crosscheckdeposited

Representações Sociais de Estudantes de Pedagogia sobre o Trabalho Docente em sua Trajetória de Formação

DOI: http://dx.doi.org/10.15603/2176-1043/el.v15n25p58-82

https://www.metodista.br/revistas/revistas-ims/index.php/EL/index 

downloadpdf

Rita C. P. Lima1, Natalina A. L. Sicca2 & Alessandra David3

 

Resumo: O objetivo do estudo é investigar representações sociais de alunas de Pedagogia a respeito do trabalho docente, elaboradas na trajetória de formação no Ensino Superior. Uma classe foi acompanhada desde o ingresso até à conclusão do curso, solicitando-se redações em quatro fases. Foram consideradas 14 alunas que participaram de todas as etapas, sendo analisadas 56 narrativas com base na análise de conteúdo temática. O significado de “trabalho docente” para essas alunas se objetivou na relação entre amadurecimento pessoal e lacunas na formação escolar, acarretando dúvidas acerca de como exercerão o futuro trabalho. Certas da desvalorização social da profissão e da má remuneração, as alunas manifestaram o desejo de serem boas professoras mais no plano “ideal”. Ao ancorarem esta imagem em seu universo simbólico, parecem vislumbrar seu futuro trabalho como “guerreiras” que continuarão a superar as dificuldades que marcaram suas trajetórias escolares e de vida.

Palavras-chave: Trabalho Docente; Representações Sociais; Pedagogia; Estudantes; Trajetórias de Formação

 

Abstract: This work researches social representations about of the idea of work of teacher. A group of undergraduate students of pedagogy were followed during their teacher education in university. This period they wrote four essays about the subject. The essays used were done by fourteen students, among them were examined 56 narratives – source of this research. Our choice to research the idea “work of teacher” intended to show up personal teacher formation, as well as gaps and omissions of formation in university, our point of view was those gaps of formation imply doubts on future professional activities. Students want to be “good teachers” but they don’t considerer low budges and low social acknowledgement. This show up an ideal believes in profession. Their symbolic universe support on the idea of future of “warriors” able to overcome challenges from school activities, as well as the life.

Key words: Teaching Work; Social Representations; Education; Students; Training Trajectories

 

1 Doutora em Educação pela Université René Descartes – Paris V, Professora Adjunta do Programa de Pós-graduação em Educação da Universidade Estácio de Sá/RJ. ritalima@netsite.com.br.
2 Doutora em Educação Escolar UNESP/Araraquara. Mestre em História e Cultura UNESP/Franca. Docente do Programa de Pós-Graduação do Centro Universitário Moura Lacerda de Ribeirão Preto/SP. E-mail: davidalessandra@uol.com.br

 

Literatura Citada

ALMEIDA, Patrícia Cristina Albieri de; BIAJONE, Jefferson. Saberes docentes e formação inicial de professores: implicações e desafios para as propostas de formação. In: Educação e Pesquisa, São Paulo: USP, v. 33, n. 2, ago. 2007, p. 281-295.

ALVES-MAZZOTTI, Alda Judith. Representação do trabalho do professor das séries iniciais: a produção do sentido de “dedicação”. In: Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos. Brasília: Inep, v. 89, n. 223, set./dez. 2008, p. 522-534.

ALVES-MAZZOTTI, Alda Judith. Representações sociais: aspectos teóricos e aplicações à educação. In: Em Aberto. Brasília: Inep, ano 14, n.61, jan./ mar. 1994, p.60-78.

AZZI, Sandra. Trabalho docente: autonomia didática e construção do saber pedagógico. In: PIMENTA, S. G. (Org.). Saberes pedagógicos e atividade docente. 2. ed. São Paulo: Cortez, 2000, p. 35-60.

BARDIN, Laurence. Análise de Conteúdo. 3. ed. Lisboa: Edições 70, 2004.

BRASIL, Diretrizes Curriculares Nacionais para o Curso de Graduação em Pedagogia. Resolução CNE/CP nº 1, fundamentada no Parecer CNE/CP nº 5/2005, incluindo a emenda retificativa constante do Parecer CNE/CP nº 3/2006. 15 de maio de 2006. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/cne/arquivos/pdf/rcp01_06.pdf. Acesso em 20 fev. 2009.

BORGES, Cecília. Saberes docentes: diferentes tipologias e classificações de um campo de pesquisa. In: Educação & Sociedade. Campinas: Cedes, v. 22, n. 74, abril/ 2001, p. 59-76 (Dossiê “Os saberes dos docentes e sua formação”).

BRZEZINSKI, Iria. Políticas contemporâneas de formação de professores para os anos iniciais do ensino fundamental. Educação & Sociedade. Campinas: Cedes, vol. 29, n. 105, set./dez. 2008, p. 1139-1166.

BOURDIEU, Pierre. La distinction – critique sociale du jugement. Paris: Minuit, 1979.

CUNHA, Luci Ana S. da. Formação inicial do professor da Educação Básica: contribuições da teoria sobre o professor reflexivo no estágio supervisionado. São Paulo, SP: USP, 2003. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade de São Paulo, 2003.

DUARTE, Newton. Conhecimento tácito e conhecimento escolar na formação de professores (Por que Donald Schön não entendeu Luria). In: Educação & Sociedade. Campinas: Cedes, vol. 24, n. 83, Ago. 2003, p. 601-625.

DURHAM, Eunice R., Um passo atrás com as Novas Diretrizes Curriculares para o Curso de Pedagogia. In: O Estado de S. Paulo. 6.10.2006.

GENTILE, Márcia; LIMA, Rita C. P.; MAZZOTTI, Tarso. B. Saberes da prática na formação: representações sociais de alunas de pedagogia. In: Revista Diálogo Educacional. Curitiba: PUCPR, v. 11, 2011, p. 331-351.

GIUST-DESPRAIRIES, Florence. Representação e Imaginário. In: BARUS- -MICHEL, Jacqueline; ENRIQUEZ, Eugène.; LÉVY, André. Dicionário de Psicossociologia. Lisboa: Climepsi, 2005.

JODELET, Denise. Représentation sociale: phénomènes, concept et théorie. In: MOSCOVICI, S. 6e. ed. Psychologie Sociale. Paris: P.U.F., 1996 , p. 357-378.

LELIS, Isabel. Profissão docente: uma rede de histórias. Revista Brasileira de Educação. Belo Horizonte: Anped, n. 17, mai.-jun.-jul.-ago., 2001, p. 40-49.

LIBANEO, José Carlos. Diretrizes curriculares da pedagogia: imprecisões teóricas e concepção estreita da formação profissional de educadores. In: Educação & Sociedade. Campinas: Cedes, v. 27, n. 96, Out. 2006, p. 843-876.

LIMA, Rita C. P.; FERNANDES, Maria Cristina S. G.; GONCALVES, Marlene F. C. Pedagogia, letras, matemática: representações sociais de universitários sobre o trabalho do professor. In: SOUSA, C.P.; PARDAL, L.A.; VILLAS BOAS, L.P.S. (Org.). Representações sociais sobre o trabalho docente. 1. ed. Aveiro: Universidade de Aveiro, 2009, v. 1, p. 183-194.

LÜDKE, Menga e BOING, Luiz Alberto. Caminhos da profissão e da profissionalidade docente. In: Educação & Sociedade. Campinas: Ceres, v. 25, n. 89, Set/ Dez. 2004, p.1159-1180.

MARIN, Alda J. Trabalho docente: núcleo de perspectiva globalizadora de estudos sobre ensino. In: _____ (Coord.). Didática e trabalho docente. 2. ed. Araraquara, SP: Junqueira & Marin, 2005, p. 30-56.

MADEIRA, Margot. Representações Sociais e Educação: importância teórico-metodológica de uma relação. In: MOREIRA, Antonia S.P. (org.). Representações sociais - teoria e prática. João Pessoa: Editora Universitária/Autor Associado, 2001, p. 123- 146.

MONTEIRO, Ana Maria F.C. Professores: entre saberes e práticas. Educação & Sociedade, Campinas: Cedes, v. 22, n. 74, abril/ 2001, p. 121-26 (Dossiê “Os saberes dos docentes e sua formação”).

MOSCOVICI, Serge. Representações Sociais: investigações em Psicologia Social. Petrópolis: Vozes, 2003.

MOSCOVICI, Serge. Das representações coletivas às representações sociais: elementos para uma história. In: JODELET, D. (org.). As representações sociais. Rio de Janeiro: EdUerj, 2001, p. 45-66.

MOSCOVICI, Serge. A representação social da Psicanálise. Rio de Janeiro: Zahar, 1978.

NOGUEIRA, Maria Alice; AGUIAR, Andrea M.S.; RAMOS, Viviane C.C. Fronteiras desafiadas: a internalização das experiências escolares. In: Educação & Sociedade. Campinas: Cedes, v. 29, n.103, maio/ago. 2008, p. 355-376.

NOGUEIRA, Maria Alice. Favorecimento econômico e excelência escolar: um mito em questão. Revista Brasileira de Educação. Belo Horizonte: Anped, n. 26, maio/ ago. 2004, p. 133-144.

NOGUEIRA, Maria Alice; ZAGO, Nadir; ROMANELLI, Geraldo (orgs.). Família e escola: trajetórias de escolarização em camadas médias e populares. Petrópolis, RJ: Vozes, 2000, p. 125-154.

OLIVEIRA, Dalila A. A reestruturação do trabalho docente: precarização e flexibilização. In: Educação & Sociedade. Campinas: Cedes, v. 25, n. 89, Set/ Dez. 2004, p. 1127-1144.

PIMENTA, Selma G. Formação de professores: identidade e saberes da docência. In: ____ (Org.). Saberes pedagógicos e atividade docente. 3. ed. São Paulo: Cortez, 2002. p. 15-34.

PORTES, Ecio A. Algumas dimensões culturais da trajetória de estudantes pobres no ensino superior público: o caso da UFMG. Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos, Brasília: Inep, v. 87, n. 216, maio/ago. 2006, p.220-235.

SÁ, Celso P. Construção do objeto de pesquisa em representações sociais. Rio de Janeiro: Ed.UERJ, 1998.

SAVIANI, Dermeval. Pedagogia: o espaço da educação na universidade. Cadernos de Pesquisa, São Paulo, v. 37, n. 130, Abr. 2007. p. 99-134. http://dx.doi.org/10.1590/S0100-15742007000100006

SOUSA, Clarilza P. Estudos de representações sociais em educação. Psicologia da Educação, São Paulo, 14/15, p.285-323, dez. 2002.

SOUSA, Clarilza P.; VILLAS BOAS, Lucia P.S. Introdução. In: SOUSA, C.P.;

PARDAL, L.A.; VILLAS BOAS, L.P.S. (Org.). Representações sociais sobre o trabalho docente. Aveiro: Universidade de Aveiro, 2009.

TARDIF, Maurice, RAYMOND, Danielle. Saberes, tempo e aprendizagem do trabalho no magistério. Educação & Sociedade, Campinas, v. 21, n. 73, p.209-244, dez. 2000. http://dx.doi.org/10.1590/S0101-73302000000400013

THIN, Daniel. Para uma análise das relações entre famílias populares e escola: confrontação entre lógicas socializadoras. Revista Brasileira de Educação, v. 11, n. 32, p. 211-225, maio/ago. 2006.

UTSUMI, Miriam C.; LIMA, Rita C. P. Estudo sobre as atitudes e representações de alunas de Pedagogia em relação à Matemática. Educação Matemática em Revista (São Paulo), v. 24, p. 46-54, 2008.

VIANNA, Maria José B. As práticas socializadoras familiares como lócus de constituição de disposições facilitadoras de longevidade escolar em meios populares. Educação & Sociedade. Campinas, v.26, n.90, p.107-125, jan./abr. 2005.