Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

Manchamento Dentário por Tetraciclina: Como Ocorre?

DOI: http://dx.doi.org/10.15600/2238-1236/fol.v21n2p41-46

https://www.metodista.br/revistas/revistas-unimep/index.php/FOL/index 

downloadpdf

Ingrid N. de L. Lacerda1, Renata P. Guimarães2, José G. F. Pompeu3, Paulo F. Menezes Filho4 & Cláudio H. V. da Silva4

 

Resumo: O escurecimento dentário intrínseco causado pela ingestão de tetraciclinas incomoda esteticamente o indivíduo. Estes antibióticos de amplo espectro são usados no tratamento de infecções como pneumonia, faringite, nas infecções não complicadas do trato geniturinário, na cólera, diarreia, entre outras. É contraindicado em qualquer período de gestação, lactação e para crianças abaixo de oito anos de idade, por produzir pigmentação dos dentes nos descendentes e em crianças. Este trabalho tem a finalidade de revisar a literatura sobre diversos aspectos relacionados ao escurecimento dental causado pelas tetraciclinas e auxiliar o cirurgião-dentista a compreender melhor este processo.

Palavras-chave: tetraciclina – dente – descoloração – pigmentação

 

Abstract: Intrinsic tooth darkening caused by tetracycline intake esthetically compromises individuals. These wide-spectrum antibiotics are used for the treatment of infections such as pneumonia, pharyngitis, uncomplicated genitourinary infections, cholera, diarrhea, and others. It is contraindicated during pregnancy, breast feeding and for children below eight years-old because it causes tooth staining in offspring and children. The aim of this study is to review the literature on the many aspects related to tetracycline tooth darkening and to aid dentists on how to better understand the process.

Key words: tetracycline – tooth – discoloration – pigmentation

 

1 Cirurgiã-Dentista pela Universidade Federal de Pernambuco
2 Doutoranda - Clínica Integrada pela Universidade Federal de Pernambuco
3 Professor Adjunto Doutor do Curso de Odontologia da Universidade Federal do Piauí
4 Professor Adjunto Doutor do Curso de Odontologia da Universidade Federal de Pernambuco

 

Literatura Citada

Neville BW, Damm DD, Allen CM, Bouquot JE. Patologia oral e maxilar facial. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan; 2009. p. 43-92.

Reese RE, Betts RF. Manual de antibióticos. 2ª ed. Rio de Janeiro: Medsi; 1995. p. 302-313.

Yagila, J.; Neidle, E. Farmacologia e terapêutica para dentistas. 4ª ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2000.

Ilzarbe LM, Ortiz JVJ. Manipulácion de la molécula de tetraciclina para blaqueamiento dental: diseño de experimentos. [cited 2001]. Available from: URL: <http://www.icqmed.com/articulos/clinica1.htm>. Acesso em: 2 fev 2007

Corbett CE, Silva AO, Bettarello A, Bastos AC, Lorenzo AV, Rocha AS et al. Farmacodinâmica. Parte quarta: drogas de ação contra organismos em parasitismo – farmacodinâmica dos antibióticos. 5ª ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan; 1977. p. 830- 834.

Mondelli J, Galan JJ, Ishikiriama A, Coradazzi JL, Navarro MFL, Pereira JC, et al. Restaurações estéticas. São Paulo: Sarvier; 1987. p. 172-174.

Sande MA, Mandell GL. Antimicrobial agents (continued) tetracyclines, chloraphenicol, erythromycin, and miscellaneous antibacterial agents. 1990. In: Gilman AG, Goodman LS, Rall TW, Murad F. The pharmacological basis of therapeutics. 7ª ed. New York: Macmillan; 1996. p. 1170- 1176.

Fonseca AL. Antibióticos na clínica diária. 4ª ed. Rio de Janeiro: EPUC; 1991. p. 183- 191.

Foye WO, Lemke TL, Williams DA, Anand N, Banijamali A, Billings EM et al. Principles of Medicinal Chemistry. 4ª ed. Media: Williams e Wilkins; 1995. p. 794-798.

Cristina MCM, Couto M, Conceição BSM, Montenegro, Salette R. Complexação da tetraciclina, da oxitetraciclina e da clortetraciclina com o catião cobre (II). Estudo potenciométrico. Quím Nova. 2000; 23(4): 457-460.

Mandarino F. Clareamento dental. 2003 [cited 2009 Jun 2]. Available from: URL: <http://www.forp.usp.br/restauradora/dentistica/temas/clardent/clardent.pdf>

Paixão RF, Hoeppner MG. Clareamento em dentes vitais. In: Busato ALS, Barbosa NA, Baldissera MBRA. Dentística – restaurações em dentes anteriores. São Paulo: Artes Médicas; 1997. p. 306.

Pinto MCGL, Monteiro GQM, Carvalho PRB, Melo GFB, Silva CHV. Manchamento por tetraciclina: como tratar? R Fac Odontol. 2005 Jul; 46(1): 54-58.

Andrade ED. Terapêutica medicamentosa em odontologia. Procedimentos clínicos e uso de medicamentos nas principais situações da prática odontológica. São Paulo: Artes Médicas; 1999. p. 188.

Gordon MJ, Walker BC. Current status of systemic antibiotic usage in destructive periodontal desease. J. Periodontol. 1993; 64: 760-771.

Assaf, V; Barbosa Junior, CAB. Tetraciclina em periodontia. Rev Bras Odontol. 1998; 55(4): 246-250.

Oliveira, JC. Antibióticos em endodontia. Rev Bras de Odontol. 1999; 56(3): 134- 138.

Garino RR. Sistema dentário. In: Aprile H, Figún ME, Garino RR. Anatomia odontológica: orocervical. 5ª ed. Buenos Aires: El Ateneo; 1975. p. 448-65.

Baratieri LN, Junior SM, Andrada MAC, Vieira LCL, Ritter AV, Cardoso AC. Odontologia restauradora. Fundamentos e possibilidades. São Paulo: Santos; 2003. p. 676.

Nogueira AAJ. Terapêutica geral. Parte I: Terapêutica antiinfecciosa e antiparasitária. Antibioticoterapia. 3ª ed. São Paulo: BYK; 1990. p. 133-136.

Miller O, Bunjes BF, Negreiros EB, Roxo E, Pedras JAV, Bellis MA. Farmacologia clínica e terapêutica. Primeira seção – os medicamentos - Parte XIII – antibióticos – tetraciclinas. 13ª ed. São Paulo: Livraria Atheneu; 1982. p. 266-269.

Sede MA. Tetracycline tooth discolouration in Bein city. CMS UNIBEN J Med Bras. 2004 June; 3(1): 53-58.

Okuda DMD. Using modified subopaquing technique to treat highly discolored dentition. JADA. 2000 July; 131: 945-950.

Vivan, F. O papel da odontologia na doença celíaca. 2007 [cited 2008 Nov 8]. Available from: URL: <http://www.acelbra-rs.org.br/saudebucal.asp>.