Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

Aspectos Odontolegais Relacionados ao Dano Estético nos Processos Julgados pelo TJ/RS

DOI: http://dx.doi.org/10.15603/2176-1000/odonto.v20n40p7-12

https://www.metodista.br/revistas/revistas-ims/index.php/O1/index 

downloadpdf

Mário M. Fernandes1, Fernanda C. H. Bouchardet2, Grasiele de S. V. Tavares3, Eduardo Daruge Júnior4 & Luiz R. Paranhos5

 

Resumo: Objetivo: analisar os valores pagos por danos estéticos, morais e materiais nos processos de responsabilidade civil contra o Cirurgião-dentista julgados no Tribunal de Justiça do Estado do Rio Grande do Sul nos anos de 2007 a 2010, identificar no teor dos julgamentos se foi utilizado pelo perito ou juiz o método descritivo na avaliação da alteração estética, bem como destacar a importância de equipará-lo a uma das categorias ou adjetivos referida em uma escala gradual qualificativa de gravidade crescente. Metodologia: Foram analisados julgamentos de processos civis envolvendo Cirurgiões- dentistas, baixadas (download) e impressas, por meio de busca eletrônica no site do Tribunal de Justiça do Estado do Rio Grande do Sul do ano de 2007 até o ano de 2010. Utilizou-se na amostra apenas os textos produzidos pelos magistrados, fazendo a análise do inteiro teor somente nos casos em que foram deferidos danos estéticos. Nesses, verificou-se se fora utilizada algum parâmetro qualificativo ou numérico. Conclusão: Os processos relacionados à responsabilidade profissional do Cirurgiãodentista mostraram uma tendência dos magistrados deferirem mais indenizações por danos morais do que danos materiais, bem como de valorar num patamar quantitativo alto os pedidos por danos estéticos, sendo esses, na média, maior que os danos materiais e morais. De acordo com os julgamentos analisados, não se identificou na valoração dos danos estéticos uma análise objetiva e comparativa. Os parâmetros indicados no método descritivo sempre deverão ser utilizados para mostrar sua característica e importância nas avaliações das alterações estéticas, necessitando para tal atribuir pontos ou porcentagens com escalas numéricas.

Palavras-chave: Julgamento. Dano Moral. Odontologia Legal. Responsabilidade Civil. Estética.

 

Abstract: Objective: analyzing the amount paid by aesthetic, moral and material damages in civil liability processes against the Dentist judged at the Court of the State of Rio Grande do Sul from 2007 to 2010, identifying in the content of the trials if the expert or judge used the descriptive method in the evaluation of aesthetic changes as well as highlighting the importance of matching it to one of the categories referred to in qualifying graduated scale of increasing severity. Methodology: We have analyzed trials of civil cases involving Dentists, both downloaded and printed, through electronic search on the site of the Court of the State of Rio Grande do Sul in 2007 by the year 2010. Only the texts produced by the magistrates were used in the sample, making the analysis of the full content only in cases that have been granted cosmetic damage. In these, we have checked whether any qualifier or numeric parameter had been used or not. Conclusion: The processes related to the professional responsibility of the Dentists have showed a tendency of judges to defer more compensation for moral damages to material damages, as well as give value in a high-level requests referring to disfigurement -on average larger than the material and moral damages. According to the trialsanalyzed no objective and comparative analysis were identified in the assessment of cosmetic damage. The parameters indicated in the descriptive method should always be used to show the characteristics and importance of the evaluations of cosmetic changes, for which they need to assign percentage points or numerical scales.

Key words: judgment, moral damage, forensic dentistry, damage liability, aesthetic.

 

1 Mestre em Odontologia Legal FOP/Unicamp. Professor Coordenador do Curso de Especialização em Odontologia Legal da ABORS. mfmario@mp.rs.gov.br
2 Mestre em Medicina Legal e Ciências Forenses pela Universidade de Coimbra/Portugal. Coordenadora do Curso de Especialização em Odontologia Legal da PUC/MG. fernanda@performo.com.br
3 Especialista em Odontologia Legal pela PUC Minas. grasysv@hotmail.com
4 Livre Docente em Odontologia Legal e Deontologia FOP/Unicamp. Professor Coordenador do Curso de Especialização em Odontologia Legal – FOP/Unicamp. darugejr@fop.unicamp.br
5 CD, Me, Dr, Professor, Faculdade de Odontologia, Departamento de Biologia Oral, Universidade Sagrado Coração, Bauru, São Paulo, Brasil. – paranhos@ortodontista.com.br

 

Literatura Citada

De Paula FJ. Levantamento das jurisprudências de processos de responsabilidade civil contra o cirurgião-dentista nos tribunais do Brasil por meio da internet [Tese de Doutorado]. São Paulo: Faculdade de Odontologia da USP; 2007.

Brasil. Lei ordinária n. 10406 de 11 de janeiro de 2002. Instiui o Código Civil. Diário Oficial da União, Poder Legislativo 2002; 2002 jan 11. Coluna 1, p. 1.

Cobo JA. La valoración del daños a la personas por accidentes de tráfico. Barcelona: Bosch; 2010. Guía 5. p.635-706.

Bouchardet FHC, Criado del Río MT. Propuesta de una Guía para la Valoración Médico-Legal de la Alteración Estética: Daño Estético/Deformidad. Revista Portuguesa do Dano Corporal. Coimbra: Imprensa da Universidade de Coimbra; 2010. v.21. p.119-30.

Fonseca RH. La valoracion del perjuicio estetico para su aplicacion a la Ley 30/1995.Disponível em: URL: http://www.buscalegis.ufsc.br/revistas/files/anexos/6771-6770-1-PB.htm [2011 dez 13].

Rosa FM, Daruge Jr E, Fernandes MM. Aspectos relacionados aos danos materiais e morais em procesos de responsabilidade contra Cirurgiões-dentistas. In: 16º CongressoInternacional de Odontologia de Goiás: 2011; Goiânia. Anais. ROBRAC; 2011. p. 217

Costa-e-Silva APA, Zimmermann RD. Estudo dos acórdãos dos Tribunais de Justiça acerca das ações de responsabilidade civil contra Cirurgiões-dentistas. In: 23º SBPqO Meeting: 2006. Anais. Braz Oral Res; 2006. p.286

Criado del Río MT. Valoración médico-legal del daño a la persona. Tomo II. Doctrina médico-legal de valoración de daños personales. Madrid: COLEX; 2010. cap.9, p.375-432.

Vieira DNP, Quintero JA. Aspectos práticos da avaliação do dano corporal em DireitoCivil. Coimbra: Caixa Seguros. 2008. cap.IV. p.85-96. https://doi.org/10.14195/978-989-26-0400-8

Criado del Río MT. Valoración médico-legal del daño a la persona por responsabilid civil. Madrid: Fundación Mapfre Medicina; 1994. cap 12, p.249-70.

Magalhães T, Hamonet C. O dano pessoal. Revista Portuguesa do Dano Corporal. Coimbra: Imprensa da Universidade de Coimbra; 2000. v.10. p.49-69.

Entralgo JF. La problemática del perjuicio estético: especial referencia a su valoración.Revista de responsabilidad civil y seguro. Disponível em: URL: http://www.asociacionabogadosrcs.org/doctrina/articulo1.pdf?phpMyAdmin=9eb1fd7fe71cf931d588191bc9123527 [2011 dez 13].