan characterization of the symbol, then as the German theologian relates symbol with the expression of unconditional, reaching the characterization of the symbol as a language pervaded by risk, i.e., that is not objective, and finally we will discuss the risk of a literal reading of the symbol, which is an idolatry.

Key words: Paul Tillich, symbol, faith, language

 

1 Professor no curso de Teologia (EaD) da Universidade Metodista de São Paulo, doutorando em Ciências da Religião na mesma universidade e membro da Sociedade Paul Tillich do Brasil