Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

Um Olhar Estético e Periférico sobre os Processos de Globalização Hegemônica e sua Repercussão na Educação

DOI: http://dx.doi.org/10.15603/2176-1043/el.v13n21p35-49

https://www.metodista.br/revistas/revistas-ims/index.php/EL/index 

downloadpdf

Maria L. Alves1, Elydio Santos Neto1 & Danilo Di M. Almeida1

 

Resumo: Estamos tratando neste artigo do tema da globalização em sua face hegemônica. Partimos de uma breve retomada da expansão geográfica e cultural da Europa para as terras conquistadas, que tem na globalização hegemônica sua forma contemporânea, acrescentando os Estados Unidos ao protagonismo de dominação. Trazemos em seguida a análise do processo de globalização de Boaventura de Souza Santos como uma expressão paradigmática da abordagem epistemológica vigente. Posicionamo-nos esteticamente a partir da periferia da cultura dos oprimidos, que não pode ser entendida apenas recorrendo-se a uma visão epistemológica. A vivência da dominação nos dá o olhar estético e periférico, compartilhando da leitura dos dominados, feita por Paulo Freire em Pedagogia do Oprimido.

Palavras-chave: Educação; Globalização hegemônica; Olhar estético e periférico

 

Abstract: In this paper we are dealing with globalization in his hegemonic face. We started from a brief resumption of the European geographic and cultural expansion into the conquered lands. It has in hegemonic globalization its contemporary form. The  United States of America was added to this protagonism of domination. Following this, we present Boaventura de Souza Santos’ analysis of the globalization process, as a paradigmatic expression of the current epistemological approach. Aesthetically we position ourselves from the periphery of the oppressed’s culture, which cannot be understood from an epistemologically perspective only. Our living with domination gives us the aesthetical and peripheral view, sharing in the reading of the dominated ones, as done by Paulo Freire in his Pedagogy of the Oppressed.

Key words: Education; Hegemonic globalization; Aesthetical and peripheral view

 

1 Metodista

 

Literatura Citada

CASTRO, Josué de. Geografia da fome. Rio de Janeiro: Gryphus, 1992.

CORRÊA, Vera. Globalização e neoliberalismo: o que isso tem a ver com você, professor? Rio de Janeiro: Quartet, 2000.

FREIRE, Paulo. Pedagogia do Oprimido. 11. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1982.

FREIRE, Paulo.. Pedagogia da Autonomia: saberes necessários à prática educativa. 6. ed. São Paulo: Paz e Terra, 1997.

MARÍN, José. Globalización, Diversidad Cultural y Practica Educativa. Revista Diálogo Educacional / Pontifícia Universidade Católica do Paraná, v. 4, n. 8 (jan-abr., 2003. Curitiba: Champagnat, 2003. (p-11 a 32).

ROSEMBERG, Fúlvia. Criança pequena e desigualdade social no Brasil. In: FREITAS, Marcos Cesar de. (Org.). Desigualdade social e diversidade cultural na infância e na juventude. São Paulo: Cortez Editora, 2006.

SANTOS, Milton. Território e sociedade: entrevista com Milton Santos. 2. ed. e 2. reimpressão. São Paulo: Editora Fundação Perseu Abramo, 2004.

SOUZA SANTOS, Boaventura de. Os processos de globalização. In: A globalização e as ciências sociais. 3. ed. São Paulo, Editora Cortez, 2005.

TEODORO, Antonio. Globalização e educação: políticas educacionais e novas modos de governação. São Paulo: Cortez; Instituto Paulo Freire, 2003.