Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

Representações Sociais e Educação: Panorama dos Estudos Desenvolvidos pela Cátedra Unesco sobre Profissionalização Docente

DOI: http://dx.doi.org/10.15603/2176-1043/el.v15n25p19-39

https://www.metodista.br/revistas/revistas-ims/index.php/EL/index 

downloadpdf

Clarilza P. Sousa1, Adelina O. Novaes2 & Lúcia V. Bôas3

 

Resumo: Este texto apresenta um panorama dos atuais estudos desenvolvidos por pesquisadores de diferentes instituições associados  ao Centro Internacional de Estudos em Representações Sociais e Subjetividade – Educação (CIERS-ed) da Fundação Carlos Chagas, que recorreram ao referencial psicossocial da teoria das representações sociais, articulado a outras abordagens teóricas, com o intuito de refletir sobre a complexidade do trabalho do professor no contexto da Cátedra Unesco sobre Profissionalização Docente. Tais estudos evidenciam que, como instrumento teórico e metodológico, esse referencial tem possibilitado uma análise psicossocial da Educação, permitindo o entendimento dos processos de construção da subjetividade docente e, sobretudo, das condições de transformação do ensino.

Palavras-chave: representações sociais, profissionalização docente, abordagem psicossocial

 

Abstract: This paper seeks to present an overview of current studies developed by researchers from different institutions associated to International Center of Studies on Social Representations and Subjectivity – Education (CIERS-ed) hosted in Fundação Carlos Chagas, which turned to psychosocial background of social representations theory, while articulate with others approaches, aiming to think about the complexity of teacher’s work. The investigations brought in here, under the Unesco Chair on Professional Development of Teachers based on CIERS-ed, reveals, as theoretical instrument and methodological, the social representations theory has been allowing a psychosocial study of education and also enable the understanding of the built of teacher’s subjectivity and, above all, the power of changeful of education.

Key words: social representations, professional development of teachers, psychosocial approach

 

1 É Professora do Programa de Estudos Pós-Graduados em Educação: Psicologia da Educação da PUC - São Paulo, Coordenadora do Centro Internacional de Estudos em Representações Sociais e Subjetividade - Educação (CIERS-ed) da Fundação Carlos Chagas e Coordenadora da Cátedra Unesco sobre Profissionalização Docente.
2 É Professora da Pós-Graduação em Meio Ambiente, Sustentabilidade e Questões Globais da Faculdade de Direito da FAAP - SP e Pesquisadora permanente do Centro Internacional de Estudos em Representações Sociais e Subjetividade – Educação (CIERS-ed) da Fundação Carlos Chagas.
3 É Professora do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Metodista de São Paulo e Coordenadora do Centro Internacional de Estudos em Representações Sociais e Subjetividade - Educação (CIERS-ed) da Fundação Carlos Chagas.

 

Literatura Citada

BERNSTEIN, B. Class and pedagogies: visible and invisible. London: Routledge, 1975/1977/1990. v. 3. revised, v. 4.

BERNSTEIN, B. A pedagogização do conhecimento: estudos sobre recontextualização. In: Cadernos de pesquisa, n. 120, p. 75-110, novembro, 2003. http://dx.doi.org/10.1590/s0100-15742003000300005

CONTRERAS, J.D. La autonomia del profesorado. Madrid: Morata, 1997.

DUBAR, C. A socialização: construção das identidades sociais e profissionais. Porto: Porto Editora, 1997 (Coleção Ciências da Educação).

ENGUITA, M. F. Educação e transformação social. Mangualde: Edições Pedago, 2007.

FREIRE, P. Pedagogia do oprimido. 8. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1980.

GARCIA, Regina Leite e MOREIRA, Antônio Flávio Barbosa. Currículo na contemporaneidade: incertezas e desafios. São Paulo: Cortez, 2003.

IMBERNÓN, F. La investigación-acción educativa como herramienta en la formación del profesorado. In: IMBERNÓN, F. (coord.). La investigación educativa como herramienta de formación del profesorado. Barcelona: Graó, 2002.

IMBERNÓN, F. Formação permanente do professorado: novas tendências. São Paulo: Cortez, 2009.

JODELET, D. O movimento de retorno ao sujeito e a abordagem das representações sociais. In: Sociedade e estado, v. 24, n. 3, p. 679-712, set./dez, 2009.

JODELET, D. Representações sociais : um domínio em expansão. In: JODELET, D. (org.). As representações sociais. Rio de Janeiro: Eduerj, 2002, p.17-44.

JODELET, D. A alteridade como processo e produto psicossocial. In: ARRUDA, A. (org.). Representando a alteridade. Petrópolis: Vozes, 1998.

JODELET, D. Folie et représentations sociales. Paris: PUF, 1989. JOVCHELOVITCH, S. Os contextos do saber: representações, comunidade e cultura. Petrópolis: Vozes, 2008.

LACLAU, E. Inclusão, exclusão e a construção das identidades. In: AMARAL Jr., A. e BURITI, J. (org.) Inclusão social, identidade e diferença: perspectivas pós-estruturalistas de análise social. São Paulo: Annablume, 2006, p. 21-38.

LACLAU, E.; MOUFFE, C. Hegemonia y estratégia socialista: hacia una radicalización de la democracia. Buenos Aires: Fondo de Cultura Económica, 2004.

LOPES, A. C.; MACEDO, E.; TURA, M. L. As Representações sociais e os estudos de política de currículo para formação docente. In: PLACCO, V. M. N. S. ; VILLAS BÔAS, L. P. S. ; SOUSA, C. Teoria das representações sociais e diálogos teóricos em educação (título provisório). Curitiba: Editora Champagnat, no prelo.

MARCELO, C. Desenvolvimento profissional: passado e futuro. Sísifo. Revista das Ciências da Educação, n. 08, jan/abr 2009, pp. 7-22.

MARTINS, A. M.; ABDALA, M. F. B; RODRIGUES, M. A. Representações sociais sobre o trabalho docente: trajetórias de formação de estudantes de licenciaturas e a construção da identidade profissional. In: PLACCO, V. M. N. S. ; VILLAS BÔAS, L. P. S. ; SOUSA, C. Teoria das representações sociais e diálogos teóricos em educação (título provisório). Curitiba: Editora Champagnat, no prelo.

MAZZOTTI, B. T. Análise retórica, por que e como fazer?.In: SOUSA, C.;

VILLAS BÔAS, L. P. S. In: SOUSA, C.; VILLAS BÔAS, L. P. S.; NOVAES, A. O.; DURAN, M. C. G. Representações sociais: estudos metodológicos em educação. Curitiba: Editora Champagnat, 2011.

Menin , M. S. S. et al. Representações de futuros professores sobre a aprendizagem de seus alunos: uma perspectiva comparativa entre Argentina, Brasil e Portugal. In: SOUSA, C.; VILLAS BÔAS, L. P. S. Estudos de representações sociais como subsídios de políticas de mudança. Curitiba: Editora Champagnat, no prelo.

YOUNG, M. Para que servem as escolas? Educ. Soc., Campinas, vol. 28, n. 101, p. 1287-1302, set./dez. 2007.

MOSCOVICI, S. La psychanalyse, son image et son public. Paris: PUF, 1961.

MOSCOVICI, S. A representação social da psicanálise. Rio de Janeiro: Zahar, 1978.

ORNELLAS, M. L. S.; MAGALHÃES, P. M. M. S. Representações sociais sobre o afeto do aluno: um estilo no ensinar e aprender. In: PLACCO, V. M. N. S. ; VILLAS BÔAS, L. P. S. ; SOUSA, C. (org.). Teoria das representações sociais e diálogos teóricos em educação (título provisório). Curitiba: Editora Champagnat, no prelo.

ROLDÃO, M. C. Formar para a excelência profissional: pressupostos e rupturas nos níveis iniciais da docência. In: Educação & Linguagem, vol. 10, n. 15, 2007. http://dx.doi.org/10.15603/2176-1043/el.v10n15p18-42

SACRISTÁN, J. G. O aluno como invenção. Porto: Porto Editora, 2003.

TABACHNICK, B. R., and ZEICHNER, K. The development of teacher perspectives: final report. Madison: University of Wisconsin, Wisconsin Center forEducationResearch, 1988.

TEDESCO, J. C.; FANFANI, E. T. Maestros en América Latina: nuevas perspectivas sobre su formación y desempeño. Santiago de Chile: Preal, San Marino, 2004. Nuevos maestros para nuevos estudiantes, p.67-96. VALA, J. Representações sociais e psicologia social do conhecimento quotidiano. In: VALA, J.; MONTEIRO, M. B. (org.). Psicologia social. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian, 2004, p. 457-501.

VYGOTSKY, L. (1989). Pensamento e linguagem. (tradução de J. L. Camargo). 2. ed. São Paulo: Martins Fontes. (Originalmente publicado em 1934).

WAGNER, Wolfgang. Sócio-gênese (sic) e características das representações sociais. In: MOREIRA, Antonia Silva Paredes e OLIVEIRA, Denise Cristina (org.). Estudos interdisciplinares de representação social. Goiânia: Ab editora, 1998, p. 03-25.

ZEICHNER, K. M. Formação de professores para a justiça social em tempos de incerteza e desigualdades crescentes. In: DINIZ-PEREIRA, J. E. e ZEICHNER, K.M. (orgs.) Justiça social: desafio para formação de professores. Belo Horizonte: Autêntica Editora, 2008.