Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

Atualizando a Educação: As Histórias em Quadrinhos e a Importância das Imagens para um Equilíbrio Sistêmico dos Hemisférios Direito e Esquerdo do Cérebro

DOI: http://dx.doi.org/10.15603/2176-1043/el.v13n22p169-191

https://www.metodista.br/revistas/revistas-ims/index.php/EL/index 

downloadpdf

Gazy Andraus1

 

Resumo: A mudança de paradigma da física clássica para a quântica possibilitou o desenvolvimento tecnológico que incidiu nas tomografias computadorizadas, nas quais se estudam os cérebros em atividade. Isso possibilitou avanços na pesquisa do potencial mental humano, confirmando o que se sabia da década de 1950 graças às operações cindindo os cérebros de pacientes com epilepsia: que o hemisfério cerebral esquerdo é racional, linear e fragmentado, enquanto o direito é intuitivo, criativo e sistêmico, bem como imagético. Nenhum dos desenvolvimentos (ciência física e cognitiva) chegou satisfatoriamente ao sistema educacional que atua cartesianamente, por isso privilegiando a racionalidade e evitando as artes, e no caso, as imagens. As histórias em quadrinhos (HQ) são feitas de imagens (e textos), e por isso propiciam o que se percebeu: uma educação mais equilibrada que privilegia ambos os hemisférios cerebrais, suprindo a lacuna da educação deficitária. Este artigo traz essa defesa.

Palavras-chave: HQ; Imagem; Cérebro; Hemisférios esquerdo e direito

 

Abstract: The paradigm change from the classic to the quantum physics allowed the technological development that affected the CTs that study the brain activity. That allowed for advances in the research of the human mental potential, confirming the 1950’s discoveries due to the split brain operation on epilepsy patients: the left hemisphere of the brain is rational, linear and fragmented, while the right one is intuitive, creative, systemic, and imagetic. None of the developments (physical and cognitive science) reached satisfactorily the educational system with a cartesian action, thus privileging rationality and avoiding the arts and the images. Comic books are made of images (and texts), thus allowing a more balanced education that privileges both brain hemispheres, filling the gap of the education deficit. This is what this paper advocates.

Key words: Comic books – Image – Brain – Left and right hemispheres

 

1 Coordenador de Pós-Graduação do Curso Docência no Ensino Superior e professor da FIG-UNIMESP. Dr. em Ciências da Comunicação pela USP; Mestre em Artes pela UNESP, Licenciado em Educação Artística pela FAAP, pesquisador do Observatório de HQ da USP; da Interculturalidade e Poéticas da Fronteira – UFU e do INTERESPE – Interdisciplinaridade e Espiritualidade; editor e autor independente de histórias em quadrinhos adultas de temática fantástico-filosófica.

 

Literatura Citada

ALVES, Rubem. Filosofia da Ciência. São Paulo: Brasiliense, 1985.

ANDRAUS, Gazy. As Histórias em Quadrinhos como informação imagética integrada ao ensino universitário. Tese de doutorado. USP: São Paulo, 2006. Disponível em: <http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/27/27154/tde-13112008-182154/> Acesso em: 05 mar. 2009.

ANTUNES, Celso. A criatividade na sala de aula.. Petrópolis: Vozes, 2003. (Col. Fascículo na sala de aula, 14).

ANTUNES, Celso. O lado direito do cérebro e sua exploração em aula. Petrópolis: Vozes, 2001. (Col. Fascículo na sala de aula, 5)

BURZA, João Belline. Cérebro, Neurônio, Sinapse. Teoria do sistema funcional de P. K. Anokhin, seguidor avançado de I. P. Pavlov. São Paulo: Ícone, 1986.

BUZAN, Tony. Mapas mentais e sua elaboração. São Paulo: cultrix, 2005.

CAMPOS, Roland de Azeredo. Arteciência: a fluência de signos comoventes. São Paulo:Perspectiva, 2003.

CURY, Augusto. Revolucione sua qualidade de vida: navegando nas águas da emoção. Rio de Janeiro: Sextante, 2002.

DE GREGORI, Waldemar. Os poderes dos seus três cérebros. São Paulo: Pancast, 1999.

DEL NERO, Henrique Schützer. O sítio da mente: pensamento, emoção e vontade no cérebro humano. São Paulo: Collegium Cognitio, 1997.

DOENÇA FEZ MULHER SER ATACADA PELA PRÓPRIA MÃO. In BONDE. saúde corpo e mente. 21/01/2011. <http://www.bonde.com.br/?id_bonde=1-27--105-20110121-201101221-1-252906> Acesso em: 23 jan. 2011.

DUARTE Jr., João-Francisco. Por que arte-educação. Campinas: Papirus, 1996.

FACURE, Núbor Orlando. O cérebro e a mente. São Paulo: FE Editora Jornalística Ltda, 2003.

EDWARDS, Betty. Desenhando com o lado direito do cérebro. Rio de Janeiro: Ediouro, 2003.

GOTTLIEB, Liana. Mafalda vai à escola. A comunicação dialógica de Buber e moreno na Educação, nas tiras de Quino. São Paulo: Iglu; Núcleo de Comunicação e Educação: CCA/ECA-USP, 1996.

FERRARI, Ana Claudia. Os segredos da razão e da emoção. Scientific american. n. 24, maio2004.

FERRARI, Márcio. O teórico que incorporou o afeto à pedagogia. Revista Nova Escola, Ano XIX, n. 17. São Paulo: Fundação Victor Civita/Abril. Abril de 2004, p. 36-38.

GRASSI, Ernesto. Poder da imagem, impotência da palavra racional: em defesa da retórica. São Paulo: Duas Cidades, 1978.

GRECO, Milton. Interdisciplinaridade e Revolução do Cérebro. São Paulo: Pancast, 1994.

MACHADO, Angelo. Neuroanatomia Funcional. São Paulo: Editora Atheneu, 2000.

MILHOMENS, Newton. Vida, universo e mente. São Paulo: Ibrasa, 1995.

MONTEIRO, Gildo. Aprendizagem Acelerativa: ensino compatível com o cérebro. Revista Educação Gráfica. Bauru: Departamento de Artes e representação gráfica da Faculdade de Arquitetura, Artes e Comunicação (Faac), da Unesp, v. 3, n. 3, p. 23-29, 1999.

MORAES, Maria Cândida, TORRE, Saturnino de la. Sentipensar – Fundamentos e estratégias para reencantar a educação. Petrópolis: Vozes, 2004.

MORIN, Edgar. O método 5: a humanidade da humanidade. Porto Alegre: Sulina, 2002.

MORIN, Edgar. Os sete saberes necessários à educação do futuro. Brasília/São Paulo: Unesco/Cortez editora, 2000.

OCDE (Organização de Cooperação e Desenvolvimento econômicos). Compreendendo o Cérebro: Rumo a Uma Nova Ciênciado Aprendizado. São Paulo: SENAC, 2003.

PARKER, Alan. Pink Floyd The Wall. 1982.

SAENGER, PAUL. A separação entre palavras e a fisiologia da leitura . In David R. OLSON e Nancy TORRANCE. Cultura Escrita e Oralidade. São Paulo, Ática, 1995.

SANTOS NETO, Elydio dos. Por uma educação transpessoal. A ação pedagógica e o pensamento de Stanislav Grof. São Bernardo do Campo: Metodista; Rio de Janeiro: Lucerna, 2006.

TAYLOR, Jill Bolte. A cientista que curou seu próprio cérebro. São Paulo: Ediouro, 2008.