Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

Percepção e Motivação para Publicar em Revistas Tradicionais e de Acesso Aberto: Um Estudo nas Ciências da Comunicação

DOI: http://dx.doi.org/10.15603/2175-7755/cs.v31n52p79-125

https://www.metodista.br/revistas/revistas-ims/index.php/CSO 

downloadpdf

Sueli M. S. P. Ferreira1, Patrícia Z. Marchiori2 & Fúlvio Cristofoli3

 

Resumo: Os atuais movimentos internacionais (Iniciativa dos Arquivos Abertos/Open Archives Initiative/OAI e Movimento do Acesso Aberto/Open Access Movement/OA) alteraram substancialmente a maneira de se produzir, medir, compartilhar, disseminar e gerenciar a produção científica veiculada pelos periódicos e, consequentemente, de se fazer ciência. De forma a lançar algumas luzes em uma temática ainda em construção, iniciou-se estudo buscando identificar, junto à comunidade científica brasileira da área de ciências da comunicação, os principais fatores motivacionais para a produção e consumo de revistas e artigos científicos, quer em suporte impresso quer eletrônico, quer de fonte aberta ou restrita, quer em portal de periódico ou em repositórios digitais. Para tanto, e em conformidade com as dimensões motivacionais citadas na base teórica, foram estudadas as seguintes variáveis: (1) fatores de motivação para escrever/publicar artigos em revistas científicas, (2) fatores de dificuldades para escrever/publicar artigos em revistas científicas. Também foram analisadas as percepções dos participantes quanto aos critérios de qualidade de revistas científicas e/ou dificuldade para consultar/ler revistas científicas.

Palavras-chave: motivação; revista científica; produção científica; acesso aberto

 

Abstract: The current international movements (the Open Archives Initiative/OAI and the Open Access Movement/ OA) changed substantially the way to produce, measure, share, disseminate and manage the scientific production conveyed by journals, and consequently, the way the scientific community is producing science. Aiming at bringing some clarification to an area that is still under construction, this study tried to identify in the realm of the Brazilian scientific community in the area of the communication science the main motivational factors to publish papers on and to retrieve information from papers and scientific journals, both in printed and electronic media, both from open source or restricted, both in portals of periodicals or in digital repositories. Thus, in accordance with the dimensions quoted in motivational theoretical basis, the following variables were defined for study: (1) factors of motivation to write / publish papers in scientific journals, (2) factors of difficulties to write / publish articles in scientific journals. Also, the participants perception about quality criteria of scientific journals and difficulty to read/ consult scientific journals, were also studied.

Key words: Motivation; scientific journal; scientific production; open access

 

1 Professora Associada junto ao Programa de pós-graduação em Ciência da Informação, Universidade de São Paulo.
2 Professora doutora junto ao Programa de pósgraduação multidisciplinar em Ciência, Gestão e Tecnologia da Informação da Universidade Federal do Paraná.
3 Doutorando em Administração pela FEA-USP, diretor da Faculdade de Gestão e Serviços da Universidade Metodista de São Paulo.

 

Literatura Citada

ADAMI, A. Produção e consumo de conteúdo em revistas científicas: um estudo sobre a motivação de autores e leitores. Orientador: Profa. Dra. Patricia Zeni Marchiori. Curitiba: 2004. Trabalho de conclusão de curso (Curso de Graduação em Gestão da Informação) – Setor de Ciências Sociais Aplicadas, Universidade Federal do Paraná.

ADAMI, A., MARCHIORI, P. Z. Autoria e leitura de artigos por docentes pesquisadores: motivações e barreiras. In: FERREIRA, Sueli Mara Soares Pinto; TARGINO, Maria das Graças. (Org Preparação de revistas científicas: teoria e prática. São Paulo: Reichmann & Autores Editores, 2005. p. 73-100.

BJÖRK, B-C, TURK, Z. How scientists retrieve publications: an empirical study of how the Internet is overtaking paper media. The journal of electronic publishing, v. 6, n. 2, dez. 2000. http://dx.doi.org/10.3998/3336451.0006.202

CAMPOS, D. M. de S. Psicologia da aprendizagem. 15. ed. Petrópolis: Vozes, 1983.

CARVALHO, F. M. As origens da medicina pasteuriana no Brasil: uma história acidentada. Hist. cienc. saúde-Manguinhos, Rio de Janeiro v. 7, n. 3, nov. 2000/ Fev. 2001. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0104-59702001000600011&script=sci_arttext>. Acesso em: abril 2007.

GODOI, C. K. Categorias da motivação na aprendizagem. Florianópolis: 2001. 417 f. Tese (Doutorado em Engenharia de Produção) - Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção, Universidade Federal de Santa Catarina. LE COADIC, Y. F. A ciência da informação. Brasília: Briquet de Lemos, 1996.

LÉVY, Pierre. O que é o virtual? São Paulo: Editora 34, 1996.

LOPES, M. I. V. de. Pesquisa de comunicação: questões epistemológicas, teóricas e metodológicas. Revista brasileira de ciências da comunicação, v. xxvii, n. 1, jan./jun. 2004.

MARCHIORI, P. Z; ADAMI, A. Motivação e produção científicoacadêmica: o impacto das novas tecnologias da informação e da comunicação sob o ponto de vista dos autores. INTERCOM SUL - VII Simpósio de Pesquisa em Comunicação: programas e resumos. Curitiba: Editora da UFPR, 2006. v. 1.

MUELLER, S. P. M. A publicação da ciência: áreas científicas e seus canais preferenciais. Datagramazero: Revista de Ciência da Informação, Rio de Janeiro, v. 6, n. 1, fev. 2005. Disponível em: <http://dgz.org.br/fev05/Art_02.htm>. Acesso em: março 2007

MARK WARE CONSULTING LTD. ALPSP survey of librarians on factors in journal cancellation, 2006. Disponível em: <http://www.ingetaconnect.com/alpsp/slfjc>. Acesso em: março 2007.

TENOPIR, C.; KING, D. W. A importância dos periódicos para os trabalhos científicos. Revista de Biblioteconomia de Brasília, v. 25, n. 1, jan/jun. 2001.

SWAN, A., BROWN S. Authors and open access publishing. Learned Publishing v. 17, n. 3, p. 219–224, 2004. Disponível em:<http://titania.ingentaconnect.com/vl=10553205/cl=13/nw=1/fm=docpdf/rpsv/cw/alpsp/09531513/v17n3/s7/p219>. Acesso em: dezembro 2007. 

SWAN, A., BROWN S. Open access self-archiving: an author study. Key Perspectives Limited, 2005. Disponível em: <http://www.jisc.ac.uk/upload_documents/Open_Access_Self_Archiving-an_author_Study.pdf>. Acesso em: dezembro 2007.