Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

Desempenho de Betta splendens Associados a Diferentes Frequências Alimentares

DOI: http://dx.doi.org/10.15528/2176-4158/rcpa.v16n1p10-16

http://www.ojs.ufpi.br/index.php/rcpa 

downloadpdf

Elton L. Santos1, Rosa C. Lira1, Camila A. Souza1, Icaro V. V. de S. Santos1, Fabio C. B. da Silva1 & Itairan C. de M. Albuquerque1

 

Resumo: A pesquisa foi realizada para determinar a melhor frequência de arraçoamento necessária sobre o desempenho de Betta splendens. Foram utilizados 28 alevinos de Beta, machos, acondicionados individualmente em aquários experimentais, com capacidade de 1,5L de água e submetidos a quatro tratamentos, frequências alimentares (1 a cada 2 dias, 1 vez ao dia, 2 e 4 vezes ao dia) e sete repetições, organizados num delineamento inteiramente ao acaso, durante 45 dias. Foram avaliados os parâmetros de desempenho, a qualidade da água e o comportamento dos animais submetidos a diferentes frequências de alimentação. Os dados foram submetidos a ANOVA e ao teste de Tukey. Os animais que foram alimentados quatro vezes ao dia obtiveram um melhor peso final, consumo de ração e conversão alimentar, porém não diferiu estatisticamente do tratamento em que os animais foram alimentados duas vezes ao dia. O tratamento alimentado uma vez ao dia não apresentou diferenças significativas quando comparado ao tratamento em que os animais foram alimentados duas vezes ao dia. O tratamento em que os animais foram alimentados uma vez por dia, em dias alternados, apresentou os piores resultados de desempenho. Recomenda-se assim, a oferta de ração balanceada, na forma “ad libitum”, duas vezes ao dia, para machos de Betta splendens.

Palavras-chave: alimentação, beta, manejo, peixe ornamental

 

Abstract: The aim of this study was to determine the best frequency of necessary feeding for maximizing in the Betta splendens performance. Was utilized 28 fingerlings of Beta, males, individual conditioned in 28 experimental aquariums, with capacity of 1,5L of water during 45 days and submitted the four treatments, feeding frequency (1 to fed/ 2 days, 1 daily fed, 2 and 4 daily fed) and five repetitions, in design completely randomized, during 45 days. Where if it evaluated the performance parameters, water quality and social behavior of the animals submitted at different feeding frequencies. Where data had been submitted the ANOVA and test of Tukey (P<0.05). The gotten results can be observed that the treatment where the animals had been fed four times/day had gotten one better weight gain, feed intake and feed:gain ration however did not differ statistical from the treatment where the animals had been fed two times/day. The treatment fed one time/day did not present statistical significant differences when comparative to the treatment fed two times/day. Called treatment T1, that is, fed a time per day, being in days alternated, presented the worse ones resulted of performance. Recommend it of balanced ration, in the form “ad libitum”, two time/day, for males of Betta splendens.

Key words: beta, eating, management, ornamental fish

 

1 Universidade Federal de Alagoas. E-mail: elton@zootecnista.com.br

 

Literatura Citada

AVENDAÑO, L.V. Níveis de arraçoamento e frequência alimentar no desempenho produtivo do acará-bandeira Pterophyllum scalare. 2008. Dissertação (Mestrado em Aquicultura) - Centro de Aquicultura, Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho”, Jaboticabal, 2008.

BOYD, C.E. Water quality management for pond fish culture, development in aquaculture and fisheries science. New York: Elsevier. v.9. 730p. 1982.

CASTRO, N; ROS, A.F.H.; BECKER, K. et al. Metabolic Costs of Aggressive Behaviour in the Siamese Fighting Fish, Betta splendens. Aggressive Behavior, v.32, p.474-480, 2006. doi

CRAFT, B.B; VELKEY, J; PETREE A.S. Instrumental conditioning of choice behavior in male Siamese fighting fish (Betta splendens). Behaviour Processes, v.63, p.171-175, 2003. doi

DOUTRELANT, C.; McGREGOR, P.K. Eavesdropping and mate choice in female fighting fish. Behaviour, v.137, p.1655-1669, 2000. doi

DZIEWECZYNSKI, T.L.; LYMAN, S.; POOR, E.A. Male Siamese Fighting Fish, Betta splendens, Increase Rather than Conceal Courtship Behavior when a Rival is Present. Ethology, v.115, n.2, p. 186– 195, 2009. doi

FERREIRA, R.A.; THIESEN, R.; COSTA, T.R. et al. Desempenho produtivo de alevinos de Dourado (Salminus brasiliensis) submetidos a diferentes frequências de alimentação. Ensaios e Ciência, v.11, n.2, p.33-38, 2007.

GIANNECCHINI, L.G. Fotoperíodo na reprodução de Betta splendens. Jaboticabal: CAUNESP, 2010. 35f. Dissertação (Mestrado).

JAMES, R.; SAMPATH, K. Effect of feeding frequency on growth and fecundity in an ornamental fish, Betta splendens (Regan). The Israeli Journal of Aquaculture, v.56, n.2, p.136-145. 2004.

LAMBERT, Y.; DUTIL, J.D. Food intake and growth of adult Atlantic cod (Gadus morhua L.) reared under different conditions of stocking density, feeding frequency and size granding. Aquaculture, v.192, p.233-247, 2001. doi

KUBITZA, F. Nutrição e alimentação dos peixes cultivados. Campo Grande, 1998. 113 p.

MARQUES, N.R.; HAYASHI, C.; GALDIOLI, E..M.; et al. Frequência de alimentação diária para alevinos de carpa-capim (Ctenopharyngodon idella, v.). Boletim do Instituto de Pesca, v.34, n.2, p.311 - 317, 2008.

PIANA, P.A.; BAUMGARTNER, G.; GOMES, L.G. Influência da temperatura sobre o desenvolvimento de juvenis de piapara (Leporinus cf. obtusidens). Acta Scientiarum Biological Sciences, v. 25, n. 1, p.87-94, 2003.

PRIESTLEY, S.M.; STEVENSON, A.E., ALEXANDER, L.G. The Influence of Feeding Frequency on Growth and Body Condition of the Common Goldfish (Carassius auratus). The Journal of Nutrition. v.136S, p.1979-1981. 2006.

SANTOS, E.L.; LUDKE, M.C.M.M.; BARBOSA, J.M. et al. Níveis de farelo de coco para alevinos de tilápia do Nilo. Revista Brasileira de Saúde e Produção Animal, v.10, p390-397, 2009.

UFV, Universidade Federal de Viçosa - SAEG, Sistema de análises estatísticas e genéticas - SAEG, Versão 7.1. (manual do usuário). Viçosa: UFV, 2004. 150p.