Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

Rastros de Memoria - Dez Anos de Mestrado

DOI: http://dx.doi.org/10.15603/2176-1043/el.v12n20p306-315

https://www.metodista.br/revistas/revistas-ims/index.php/EL/index 

downloadpdf

Maria A. F. Perazzo

 

Resumo: Os dez anos do Programa de Mestrado em Educação da Universidade Metodista de São Paulo, em São Bernardo do Campo, são evocados na narrativa de uma aluna da primeira turma, que se fundamenta nos atuais estudos sobre Memória, tema relevante no mundo moderno. Em sua narração testemunhal, discorre sobre o processo de credenciamento, seu percurso, indecisões e desilusões iniciais e faz uma retrospectiva da construção de sua dissertação com o estímulo e orientação de sua orientadora e incentivo de professores competentes. Com a inevitável marca do presente na narrativa do passado, considera a contribuição do mestrado para sua vida profissional e pessoal, e vê a abertura de um Programa de Doutorado em Educação, nessa Universidade, como uma implicação urgente para a região do ABC.

Palavras-chave: Dez anos do Programa de Mestrado – Memória – Passado e presente

 

Abstract: The ten years of existence of the Masters Program in Education of the Methodist University of São Paulo – São Bernardo do Campo – are evoked in the narrative of a student who joined the Program’s first class. She bases herself in studies on Memory, a relevant theme in the Modern world. In her testimonial narrative she addresses the process of accreditation, her trajectory, indecisions and initial disillusions and recalls the making of her dissertation with the incentive and guidance of her advisor and several competent professors. With the present inevitably marking the narrative of the past, she considers the contributions her masters course brought to her professional and personal life and sees the opening of a Doctorate Program in Education in the mentioned university as an urgent element for the ABC area.

Key Words: Ten years of the Masters Program – Memory – Past and Present

 

Literatura Citada

ALMEIDA, Danilo Di Manno de Por uma pedagogia apaixonada. Educação & Linguagem, ano 2, n. 2. São Bernardo do Campo, SP: Umesp, 1999.

BOSI, Ecléa. O tempo vivo da memória: ensaios de psicologia Social. São Paulo: Ateliê Editorial, 2003.

GONÇALVES FILHO, José Moura. In: Bosi, Ecléa. O tempo vivo da memória: ensaios de Psicologia Sócia. São Paulo: Ateliê editorial, 2003.

PERAZZO, Maria Amélia Ferreira. O Enem e sua articulação com a reforma curricular do Ensino Médio. Educação & Linguagem, ano 5, no. 6. São Bernardo do Campo: Umesp, 2002.

RICOEUR, Paul. A memória, a história, o esquecimento. Campinas, SP: Unicamp,2007.

SARLO, Tiempo pasado: cultura de la memoria y giro subjetivo.Una discusión. Buenos Aires : Siglo XX Editores, Argentina, 2007.

SOLANO, Pablo e BENITES, Afonso. Ao menos 25 das 55 federais devem adotar o novo Enem. Folha de S.Paulo, 28-04-09. Caderno cotidiano, p.C8.