Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

Comunicação, Ecumenismo e Cidadania: Uma Agência Latino-Americana e Suas Práticas Comunicacionais

DOI: http://dx.doi.org/10.15603/2176-3828/caminhando.v18n1p137-150

https://www.metodista.br/revistas/revistas-ims/index.php/CA 

downloadpdf

Hideíde B. Torres

 

Resumo: Este artigo tem por objetivo examinar a trajetória da ALC, uma agência de comunicação ligada a organismos ecumênicos na América Latina e Caribe, analisando os postulados constantes em sua missão (disponíveis em documentos da agência e em seu website) e suas práticas comunicativas. Considera-se o processo produtivo das informações por meio da presença de jornalistas, líderes religiosos e comunitários e grande base voluntária como um diferencial significativo em uma atuação que pretende abarcar a diversidade social, cultural e religiosa da América Latina e Caribe. Esse processo assim constituído torna-se uma possibilidade de riqueza, conteúdos e relevância para a pesquisa acadêmica. Enseja-se ressaltar o espaço de comunicação dialógica, educadora e de resistência que a agência pode ocupar, a partir de uma vertente religiosa e ecumênica. Destaca-se a importância dos processos comunicacionais participativos na construção prática e vivencial dos conceitos de cidadania, ecumenismo e desenvolvimento humano.

Palavras-chave: agência de comunicação, comunicação comunitária, ecumenismo, acesso à informação, práticas comunicativas

 

Abstract: This article aims to examine the trajectory of ALC, a communications agency linked to ecumenical organizations in Latin America and the Caribbean, analyzing the assumptions contained in its mission (available in agency documents and on their website) and its communicative practices. We consider the production process of information through the presence of journalists, religious and community leaders and large voluntary basis as a significant differentiator in a performance that aims to encompass the social, cultural and religious diversity of Latin America and the Caribbean. This process thus formed becomes a possibility of wealth, content and relevance to academic research. Gives rise to emphasize the space of dialogic, educative and resistance communication that the agency may take, from a religious and ecumenical aspects. We highlight the importance of participatory communication processes in building practical and experiential concepts of citizenship, ecumenism and human development.

Key words: communication agency, community communication, ecumenism, access to information, communicative practices