Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

Participação no Orçamento Empresarial como Forma de Valorização das Pessoas: Análise na Perspectiva da Justiça Organizacional

DOI: http://dx.doi.org/10.15603/1982-8756/roc.v10n19p71-101

https://www.metodista.br/revistas/revistas-ims/index.php/OC/index 

downloadpdf

Ilse M. Beuren1 & Tarcísio P. da Silva2

 

Resumo: O estudo objetiva analisar a participação no orçamento empresarial como forma de valorização das pessoas na perspectiva da justiça organizacional. Fundamentado na teoria da justiça organizacional, conforme abordada por Greenberg (1986), desenvolveu-se uma pesquisa descritiva, com abordagem quantitativa, realizada por meio de um estudo de caso em uma grande empresa têxtil brasileira. Os respondentes compreendem dez gerentes e quatro supervisores. O questionário foi extraído do estudo de Kyj e Parker (2008), organizado em cinco blocos de assertivas: estilo de liderança, assimetria da informação, uso avaliativo do orçamento, encorajamento na participação do orçamento e participação no orçamento. Para análise dos dados, adotou-se a técnica da entropia informacional, correlação de Pearson e o coeficiente alfa de Cronbach. Os resultados indicam que há assimetria de informação no processo orçamentário e pouco encorajamento das pessoas na proposição de discussões sobre o envolvimento orçamentário, fato que estabelece um direcionamento top down das diretrizes, à luz da justiça organizacional. Conclui-se que, considerando as razões da justiça organizacional no processo que antecede a elaboração do orçamento, há possibilidade de sua utilização para valorização das pessoas na organização, pautado nas respostas obtidas na pesquisa.

Palavras-chave: avaliação de desempenho, participação no orçamento, valorização das pessoas, justiça organizacional, justiça distributiva

 

Abstract: The goal of this study is to analyze the participation in the compay’s budget as a way of valuing people in the perspective of organizational justice. Based on the Theory of Organizational Justice, as discussed by Greenberg (1986), we developed a quantitative descriptive research with a case study in a large textile company in Brazil. The respondents included ten managers and four supervisors. The questionnaire was drawn from the study of Kyj and Parker (2008), organized into five blocks of statements: leadership style, information asymmetry, evaluative use of the budget, encouraging participation in the budget, and budget participation. For data analysis we used the information entropy technique, Pearson correlation, and Cronbach’s alpha. The results indicate that there is information asymmetry in the budget process and little encouragement from people in proposing discussions about the budgetary involvement, which establishes a top-down direction of the guidelines in the light of organizational justice. Based on the responses obtained in the survey and considering the reasons for organizational justice in the process preceding the budget elaboration, we conclude that it may be used for valuing people in the organization.

Key words: performance assessment, budget participation, valuation of workforce, organizational justice, distributive justice

 

1 Universidade Federal do Paraná - UFPR. Doutora em Controladoria e Contabilidade pela FEA/USP. Professora do Programa de Pós-Graduação em Ciências Contábeis da Universidade Federal do Paraná - UFPR. E-mail: ilse.beuren@gmail.com
2 Universidade Regional de Blumenau. Doutor em Ciências Contábeis e Administração pela FURB. Professor do Programa de Pós-Graduação em Ciências Contábeis da Universidade Regional de Blumenau. E-mail: tarcisio@furb.br