Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

Autonomia e complexidade: A Construção das Aprendizagens Humanas

DOI: http://dx.doi.org/10.15600/2236-9767/impulso.v22n53p49-61

https://www.metodista.br/revistas/revistas-unimep/index.php/impulso/index 

downloadpdf

Celso J. Martinazzo1 & Rosemari Amaral2

 

Resumo: Neste trabalho sobre autonomia e complexidade: a construção das aprendizagens humanas, pretendemos ressignificar uma das categorias centrais do processo pedagógico e curricular, sempre muito polêmica, que é a questão da autonomia do educando como pressuposto dos procedimentos do ensino e da construção da aprendizagem por parte dos alunos aprendentes. O estudo foi realizado a partir das contribuições de alguns pensadores e pedagogos importantes da modernidade, buscando compreendê-las à luz dos pressupostos inovadores da teoria da complexidade. Entendemos que a partir de meados do século 20 a teoria da complexidade começa a formular leis, princípios e categorias originais com força de uma nova matriz paradigmática de racionalidade que vão auxiliar na elucidação do mundo, do humano e da vida. Os reflexos e desdobramentos desse novo paradigma apresentam-se como muito significativos para o avanço da pesquisa, da produção do conhecimento, dos processos de percepção e de aprendizagem e, por consequência, para o desenvolvimento dos processos pedagógicos. Nesse contexto, a autonomia individual e coletiva dos educandos, assim como o processo de aprendizagem, podem atingir um novo patamar de compreensão.

Palavras-chave: teoria da complexidade; educação escolar; autonomia; aprendizagem.

 

Abstract: In this work on autonomy and complexity: the construction of the human learning we intend to lend a new meaning to one of the central categories of the pedagogical and curricular process, always very controversial, that is the issue of the student autonomy as an assumption of the teaching process and of the learning construction by the learner students. The study was conducted on the basis of the contributions of some importante thinkers and educators of modernity, trying to understand them under the light of the innovative assumptions of the complexity theory. We understand that from the mid-20th century on, the complexity theory begins to formulate original laws, principles and categories with the strength of a new paradigmatic matrix of rationality that will assist the elucidation of the world, the human and the life. The reflections and unfolding of this new paradigma are very significant to the research advancement, knowledge production, perception and learning processes and, consequently, for the pedagogical processes development. In this context, the individual and collective autonomy of the learners, as well as the learning process can reach a new level of understanding.

Key words: complexity theory; school education; autonomy; learning.

 

1 Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul (Unijuí). marti.sra@terra.com.br
2 Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul (Unijuí). ra-b@hotmail.com

Literatura Citada

ASSMANN, Hugo. Reencantar a educação: rumo à sociedade aprendente. 2. ed., Petrópolis: Vozes, 1998.

COMENIUS. Didática magna. São Paulo: Martins Fontes, 1997.

DAMÁSIO, António R. O erro de Descartes: emoção, razão e o cérebro humano. São Paulo: Companhia das Letras, 2001.

DEMO, Pedro. Complexidade e aprendizagem: a dinâmica não linear do conhecimento. São Paulo: Atlas, 2002.

KANT, Immanuel. Sobre a pedagogia. Tradução Francisco Cock Fontanella. 2. ed., Piracicaba: Ed. Unimep, 1999.

KANT, Immanuel. Resposta à pergunta: o que é esclarecimento? In: KANT, Immanuel. Textos seletos. 3. ed. Petrópolis: Vozes, 2005.

MARQUES, Mario Osorio. A aprendizagem na mediação social do aprendido e da docência. Ijuí: Ed. Unijuí, 2006.

MARIOTTI, Humberto. As paixões do ego: complexidade, política e solidariedade. São Paulo: Palas Athena, 2000.

MATURANA, R. Humberto; VARELA, Francisco J. A árvore do conhecimento: as bases biológicas da compreensão humana. São Paulo: Palas Athena, 2001.

MELMAN, Charles. Individualismo e paranóia no século XXI. Jornal Extra Classe, Porto Alegre, n. 115, p. 4-5, jul. 2007. Entrevista concedida a Jacira Cabral da Silveira.

MORIN, Edgar. Introdução ao pensamento complexo. Porto Alegre: Sulina, 2006.

MORIN, Edgar. O método I. A natureza da natureza. Porto Alegre: Sulina, 2003.

MORIN, Edgar. O método II. A vida da vida. Porto Alegre: Sulina, 2001.

MORIN, Edgar. O método V. A humanidade da humanidade. Porto Alegre: Sulina: 2002

MORIN, Edgar. Ciência com consciência. 4. ed., Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2000.

SILVA, Jair Militão da. A autonomia da escola pública. 3. ed., Campinas: Papirus, 1996.