Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

O Professor e o Cuidado de Si: Perspectivando a Própria Vida como Uma Obra de Arte. Por Que Não?

DOI: http://dx.doi.org/10.15602/1983-9480/cmedh.v11n22p47-53

https://www.metodista.br/revistas/revistas-ipa/index.php/EUM/index 

downloadpdf

Juan J. M. Mosquera1, Claus D. Stobäus2 & Edgar Z. Timm3

 

Resumo: O artigo trata do cuidado de si na docência. Para tanto, considera o sentimento de humanidade de Paulo Freire e de Juan Mosquera, que precisa estar presente quando se olha e se fala sobre o professor, e algumas ideias trabalhadas por Michel Foucault sobre a dimensão do cuidado de si na possibilidade de se viver a própria vida como uma obra de arte. O texto é um convite para que se problematize a questão do cuidado de si na docência. Compartilhando do entendimento de que o mal-estar na docência se apresenta como fruto do mal-estar na contemporaneidade neste início de século, afirma a dimensão do cuidado de si como decisiva na promoção das condições de bem-estar de um ser humano chamado professor.

Palavras-chave: Professor – Cuidado de si – Subjetivação – Mal-estar – Bem-estar – Docência.

 

Abstract: The article is about the care of oneself in teaching profession. For this, we consider the humanity’s feeling of Paulo Freire and Juan Mosquera, which should be present when we look at and talk about the teacher, and also we consider other ideas worked by Michael Foucault upon the dimension of the care of ourselves when considering the possibility of living our own life as a master-piece. The text is an invitation for problematization the issue of taking care of ourselves at teaching profession. Sharing the understanding that the discomfort at teaching profession presents itself as a result of the contemporary discomfort in the century beginning, it also affi rms the dimension of the caring of ourselves as a decisive action in the promotion of conditions of well-faire of a human-being called teacher.

Key words: Teacher – Care of ourselves – Subjectivation – Discomfort – Well-faire – Teaching profession.

 

1 Doutor em Psicologia da Educação, professor titular da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul.
2 Doutor em Ciências Humanas – Educação, professor titular da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul.
3 Doutor em Educação, professor titular do Centro Universitário Metodista, do IPA.

 

Literatura Citada

BAUMAN, Zygmunt. Amor líquido: sobre a fragilidade dos laços humanos. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor, 2004.

BIRMAN, Joel. Entre cuidado e saber de si: sobre Foucault e a psicanálise. 2. ed., Rio de Janeiro: Relume Dumará, 2000.

DELEUZE, Gilles. Conversações: 1972-1990. Rio de Janeiro: Editora 34, 1992.

FOUCAULT, Michel. Resumo dos cursos do Collège de France (1970-1982). Rio de Janeiro: Zahar, 1997.

FOUCAULT, Michel. História da sexualidade: o uso dos prazeres. 9. ed., Rio de Janeiro: Graal, 2001.

FOUCAULT, Michel. História da sexualidade: o cuidado de si. 7 ed., Rio de Janeiro: Graal, 2002.

FOUCAULT, Michel. Hermenêutica do sujeito. São Paulo: Martins Fontes, 2004.

FREIRE, Paulo. Educação e mudança. 8. ed., Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1983.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da esperança: um reencontro com a pedagogia do oprimido. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1992.

MOSQUERA, Juan José Mouriño. O professor como pessoa. 2. ed., Porto Alegre: Sulina, 1978.

MOSQUERA, Juan José Mouriño. Educação: novas perspectivas. 3. ed. amp., Porto Alegre: Sulina, 1980.

ORTEGA, Francisco. Amizade e estética da existência em Foucault. Rio de Janeiro: Graal, 1999.

PESSOA, Fernando. Poesias. Porto Alegre: LP&M, 1996.

RABINOW, Paul; DREYFUS, Hubert. Michel Foucault, uma trajetória fi losófi ca: para além do estruturalismo e da hermenêutica. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 1995.

TIMM, Edgar Zanini. O bem-estar na docência: dimensionando o cuidado de si. Porto Alegre: PUCRS, 2006. Tese de doutoramento.