Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

A Representação Social sobre Mundo por Pessoas Deficientes Institucionalizadas

DOI: http://dx.doi.org/10.15603/2176-1043/el.v16n2p178-196

https://www.metodista.br/revistas/revistas-ims/index.php/EL/index 

downloadpdf

Marcia S. Andrade1, Maria L. B. Franco2 & Suzana B. Menezes3

 

Resumo: Este estudo objetivou verificar a representação social de mundo de pessoas deficientes institucionalizadas. Participaram desta pesquisa 62 indivíduos institucionalizados, sendo 23 do sexo feminino e 39 do sexo masculino, selecionados pela psicóloga da instituição. Foram excluídos do estudo indivíduos que apresentassem deficiências que impossibilitassem sua participação. Para a coleta de dados foi utilizado questionário semiestruturado aplicado individualmente pela pesquisadora na própria instituição. Os depoimentos gravados e transcritos foram posteriormente submetidos a análise de conteúdo, buscando identificar os temas recorrentes e as contradições que emergiam espontaneamente. Os resultados indicam que o impacto da deficiência é relevante, principalmente no que diz respeito à representação de futuro.

Palavras-chave: aprendizagem, institucionalização, representações sociais

 

Abstract: This study aimed at verifying the social representation of the world of institutionalized disabled people. Sixty-two institutionalized individuals participated in this research, being 23 females and 39 males, selected by the institution’s psychologist. The study excluded individuals who had disabilities that prevented their participation. For data collection we used a semi-structured questionnaire applied individually by the researcher in the premises of the institution. The recorded and transcribed interviews were then subjected to content analysis in order to identify recurring themes and contradictions that emerged spontaneously. The results showed that the deficiency’s impact is relevant, especially as to the representation of the future.

Key words: learning, institutionalization, social representations 

 

1 Mestre em Psicologia da Educação pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (1994), doutora em Psicologia da Educação pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (1997). Atualmente é professora titular do Centro Universitário FIEO, coordenadora do Programa em Psicologia Educacional da Unifieo, membro do Comitê de Ética em Pesquisa (CEP) da Unifieo, coordenadora do GT Aprendizagem humana na Associação Nacional de Pesquisa e Pós-Graduação em Psicologia (Anpepp). E-mail: mandrade@unifieo.br.
2 Graduada em Pedagogia pela Faculdade de Filosofia Ciências e Letras Sedes Sapientiae, mestre e doutora em Psicologia da Educação pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. Professora livre-docente pela Unicamp. Professora titular aposentada da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. Pesquisadora sênior, aposentada, da Fundação Carlos Chagas. Pesquisadora associada do Ciers. E-mail: maria_laura@uol.com.br.
3 Mestre em Psicologia Educacional pela Unifieo. E-mail: pg@unifieo.br