Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

Narcisos Contemporâneos: Maquinaria da Imagem e Ufanismo Tecnológico

DOI: http://dx.doi.org/10.15600/2236-9767/impulso.v23n57p121-129

https://www.metodista.br/revistas/revistas-unimep/index.php/impulso/index 

downloadpdf

Luiz H. Fabiano1

 

Resumo: A revolução eletroeletrônica sofisticou-se a tal ponto que as potencialidades de um chip, por si só, determinariam uma era tecnológica capaz de integrar indivíduo e tecnologia de forma jamais imaginada. As inovações técnico-cibernéticas causaram um impacto definitivo, não apenas nas relações sociais, mas no interior da própria tecnologia. Avanços nessa área proporcionaram modificações no corpo humano, estimularam o sistema produtivo e econômico e acabaram superando seus próprios limites mais rapidamente que a genética humana. Considerando os avanços e o impacto desse nível de desenvolvimento científico e tecnológico sobre as novas gerações, que reflexão impõe-se como crítica ao ufanismo técnico vigente e ao nível de regressão social? Ainda é possível a perspectiva de uma dialética do esclarecimento (Aufklärung) formulada pelos frankfurtianos Theodor W. Adorno e Max Horkheimer em 1947? O propósito dos autores permanece, no entanto, como potencial reflexivo e crítico indispensável para situar a irracionalidade contida nos princípios instrumentais da razão moderna e suas determinantes sociais na atualidade. A análise fundamenta-se na teoria crítica da Escola de Frankfurt para demonstrar que, nos recursos avançados das novas tecnologias, a superação das limitações técnicas oculta a herança moderna da dominação social ainda não superada.

Palavras-chave: tecnologia, regressão social, dialética, emancipação, esclarecimento

 

Abstract: The electronic revolution became so sophisticated that a chip’s potentials would by themselves determine a technological age capable of integrating the individual and technology in a way never imagined. The cyber-technical innovations caused a definite impact, not only in social relations, but within technology itself. Advances in this area have provided changes in the human body, stimulated the economic and productive systems and eventually overcame their own limits faster than human genetics. Considering the advances and the impact of this level of scientific and technological development on the new generations, what reflections must be made as a critique to the technological exacerbation and to the level of social regression? Is the prospect of a dialectics of enlightenment (Aufklärung) formulated by Theodor W. Adorno and Max Horkheimer in 1947 still possible? The purpose of the authors remains, however, as a reflective and critical potential necessary to situate the irrationality contained in the instrumental principles of modern reason and its social determinants nowadays. The analysis is based on the Frankfurt School‘s critical theory to demonstrate that in the advanced features of the new technologies, the overcoming of technical limitations hides the still unsurpassed modern heritage of social domination.

Key words: technology, social regression, dialectics, autonomy, enlightenment

 

1 Universidade Estadual de Maringá (UEM). fabiano@wnet.com.br