Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

Materialismo Histórico: Contribuições para o Estudo da Violência e para a Pesquisa Dialética em Educação

DOI: http://dx.doi.org/10.15603/2176-1043/el.v14n23-24p205-229

https://www.metodista.br/revistas/revistas-ims/index.php/EL/index 

downloadpdf

Kelen S. Junges1 & Maria C. E. E. Stival2

 

Resumo: Esse artigo apresenta um estudo realizado por um grupo de nove doutorandos do programa de pós-graduação stricto sensu de uma Universidade particular de grande porte do Estado do Paraná, mediados por dois professores doutores pesquisadores, que se aprofundaram na investigação em torno das abordagens epistemológicas da ciência. Este trabalho apresenta um recorte dos estudos do grupo, tendo como objetivo apresentar a contribuição do materialismo histórico para os estudos sobre violência e pesquisa dialética no campo educacional. A investigação aconteceu durante quinze encontros semanais. Obras de Karl Marx e sobre epistemologia da ciência foram usadas como referenciais de fundamental importância para a compreensão do tema proposto. Como procedimentos metodológicos foram feitas leituras, discussões e trocas de experiências. No processo investigativo, o grupo de estudos considerou que a violência aflora como a ação visível e imediata de recusa do indivíduo de uma situação que o exclui. Concluiu também que a questão exige maior aprofundamento nas pesquisas educacionais. Também aponta que ao se propor realizar uma “pesquisa dialética” em educação, na perspectiva do materialismo histórico, o pesquisador deve despojar-se de qualquer pensamento unilateral das coisas e dos fatos, tendo consciência crítica da realidade, de suas relações e contradições.

Palavras-chave: Materialismo histórico – violência – dialética – pesquisa em educação.

 

Abstract: This article presents a study that was carried out by a group of nine students from a doctoral program in a large private University of Paraná, mediated by two PhD professors, who have been immersed in researches around the epistemological approaches of Science. This paper brings part of the group’s study, which aims at presenting the contributions of historical materialism to studies on violence and dialectic research on the field of education. The research was conducted during fifteen weekly meetings. The works of Karl Marx and works on epistemology of science were used as important references for the understanding of the subject. Readings, discussions, and experience exchange were part of the methodology. In the investigative process, the study group found out that violence emerges as the individual’s visible and immediate action of rejection of an excluding situation. It also concluded that this issue deserves to be further researched and clarified. The group also points out that when proposing to conduct a “dialectic research” in education, in a perspective of historical materialism, researchers must divest themselves of any unilateral thinking of things and facts, showing critical awareness of reality, its relationships and contradictions.

Key words: Historical Materialism – Violence – Dialectic – Research in Education.

 

1 Pedagoga, mestre em Educação pela UEPG e doutoranda em Educação pela PUCPR. Professora e diretora acadêmica do Centro Universitário de União da Vitória/PR (Uniuv). E-mail: kjunges@brturbo.com.br
2 Pedagoga, mestre em Educação pela Universidade Tuiuti do Paraná e doutoranda em Educação pela PUCPR. Professora da Universidade Tuiuti do Paraná e da Faculdade Educacional da Lapa. E-mail: maria.stival@utp.br

 

Literatura Citada

BESSE, G.; CAVEING, M. Politzer: princípios fundamentais de filosofia. São Paulo: Hemus, 1954?.

CHÂTELET, F. O capital e outros estudos. 2. ed. Campinas: Unicamp/IFCH, 2004. (Col. Textos Didáticos, nº 25).

ENGELS, F. Introdução ao trabalho assalariado e capital. São Paulo: Alfa-Omega, s/d. V. I, p. 52-92. (Obras escolhidas).

FRIGOTTO, G. O enfoque da dialética materialista histórica na pesquisa educacional. In: FAZENDA, I. (Org.) Metodologia da pesquisa educacional. 5. ed. São Paulo: Cortez, 1999.

GADOTTI, M. Concepção dialética da educação. 14. ed. São Paulo: Cortez, 2003.

GAMBOA, S. A. S. A dialética na pesquisa em educação: elementos de contexto. In: FAZENDA, I. (Org.) Metodologia da pesquisa educacional. 5. ed. São Paulo: Cortez, 1999.

GORENDER, J. Apresentação. In: MARX, K. O capital: crítica da economia política. São Paulo: Abril Cultural, 1983. v. I. t. I.

KONDER, L. O que é dialética. 17. ed. São Paulo: Brasiliense, 1987. (Coleção Primeiros Passos).

KOSIK, K. Dialética do concreto. 7. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2002.

MARX, K. O capital: crítica da economia política. 2. ed. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1971. v. I.

MARX, K. São Paulo: Abril Cultural, 1983. v. I.

MARX, K. São Paulo: Abril Cultural, 1984. v. I. t. II.

MARX, K. Para crítica da economia política: salário, preço e lucro; o rendimento e suas fontes: a economia vulgar. São Paulo: Abril Cultural, 1982.

MARX, K. A questão judaica. 2. ed. São Paulo: Moraes, 1991.

MARX, K. O 18 Brumário e Cartas a Kugelmann. 7. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2002. Livro I.

MARX, K; ENGELS, F. A ideologia alemã: Feuerbach.10. ed. São Paulo: Hucitec, 1996.

MARX, K; ENGELS, F. Manifesto do Partido Comunista. São Paulo: Cortez, 1998.