Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

Perfis Psicossociais de Professor

DOI: http://dx.doi.org/10.15603/2176-1043/el.v14n23-24p23-44

https://www.metodista.br/revistas/revistas-ims/index.php/EL/index 

downloadpdf

Décio A. M. Saes1

 

Resumo: Neste texto, buscamos caracterizar, teoricamente, três diferentes perfis psicossociais de professor. Na construção de tais perfis, usamos como critério o tipo de visão que o professor tem de sua relação pessoal com o trabalho pedagógico. O professor austero e aplicado (primeiro perfil) analisa sua própria ação pedagógica numa perspectiva iluminista; o professor irônico (segundo perfil) desconfia, por espírito elitista ou por espírito crítico, da possibilidade de uma efetiva relação de comunicação pedagógica; o professor debochado (terceiro perfil) chega ao extremo de desqualificar seu próprio trabalho, sem, no entanto, assumir uma orientação claramente contestadora com relação à escola, ao Estado ou à sociedade.

Palavras-chave: Perfis – professor – aplicação – ironia – deboche – contestação.

 

Abstract: This paper seeks to theoretically characterize three different psycho-social profiles of teachers. To build such profiles, we analyzed how teachers see their personal relationship with the pedagogical work. The austere and diligent teacher (first profile) analyses his/her own pedagogical action in an illuminist perspective; the ironic teacher (second profile) distrusts the possibility of an effective relation of pedagogical communication due to an elitist or critical spirit; the mocking teacher (third profile) goes as far as disqualifying his/her own work, without assuming a clearly contesting stance regarding the school, the State or society.

Key words: Profiles – teacher – diligence – irony – mock – contestation.

 

1 Programa de Pós-Graduação em Educação. Faculdade de Humanidades e Direito. Universidade Metodista de São Paulo.

 

Literatura Citada

BOURDIEU, P; PASSERON, J. C. La reproduction / éléments pour une théorie du système d`enseignement. Paris: Les Éditions de Minuit, 1970.

HUIZINGA, J. Homo ludens. São Paulo: Perspectiva, 1971.

MANNHEIM, K. Ensayos sobre sociología y psicología social. México/Buenos Aires: Fondo de Cultura Económica, 1963.

MANNHEIM, K. Ideologia e utopia. Rio de Janeiro: Zahar, 1968.

VENTURI, F. Utopia e reforma no iluminismo. Bauru: Edusc, 2003.