Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

Infiltração Marginal de Resinas Compostas: Micropartícula, Microhíbrida e Nanohíbrida

DOI: http://dx.doi.org/10.15600/2238-1236/fol.v21n1p25-38

https://www.metodista.br/revistas/revistas-unimep/index.php/FOL/index 

downloadpdf

Osvaldo B. da C. Nunes1, Paulo H. de Abreu2, Nancy A. Nunes3 & Humberto de S. Ramalho4

 

Resumo: O objetivo desta pesquisa foi verificar o grau de infiltração marginal em cavidades classe V, vestibular e lingual, em 40 dentes pré-molares humanos extraídos e divididos em quatro grupos, os quais, após ciclagem térmica a 5ºC/55ºC e corados com o azul de metileno a 2%, foram avaliados sob dois aspectos: 1 – tipos de resina composta: micropartícula (Silux Plus – 3M), microhíbrida (Z 250 – 3M) e nanohíbrida (Grandio – VOCO); e 2 – localização da parede cavitária (parede oclusal em esmalte e parede gengival em cemento). Os dados foram mensurados por meio de escores de 0 a 4 e processados estatisticamente pelo teste não paramétrico de Kruskal-Wallis, a fim de demonstrar a resina composta e a parede cavitária que menos permitiu a infiltração do corante. Os três tipos de resina composta – micropartícula, microhíbrida e nanohíbrida – não mostraram diferença estatística significante entre si; a resina nanohíbrida foi a que apresentou os menores escores de infiltração do corante. Também não houve diferença estatística significante entre a parede oclusal em esmalte e gengival em cemento; todavia, a parede oclusal em esmalte foi a que apresentou os menores escores de infiltração do corante.

Palavras-chave: infiltração marginal – resinas compostas – nanopartículas

 

Abstract: The objective of this research was to verify the degree of marginal infiltration in class-V, vestibular, and lingual cavities in 40 recently-extracted human premolar teeth, divided into four groups, which, after the thermal cycle at 5ºC/55ºC, and stained with 2% methylene blue, were assessed in two ways: 1 - types of composite resin: microparticles (Silux Plus - 3M), microhybrid (Z 250 - 3M) and nanohybrid (Grandio - VOCO); and 2 - location of the cavity wall (occlusal enamel wall and gingival cement wall). The data were measured through scores of 0 to 4 and statistically analyzed by nonparametric Kruskal-Wallis test in order to demonstrate the composite resin and cavity wall that allowed less dye leakage. The three types of composite resin - microparticles, microhybrid, and nanohybrid - showed no statistically significant difference between them; nanohybrid resin showed the lowest scores of dye penetration. There was no statistically significant difference between the occlusal enamel wall and the gingival cement wall. However, the occlusal enamel wall was the one with the lowest scores of dye penetration.

Key words: marginal infiltration – composite resin – nanoparticles

 

1 Professor Doutor da Disciplina de Dentística da Faculdade de Odontologia de Lins (FOL/Unimep)
2 Professor Doutor da Disciplina de Materiais Dentários da Faculdade de Odontologia de Lins (FOL/Unimep)
3 Professora Doutora da Disciplina de Estomatologia da Faculdade de Odontologia de Lins (FOL/Unimep)
4 Acadêmico da Faculdade de Odontologia de Lins (FOL/ Unimep)

 

Literatura Citada

Buonocore MG. A simple method of increasing the adhesion of acrylic filling materials to enamel surfaces. J Dent Res 1955; 34: 849-853.

Bowen RL. Properties of silica reenforced polymer for dental restorations. J Amer Dent Ass 1963; 66(1):57-64.

Farias DG, Avelar RP, Bezerra ACB. Estudo comparativo da infiltração marginal em restaurações de classe V. Pesqui Odontol Bras Jan/Mar 2002; 16(1): 83-88.

American Dental Association. Council on Dental Materials, Instruments and Equipment: Choosing intracoronal restorative materials. J Am Dent Assoc 1994; 125(1):102-103.

Leinfelder KF. et al. Resinas compostas anteriores e posteriors. The Dental Advisor (Edição em Português) Jan1994; 1(1):1-6.

Conceição EN. Dentística: saúde e estética. Porto Alegre: Artes Médicas Sul, 2000.

Bayne SC, Heymann HO, Swift Jr EJ. Up-date on dental composite restorations. J Amer Dent Ass Jun1994; 125:687-700.

Hinoura K, Setcos JC, Phillips RW. Cavity design and placement techniques for class 2 composites. Oper Dent 1988;13(1):12-19.

Hansen EK, Asmussen E. Marginal adaptation of posterior resins: Effect of dentin-bonding agent and hygroscopic expansion. Dent. Mater Mar 1989; 5(2):122-6.

Bausch JR. Tandheelkundige compositen II. Klinisch- MateriaalKundige Eigenschappen [thesis]. University of Amsterdam, p. 125-54, 1982.

Prati, C. Marginal adaptation of posterior resins. Effect of dentin-bonding agent and hygroscopic. Dent. Mater Mar 1989; 5:122-6.

Prati C. Early marginal microleakage in class II resin composite restorations. Dent Mater Nov 1989; 5(22):392-8.

Suh BI. Understanding and controlling the effect polymerization shrinkage stress in composite restorations. In: Simposio Internazionale de Odontoiaria Adesiva e Riconstrutiva, 4., S. Margherita Ligure, 2000. Atti. Italy, Probagonsti in Odontoiatria, 2000. p. 60-67.

Tessore G, Trinchero A. Post-operative sensitivity consequent to composite restorations in posterior sectors. In: Simposio Internazionale de Odontoiaria Adesiva e Riconstrutiva, 5., S. Margherita Ligure, 2001. Atti. Italy, Probagonsti in Odontoiatria, 2001. p. 62-65.

Santos MJCM, Silva e Souza Jr MH, Mondelli RFL. Novos conceitos relacionados à fotopolimerização das resinas compostas. JBD Jan-Mar 2002; 1(1):6-12.

Gomes JC et al. Avaliação da formação de gaps axiais utilizando um adesivo de 4ª geração e um adesivo autocondicionante, em cavidades de classe V. J Bras Dent Est Jul-Set 2002;1(3):213-218.

Ursi WJS, Simone JL. Contribuição ao estudo dos sistemas adesivos dentinários utilizados sob restaurações de resina composta. Ênfase em biocompatibilidade, microinfiltração marginal e resistência adesiva. Rev Inst Ciênc Saúde Jul-Dez 1999; 17(2):127-38.

Formolo E, Sartori A, Demarco FF. Infiltração marginal em cavidades de classe V com o uso de diferentes materiais adesivos. Rev Pos-grad Out-Dez 2001; 8(4):306-12.

Cavalcanti RCM. Avaliação da microinfiltração marginal de dois sistemas adesivos em cavidades preparadas com laser Er: YAG ou alta rotação. Camaragibe, 2003. Tese (Mestrado) - Faculdade de Odontologia, Universidade de Pernambuco.

Pereira RA. Avaliação comparativa por três métodos diferentes da contração de polimerização de resinas compostas. São Paulo, 2005. 110 p. Tese (Mestrado) – Faculdade de Odontologia, Universidade de São Paulo.

Barnes DM, McDonald NJ; Thompson VP; Blank LW; Shires PJ. Microleakage in facial and lingual class 5 composite restorations: a comparison. Oper Dent 1994; 19: 133-7.

Nunes OBC. Avaliação in vitro da microinfiltração marginal em cavidades classe V, restauradas com resinas compostas condensáveis, resina composta híbrida, resina composta modificada por poliácidos e ionômero de vidro modificado por resina. Bauru, 2001. 141 p. Tese (Doutorado) – Faculdade de Odontologia de Bauru da Universidade de São Paulo.

Crim GA, Garcia-Godoy GF. Microleakage: the effect of storage and cycling duration. J prosth Dent 1987; 57: 574-6.

Souza Jr MH. Adesivos dentinários: evolução, estágio atual e considerações clínicas para sua utilização. Maxi- Odonto: Dentística Jan 1995; 1 (1): 1-18.

Batitucci MHG, Araújo PA. Avaliação da adaptação marginal de resinas compostas em cavidades dentinárias submetidas a diferentes sistemas adesivos. Rev FOB Jan-Dez 1995; 3 (1-4): 157-162.