Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

A Linguagem nas Teleaulas: Limites e Possibilidades do Diálogo Pedagógico em EaD

DOI: http://dx.doi.org/10.15600/2236-9767/impulso.v23n57p41-47

https://www.metodista.br/revistas/revistas-unimep/index.php/impulso/index 

downloadpdf

Luís C. D. Saldanna1

 

Resumo: Este trabalho parte da análise das linguagens utilizadas nas teleaulas no contexto da educação a distância em instituições de ensino superior no Brasil para considerar os limites e as possibilidades do diálogo pedagógico nos processos educacionais mediados pelas novas tecnologias. É oferecida uma breve descrição e caracterização do modelo da teleaula, destacando-se a relação entre linguagem e recursos tecnológicos. Verificam-se os riscos e os desafios inerentes à transposição didática, à interação e ao ensino-aprendizagem realizados por meio das tecnologias da informação e da comunicação, apontando a ambiguidade das novas tecnologias. As implicações da centralidade da imagem e da redução da relação docente ao uso da linguagem audiovisual são examinadas criticamente. Também são consideradas as possibilidades de formação por meio da integração orgânica da teleaula com outras ações pedagógicas e outras linguagens, defendendo-se a necessidade de utilizar a escrita como uma das formas de comunicação docente e dearticulação entre a oralidade e a imagem. Empreende-se, assim, uma abordagem das relações entre formação, linguagem e tecnologia, levando-se em conta a contribuição do pensamento teórico-crítico.

Palavras-chave: teleaula, educação a distância, linguagem audiovisual

 

Abstract: The starting point for this paper is an analysis of the language used in teleclass, in the context of distance education in Brazilian institutions of higher education. The purpose is to consider the limits and possibilities of educational dialogue in educational processes mediated by new technologies. A brief description is offered and also a characterization of the teleclass model, highlighting the relationship between language and technology resources. The risks and challenges inherent to didactic transposition, to the interaction and the teaching-learning process conducted by Information and Communication Technologies are identified, pointing out the ambiguity of new technologies. The implications of the centrality of image and the reduction of teaching relation to audiovisual language are critically examined. This paper also considers the possibilities of teaching through the organic integration of teleclasses with other pedagogical actions and languages , advocating the need to use writing as a way of communication and coordination between orality and image. Thus, we approach the relationship between education, language, and technology, considering the contribution of the theoretical-critical thought.

Key words: teleclass, distance education, audiovisual language

 

1 UNISEB-Ribeirão Preto. luisdallier@ig.com.br