crosscheckdeposited

Protocolos Clínicos de Reabilitação Pulmonar em Pacientes com DPOC

DOI: http://dx.doi.org/10.15600/2238-1244/sr.v12n32p55-67

https://www.metodista.br/revistas/revistas-unimep/index.php/saude/index 

downloadpdf

Ednei C. Maia1, Alcimar N. Pinheiro2, Surama do C. S. da Silva3, Francisco S. Barreto Filho4, Francisco Navarro5 & Mario N. S. de Oliveira Junior6

 

Resumo: A limitação ao exercício com desenvolvimento precoce de dispneia e fadiga é comum entre os pacientes com DPOC. Além disso, o agravamento da doença acaba interferindo em suas atividades profissionais, sociais e da vida diária. A presente revisão teve como objetivo comparar os protocolos utilizados por programas nacionais de reabilitação pulmonar e confrontá-los às recomendações do II Consenso Brasileiro Sobre Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica (2004). Realizou-se uma revisão narrativa da literatura, nas bases de dados virtuais LILACS, MEDLINE, SciELO, PubMed, Google Acadêmico, PAHO, Biblioteca Cochrane e IBECS, utilizando-se os descritores “Reabilitação”, “Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica” e sua sinonímia “DPOC”, sem restrição de datas ou períodos para os resultados. Os estudos deveriam envolver pacientes com DPOC submetidos em qualquer momento da pesquisa a um programa de reabilitação pulmonar. Dessa forma, 12 trabalhos se mostraram adequados, perfazendo-se um total de 416 sujeitos envolvidos. A composição da equipe interdisciplinar, instrumentos de avaliação e a metodologia empregada nas intervenções tiveram ampla variação entre os programas de reabilitação analisados. Concluiu-se que é importante que os protocolos de reabilitação sejam orientados por diretrizes específicas, objetivando- se maior uniformidade de ações e o fomento à comparação de resultados entre os programas nacionais de reabilitação pulmonar de pacientes com essa doença.

Palavras-chave: protocolos clínicos; reabilitação; doença pulmonar obstrutiva crônica.

 

Abstract: The limitation to exercise with early development of dyspnea and fatigue is common among patients with COPD. Furthermore, the worsening of the disease interferes on their professional, social and daily living activities. This review aimed to compare the protocols used by national pulmonary rehabilitation programs and compare them to the recommendations of the II Brazilian Consensus on Chronic Obstructive Pulmonary Disease - COPD - 2004. We performed a systematic review in virtual databases LILACS, MEDLINE, SciELO, PubMed, Google Scholar, PAHO, and IBECS Cochrane Library, using the keywords “Reabilitação”, “Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica” and its synonym “DPOC”, with no blackout dates or periods for the results. The studies should envolve patients with COPD submitted at any time of the search to a pulmonary rehabilitation program. Thus, 12 studies were suitable, making a total of 416 subjects involved. The composition of the interdisciplinary team, assessment tools and the methodology used in the interventions had a wide variation between rehabilitation programs analyzed. It is important that rehabilitation protocols are guided by specific guidelines, aiming to greater uniformity of action and encouraging the comparison of results between the national programs of pulmonary rehabilitation of patients with this disease.

Key words: clinical protocols; rehabilitation; chronic obstructive pulmonary disease. 

 

1 Universidade Federal do Maranhão. Acadêmico de Medicina da Universidade Federal do Maranhão - UFMA. E-mail: ednei.maia@hotmail.com
2 Universidade Federal do Maranhão. Doutorado em Medicina (Pneumologia) pela Escola Paulista de Medicina - Unifesp; Professor Adjunto III de Pneumologia da Universidade Federal do Maranhão; Médico e Coordenador do Programa de Reabilitação Pulmonar. E-mail: msevilio@ufma.br
3 Universidade Federal do Maranhão. Acadêmica de Educação Física da Universidade Federal do Maranhão.
4 Universidade Federal do Maranhão. Acadêmico de Educação Física pela Universidade Federal do Maranhão.
5 Universidade Federal do Maranhão. Doutor em Ciências (Biologia Celular e Tecidual) pelo ICB - Universidade São Paulo-USP. Professor do Programa de Mestrado Saude Materno Infantil da UFMA. E-mail: francisconavarro@uol.com.br
6 Universidade Federal do Maranhão. Doutor em Pneumologia pela Escola Paulista de Medicina - Unifesp; Chefe do Departamento de Educação Física; Coordenador da Especialização em Medicina do Esporte; Coordenador da Educação Física na Residência Multiprofissional do Hospital Universitário Presidente Dutra. E-mail: msevilio@ufma.br

 

Literatura Citada

GOLD – Global Strategy for the Diagnosis, Management, and Prevention of Chronic Obstructive Pulmonary Disease: GOLD executive summary. Updated 2009 [acesso 02/ abril/2010]. Disponível em: <http://www.goldcopd.org>.

Sociedade Brasileira de Pneumologia. II Consenso Brasileiro sobre Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica - DPOC. J Bras Pneumol. 2004;30(5 Suppl):S1-S42.

Velloso M, Jardim JR. Funcionalidade do paciente com doença pulmonar obstrutiva crônica e técnicas de conservação de energia. J Bras Pneumol. 2006;32(6):580-6.

Wehrmeister FC, Knorst M, Jardim JR, Macedo SEC, Noal RB, Martínez-Mesa J et al. Programas de reabilitação pulmonar em pacientes com DPOC. J Bras Pneumol. 2011;37(4):544-555.

Neder JA, Nery LE, Cendon Filha SP, Ferreira IM, Jardim JR. Reabilitação pulmonar, fatores relacionados ao ganho aeróbio de pacientes com DPOC. J Pneumol. 1997;23:115-23.

Moreira MAC, Moraes MR, Tannus R. Teste da caminhada de seis minutos em pacientes com DPOC durante programa de reabilitação. J Pneumol. 2001;27(6):295-300.

Rodrigues SL, Viegas CAA, Lima T. Efetividade da reabilitação pulmonar como tratamento coadjuvante da doença pulmonar obstrutiva crônica. J Pneumol. 2002;28: 65-70.

Godoy DV, Godoy RF. Redução dos níveis de ansiedade e depressão de pacientes com doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC) participantes de um programa de reabilitação pulmonar. J Pneumol. 2002;28(3):120-4.

Zanchet RC, Viegas CAA, Lima T. Influência da reabilitação pulmonar sobre o padrão de sono de pacientes portadores de doença pulmonar obstrutiva crônica. J Bras Pneumol. 2004; 30(5) 439-44.

Ribeiro KP, Toledo A, Costa D, Pêgas J, Reyes LCV. Efeitos de um programa de reabilitação pulmonar em pacientes com doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC). Rev. Biociên. 2005;11(1-2):63-68.

Zanchet RC, Viegas CAA, Lima T. A eficácia da reabilitação pulmonar na capacidade de exercício, força da musculatura inspiratória e qualidade de vida de portadores de doença pulmonar obstrutiva crônica. J Bras Pneumol. 2005;31(2):118-24.

Godoy DV, Godoy RF, Becker Júnior B, Vaccari PF, Michelli M, Teixeira PJZ et al. O efeito da assistência psicológica em um programa de reabilitação pulmonar para pacientes com doença pulmonar obstrutiva crônica. J Bras Pneumol. 2005; 31(6):499-505.

Ribeiro KP, Toledo A, Whitaker DB, Reyes LCV, Costa D. Treinamento muscular inspiratório na reabilitação de pacientes com DPOC. Saúde Rev. 2007; 9 (22): 39-46.

Godoy RF, Teixeira PJZ, Becker Júnior B, Michelli M, Godoy DV. Long-term repercussions of a pulmonary rehabilitation program on the indices of anxiety, depression, quality of life and physical performance in patients with COPD. J Bras Pneumol. 2009;35(2):129-136.

Santana VTS, Squassoni SD, Neder JA, Fiss E. Influência do tabagismo atual na aderência e nas respostas à reabilitação pulmonar em pacientes com DPOC. Rev Bras Fisioter. 2010; 14(1):16-23.

Costa CC, Baldessar LZ, Canterle DB, Moussalle LD, Vettorazzi SF, Lermen CA et al. Análise dos resultados de um programa de reabilitação pulmonar em portadores de doença pulmonar obstrutiva crônica. Revista AMRIGS. 2010;54(4):406-410.

Onaga FI, Jamami M, Ruas G, Di Lorenzo VAP, Jamami LK. Influência de diferentes tipos de bocais e diâmetros de traqueias na manovacuometria. Fisioter Mov. 2010;23(2):211-9.

Langer D, Probst VS, Pitta F, Burtin C, Hendriks E, Schans CPVD et al. Guia para prática clínica: fisioterapia em pacientes com Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica (DPOC). Rev Bras Fisioter. 2009;13(3):183-204.

Pereira CAC. Espirometria. J Pneumol. 2002;28(Supl 3):1-82.

Carvalho T, Cortez AA, Ferraz A, Nóbrega ACL, Brunetto AF, Herdy AH et al. Diretriz de reabilitação cardiopulmonar e metabólica: aspectos práticos e responsabilidades. Arq Bras Cardiol. 2006; 83 (supl. 5): 448-52.