Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

Ser Professor: Um Estudo sobre a Constituição Identitária Profissional do Enfermeiro Docente1

DOI: http://dx.doi.org/10.15603/1679-8104/ce.n25p98-117

https://www.metodista.br/revistas/revistas-ims/index.php/cadernosdeeducacao/index 

downloadpdf

Maria J. G. Braga2

 

Resumo: O presente estudo foi desenvolvido com o objetivo de compreender a construção da identidade profissional de enfermeiros docentes do curso de graduação em enfermagem de uma instituição privada localizada na cidade de São Paulo. A pesquisa foi realizada por meio de entrevista semiestruturada, com sete professores do curso de graduação em enfermagem. Para tanto, discutem-se os processos de constituição identitária pautados em estudos de Vera Placco (2011), Maurice Tardif (2011) e Claude Dubar (2005). Os dados obtidos foram analisados tendo como referência os pressupostos da análise de conteúdo. Os resultados indicaram que os enfermeiros tornam-se professores impelidos pelo desejo de ensinar e de compartilhar conhecimentos, oportunidade de trabalho, flexibilidade de horário e complementação da renda profissional, e são fortemente influenciados por professores de sua trajetória formativa. As características valorizadas por eles em um professor foram: o domínio do conteúdo ensinado, sobretudo o saber técnico; a busca contínua do conhecimento; ética; profissionalismo; humanização. Nota-se um predomínio das características que envolvem o conhecimento dos conteúdos em detrimento das questões pedagógicas. A reflexão e a preocupação com a docência estão presentes em suas falas, assim como a busca constante de superação das dificuldades existentes na profissão. Em seus relatos, foi possível perceber que sua construção como docente ocorre de forma contínua ao longo da carreira e que suas experiências pessoais e/ou profissionais, os saberes que são mobilizados à medida que desenvolvem seu trabalho, são fatores constituintes de seu processo identitário.

Palavras-chave: identidade docente, graduação de enfermagem, enfermeiro professor

 

1 Artigo extraído da dissertação de mestrado em Educação, com o mesmo título, sob orientação da Profa. Dra. Lucia Pintor Santiso Villas Bôas, apresentada e aprovada em 19 de março de 2013
2 Mestre em Educação pela Universidade Metodista de São Paulo (Umesp), enfermeira e professora da graduação e pós-graduação do curso de Enfermagem do Centro Universitário Adventista de São Paulo (Unasp). E-mail: mariajglbraga@gmail.com