Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

O Desenvolvimento das Funções Superiores Expresso na Literatura Infantil de Quintana

DOI: http://dx.doi.org/10.15603/2176-1043/el.v11n17p185-201

https://www.metodista.br/revistas/revistas-ims/index.php/EL/index 

downloadpdf

Maria A. A. Motta1 & Sônia C. Urt2

 

Resumo: O presente artigo busca analisar a constituição do sujeito enfocando o desenvolvimento das funções psicológicas superiores. Trata-se de um estudo de caráter documental, desenvolvido na abordagem histórico-cultural da Psicologia, tendo como fonte de pesquisa a obra Lili inventa o mundo, de Mario Quintana. A análise revelou que há uma concepção de infância presente na obra que se aproxima do referencial histórico-cultural, por evidenciar que o sujeito se constitui ao apropriar-se da cultura nas relações educativas que estabelece ao longo de sua vida. Refuta-se a concepção de que a imaginação é inerente à criança a partir da consideração de que a imaginação é uma função psíquica superior constituída no processo de interação e apropriação.

Palavras-chave: Funções superiores – Infância – Constituição do sujeito – Poesia

Abstract: This essay intends to analyze the constitution of the subject focusing on the development of higher mental functions. It is a documental study of the book Lili inventa o mundo, by Mario Quintana, developed on the theoretical principles of the historical-cultural Psychology. The analysis revealed that there is a conception of childhood in the book that approaches the historical-cultural referential, by evidencing that the subject constitutes himself through the internalization of culture in the educational process. The conception that imagination is inherent to the child is rejected on the basis that imagination is a higher mental function developed in the process of internalization.

Key Words: Higher mental functions – Childhood – Constitution of the subject – Poetry

 

1 Mestranda da PPGEdu/UFMS.
2 Professora da UFMS/CCHS/DCH/ PPGEdu

 

Literatura Citada

BARROCO, S. M. S. A família fetichizada na ideologia educacional da sociedade capitalista em crise. In: DUARTE, N. (org.). Crítica ao fetichismo da individualidade. Campinas, SP: Autores Associados, 2005. p. 169-194.

BARROCO, S. M. S.. & TULESKI, S. C. Vigotski: o homem cultural e seus processos criativos. 29ª Reunião Anual da ANPEd. Caxambu, MG: 2006. Disponível em: http://www.anped.org.br/reunioes/29ra/trabalhos/trabalho/GT20-1742-Int.pdf. Acesso em: 27 jul. 2007.

GARCIA, M. Exercícios de ser humano; a poesia e a infância na obra de Manoel de Barros. Brasília: UnB, 2006. 125p. Dissertação de mestrado.

JORGE, L. M. B. No tempo da delicadeza; uma leitura da obra poética infantojuvenil de Mario Quintana. São Paulo: USP, 2001. 170 p. Dissertação de mestrado.

LEMOS, T. V. Graciliano Ramos; a infância pelas mãos do escritor ¾ um ensaio sobre a formação da subjetividade na psicologia sócio-histórica. Juiz de Fora, MG: UFJF/Musa, 2002.

LOPES, E. M. T. & GALVÃO, A. M. O. História da educação. Rio de Janeiro: DP&A, 2001. (Col.: O que você precisa saber sobre…)

MARCHI, D. M. Brincando com a palavra: reflexões sobre a recepção da literatura infantil de Quintana. Revista Ciências e Letras. Porto Alegre, n. 39, p. 72- 79, jan.-jun. 2006. Disponível em: <http://www.fapa.tche.br/cienciaseletras/pdf/revista39/art6.pdf> Acesso em: 07 mai. 2007.

QUINTANA, M. Da preguiça como método de trabalho. São Paulo: Globo, 2000.

QUINTANA, M. Lili inventa o mundo. Porto Alegre: Mercado Aberto, 1983.

QUINTANA, M. Poesia completa. In: CARVALHAL, Tânia Franco (org.). Rio de Janeiro: Nova Aguilar, 2005.

SILVA, G. L. R. Psicologia educacional e arte literária: interlocuções para a compreensão dos laços familiares e escolares na atualidade. 29ª Reunião Anual da ANPEd. Caxambu, MG: 2006. Disponível em: <http://www.anped.org.br/reunioes/29ra/trabalhos/trabalho/GT20-2437-Int.pdf> Acesso em: 27 jul. 2007.

SILVA, S. M. C. Psicologia escolar e arte; uma proposta para a formação e atuação profissional. Campinas/Uberlândia: Alínea/Universidade Federal de Uberlândia, 2005.

SORRENTI, N. M. Voz de criança na lírica de Mário Quintana. Belo Horizonte, MG: PUCMG, 1998. 207p. Dissertação de mestrado.

VIGOTSKI, L. S. O desenvolvimento psicológico na infância. São Paulo: Martins Fontes, 1998.

VIGOTSKI, L. S.. Psicologia concreta do homem. Educação & Sociedade, ano XXI, n. 71, p. 23-44. jul. 2000. [Manuscrito de 1929].

VIGOTSKI, L. S.. Psicologia da arte. São Paulo: Martins Fontes, 1999.

VIGOTSKI, L. S.. Teoria e método em psicologia. 3.ed. São Paulo: Martins Fontes, 2004.

VIGOTSKI, L. S.. Obras escogidas. v. IV. Psicologia infantil. Madrid: Machado Libros, 1996.

YASUDA, A. M. B. G. Poesia e alfabetização: estudo sobre “O batalhão das letras”, de Mario Quintana, e “Pare no P da Poesia”, de Elza Beatriz. São Paulo: USP, 1999. 178p. Dissertação de mestrado.