Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

O sofrimento psíquico contemporâneo no imaginário coletivo de estudantes de Psicologia

DOI: http://dx.doi.org/10.15348/1980-6906/psicologia.v16n2p75-88

http://editorarevistas.mackenzie.br/index.php/ptp/index 

downloadpdf

Heloisa A. Cambuí1 & Carmen M. B. Neme

 

Resumo: As profundas transformações socioculturais pelas quais atravessa o mundo têm sido acompanhadas de novas configurações subjetivas e manifestações de sofrimento psíquico, cujo impacto e ressonância na clínica psicológica exigem compreensão e manejos singulares. O objetivo deste estudo foi investigar o imaginário coletivo de estudantes de Psicologia acerca do sofrimento psíquico contemporâneo. À luz do método psicanalítico, esta investigação utilizou o procedimento de desenhos‑estórias com tema em entrevista grupal. O conjunto das produções dos desenhos‑estórias, com base nas narrativas interativas redigidas após cada entrevista, foi interpretativamente analisado e permitiu a apreensão dos seguintes campos de sentido afetivo‑emocional: “Solidão”, “Ensaio sobre o sofrimento”, “Agonias do não‑ser”, “Encontro humano com o sofrimento”, “Fuga: a grande defesa”, “Não vivido”, “Desesperança humana” e “Sofrimento multifacetado”. O conjunto das análises permitiu a apreensão de um imaginário coletivo no qual o sofrimento atual é constituído, principalmente, por sensações de solidão, desamparo, futilidade, inautenticidade e vazio existencial.

Palavras-chave: sofrimento, desenho, imaginário coletivo, psicanálise, Winnicott

 

Abstract: Profound socio‑cultural transformations that the world has undergone have been followed by new subjective configurations and manifestations of psychic suffering, whose impact and resonance in the psychology clinic, demand especial understanding and management. The aim of this study was to investigate the collective imaginary of Psychology students about contemporary psychic suffering. In the light of the psychoanalytic method, this research utilized the procedure of drawings‑stories with theme in group interview. The set of productions of the drawings‑stories, based on the psychoanalytic narratives written after each group interview, was interpretatively analyzed and allowed the apprehension of the following fields of affective‑emotional meaning: “Loneliness”, “Essays on suffering”, “Agony of non‑being”, “Human contact with suffering”, “Avoidance: the great defense”, “Non lived lives”, “Human despair” and “Multifacetated suffering”. The set of analyses allowed the understanding of a collective imaginary in which suffering, that occurs nowadays, consists mainly of feelings of loneliness, forsaking, uselessness, spuriousness and existential void.

Keywords: suffering, drawing, collective imaginary, psychoanalysis, Winnicott

 

1 Universidade Estadual Paulista, Bauru – SP – Brasil. Rua João Fiuza, 136, Vila Fiuza – Assis – SP – Brasil. CEP: 19814-520. E-mail: heloisacambui@yahoo.com.br

 

Literatura Citada

Aiello‑Vaisberg, T. M. J., & Machado, M. C. L. (2003). Sofrimento humano e estudo da “eficácia terapêutica” de enquadres clínicos diferenciados. In T. M. J. Aiello‑Vaisberg & F. F. Ambrosio (Orgs.). Cadernos Ser e Fazer: apresentação e materialidade (pp. 6‑35). São Paulo: Instituto de Psicologia da Universidade de São Paulo.

Aiello‑Vaisberg, T. M. J., & Machado, M. C. L. (2005, novembro). Narrativa: o gesto do sonhador brincante. Trabalhos do Encontro Latino‑Americano dos Estados Gerais da Psicanálise, Rio de Janeiro, RJ, Brasil, 4.

Aiello‑Vaisberg, T. M. J., & Medeiros, C. (2010). Acordes do sofrimento humano. Contextos Clínicos, 3(2), 97‑105. doi

Bauman, Z. (1998). O mal‑estar da pos‑modernidade (M. Gama & C. M. Gama, Trad.). Rio de Janeiro: Jorge Zahar.

Birman, J. (2013). “Sujet et pouvoir dans la contemporanéité”. Sur la souffrance et la douleur dans les formes de subjectivation. Recherches en Psychanalyse, 15, 11‑22. doi

Bleger, J. (1989). A psicologia da conduta (2a ed.). (E. de O. Diehl, Trad.). Porto Alegre: Artes Médicas. (Obra original publicada em 1963).

Cambuí, H. A. (2013). Sofrimento psíquico contemporâneo: um estudo psicanalítico do imaginário coletivo de estudantes de psicologia. Dissertação de mestrado, Universidade Estadual Paulista. Faculdade de Ciências, Bauru, SP, Brasil.

Campuzano, M. (2009). A pos‑modernidade e suas influências nos indivíduos, nos conjuntos sociais, na psicopatologia e na psicanálise. Vínculo, 6(1), 65‑78.

Dantas, M. A. (2009). Sofrimento psíquico: modalidades contemporâneas de representação e expressão. Curitiba: Juruá.

Figueiredo, L. C. (2001). Modernidade, trauma e dissociação: a questão do sentido hoje. In B. Bezerra Jr. & C. A. Plastino (Orgs.). Corpo afeto linguagem – a questão do sentido hoje (pp. 219‑244). Rio de Janeiro: Rios Ambiciosos.

Herrmann, F. (1979). Andaimes do real: o método da psicanálise (3a ed.). São Paulo: EPU.

Libermann, Z. (2010). Patologias atuais ou psicanálise atual? Revista Brasileira de Psicanálise, 44(1), 41‑49.

Magdaleno, R., Junior (2010). Os novos ritmos do século XXI e a clínica psicanalítica contemporânea. Revista Brasileira de Psicanálise, 44(2), 101‑109.

Menezes, L. S. de. (2008). Desamparo. São Paulo: Casa do Psicólogo.

Pires Caniato, A. M., & Vargas Nascimento, M. L. (2010). A subjetividade na sociedade de consumo: do sofrimento narcísico em tempos de excesso e privação. Arquivos Brasileiros de Psicologia, 62(2), 25‑37.

Pontes, M. L. da S., Barcelos, T. F., Tachibana, M., & Aiello‑Vaisberg, T. M. J. (2010). A gravidez precoce no imaginário coletivo de adolescentes. Psicologia: Teoria e Prática, 12(1), 85‑96.

Saad, A. A. C. (2011). Da delicada complexidade do encontro analítico. Revista Brasileira de Psicanálise, 45(3), 41‑50.

Winnicott, D. W. (1975). A localização da experiência cultural. In D. W. Winnicott. O brincar e a realidade (pp. 133‑143). (J. O. de A. Abreu & V. Nobre, Trad.). Rio de Janeiro: Imago. (Obra original publicada em 1967).

Winnicott, D. W. (1994a). O medo do colapso. In D. W. Winnicott, R. Sheppherd & M. Davis (Orgs.). Explorações psicanalíticas: D. W. Winnicott (pp. 70‑76). (J. O. de A. Abreu, Trad.). Porto Alegre: Artes Médicas. (Obra original publicada em 1963).

Winnicott, D. W. (1994b). O jogo do rabisco. In D. W. Winnicott, R. Sheppherd & M. Davis (Orgs.). Explorações psicanalíticas: D. W. Winnicott (pp. 230‑243). (J. O. de A. Abreu, Trad.). Porto Alegre: Artes Médicas. (Obra original publicada em 1964).

Winnicott, D. W. (2000). Aspectos clínicos e metapsicológicos da regressão no contexto analítico. In D. W. Winnicott. Da pediatria à psicanálise: obras escolhidas (pp. 374‑392). (D. Bogomoletz, Trad.). Rio de Janeiro: Imago. (Obra original publicada em 1954).