Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

Filhos do Silêncio: Uma Reflexão Sobre a Surdez e o Silêncio do Ser

DOI: http://dx.doi.org/10.15600/2238-121X/comunicacoes.v19n1p115-128

https://www.metodista.br/revistas/revistas-unimep/index.php/comunicacao 

downloadpdf

Clícia A. M. Conti1

 

Resumo: Este texto pretende abordar a surdez, afirmando o papel da relacionalidade na constituição do humano. Para tanto, distintos apoios teóricos são eleitos a partir de diferentes abordagens: Vygotski, pela noção de mediação social semiótica, e Winnicott, pelo conceito psicanalítico de ambiente, com alusão à linguagem no espaço potencial. Pondo em dialogia essas diferentes vozes, de acordo com Bakhtin, a ideia é verificar se as contribuições psicanalíticas sobre as vicissitudes da vida emocional, que vigoram nas relações primordiais de um ser humano, são passíveis de penetrar no importante debate científico atual sobre as relações constitutivas do ser surdo. Como menção ilustrativa, o texto faz referência ao filme Filhos do silêncio, enfocando o drama e sofrimento de uma personagem surda, considerando o caráter emblemático de sua luta pela afirmação de um verdadeiro si mesmo.

Palavras-chave: língua de sinais, surdez, relacionalidade, adaptabilidade, verdadeiro si mesmo

 

Abstract: The aim of this text is to approach deafness and show the role of relationality in the constitution of the human condition. Therefore, different theoretical supports are elected from among different approaches: Vygotski, with the notion of social semiotic mediation, and Winnicott, with his psychoanalytical concept of holding environment, referring to language in the potential space. By putting these different voices in a dialogical way, according to Bakhtin, the intention was to verify if the psychoanalytical contributions on the emotional life dynamics, which are found in the primitive relations of a human being, are susceptible of entering the important scientific debate of our days, regarding the constitutive relations of the deaf person. As an illustration, the text refers to the film Children of a lesser God, which focuses the drama and suffering of a deaf person considering the emblematic character of her struggle to affirm her true self.

Key words: sign language, deafness, relationality, adaptability

 

1 Psicóloga com formação em Psicanálise, Doutora em Educação cliciaconti@uol.com.br

 

Literatura Citada

BAKHTIN, M. Estética da criação verbal. Trad. Paulo Bezerra. São Paulo: Martins Fontes, 2003.

GESSER, A. Libras? Que língua é essa? Crenças e preconceitos em torno da língua de sinais e da realidade surda. São Paulo: Parábola, 2009. p. 63-80.

GÓES, M. C. R. Linguagem, surdez e educação. Campinas: Autores Associados, 2002.

GORI, R. Entre grito e linguagem: o ato de fala. In: ANZIEU, D. et al. (Orgs.). Psicanálise e linguagem: do corpo à fala. Trad. Monique A. Chiarella e Luiza M. F. Rodrigues. São Paulo: Casa do Psicólogo, 1997. p. 105-148.

LACERDA, C. B. Intérprete de Libras: em atuação na educação infantil e no ensino fundamental. Porto Alegre: Mediação/Fapesp, 2009.

SKLIAR, C. B. A educação para os surdos: entre a pedagogia especial e a política para as diferenças. In: SEMINARIO: DESAFIOS E POSSIBILIDADES NA EDUCAÇÃO BILINGUE PARA SURDOS. 1997, Rio de Janeiro. Anais… Rio de Janeiro: Lítera Maciel, 1997. p. 32-47.

SKLIAR, C. B.; LUNARDI, M. L.; PERLIN. Estudos surdos e estudos culturais em educação: um debate entre professores ouvintes e surdos sobre o currículo escolar. In: LACERDA, C. B. F. L.; GÓES, M. C. R. (Orgs.). Surdez: processos educativos e subjetividade. São Paulo: Lovise, 2000.

WINNICOTT, D. W. O brincar e a realidade. Trad. José Otávio de Aguiar Abreu e Vanede Nobre. Rio de Janeiro: Imago, 1975.

WINNICOTT, D. W. Textos selecionados: da pediatria à psicanálise. Trad. Jane Russo. Rio de Janeiro: Francisco Alves, 1988.

WINNICOTT, D. W. O ambiente e os processos de maturação. Trad. Irineo Constantino Schuch Ortiz. Porto Alegre: Artes Médicas, 1990a.

WINNICOTT, D. W. A natureza humana. Trad. Davi Litman Bogomoletz. Rio de Janeiro: Imago, 1990b.

WINNICOTT, D. W. O bebê e suas mães. Trad. Jeferson Luiz Camargo. São Paulo: Martins Fontes, 2002.

WINNICOTT, D. W. Tudo começa em casa. Trad. Paulo Sandler. São Paulo: Martins Fontes, 2005.

VYGOTSKI, L. S. História del desarrolo de las funciones psíquicas superiores. Obras Escogidas. Trad. Lydia Kuper. Madri: Visor, 1995. t. 3.