Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

A “Cultura como Recurso” e a Autoexplicitação do Gesto Cultural em Programas de Televisão

DOI: http://dx.doi.org/10.15603/2175-7755/cs.v31n52p155-178

https://www.metodista.br/revistas/revistas-ims/index.php/CSO 

downloadpdf

Simone M. Rocha1

 

Resumo: Nosso objetivo é evidenciar como a televisão torna visíveis processos culturais contemporâneos. Especificamente gostaríamos de investigar a tese da “cultura como recurso” (YÚDICE, 2004) e demonstrar como a televisão pode cumprir importante papel na compreensão dessa nova forma de prática cultural na sociedade contemporânea. Para tanto empreenderemos a análise de um episódio do quadro Minha Periferia – veiculado no Fantástico –, no qual a apresentadora aborda a produção cultural e os moradores da periferia. Metodologicamente propomos a articulação entre gênero e modo de endereçamento para compreender como esse programa dá a ver a referida tese. Tal perspectiva permite-nos investigar aquilo que é característico da linguagem televisiva e lidar com especificidades do contexto sócio-cultural no qual o produto está inserido.

Palavras-chave: Cultura como recurso; Gênero televisivo; Modo de endereçamento; Performance; Televisão

 

Abstract: The aim of this paper is to evince how television reveals contemporary cultural processes. In particular, we would like to investigate the thesis of “the expediency of culture” (Yúdice, 2004) and to show how television can play an important role in the comprehension of this new form of cultural practice in contemporary society. To this end, we will develop an analysis of an episode of “Minha Periferia” – presented within the TV show “Fantastico” (Globo Network) – in which the hostess deals with the cultural production and the dwellers of low income residential areas. Methodologically, we propose an articulation between television genres and addressing mode to understand how this show illustrates that thesis. This perspective will let us investigate what is typical of television language and deal with specificities of the socio-cultural context in which the product is inserted.

Key words: Expediency of culture; Television genres; Addressing mode; Performance; Television

 

1 Doutora em Comunicação e Cultura pela UFRJ com pós-doutorado em Comunicação na UFMG. Professora do PPGCOM da UFMG e coordenadora do Grupo de Pesquisa Mídia, Comunicação e Cultura.

 

Literatura Citada

ECO, U. Tevê: a transparência perdida. In:________. Viagem na irrealidade cotidiana. Rio de Janeiro: Nova Fronteira., 1984.

ELLSWORTH, E. Modos de endereçamento:uma coisa de cinema; uma coisa de educação também. In: SILVA, T. T. (org.) Nunca fomos humanos. Belo Horizonte: Autêntica, 2001. p. 9-76.

FAUSTO NETO, A. Olhares sobre a recepção através das bordas da circulação. Paper apresentado no GT Recepção, usos e consumos midiáticos do XVIII Encontro Anual da Compós, Belo Horizonte, 2009.

FAUSTO NETO, A. Fragmentos de uma «analítica» da midiatização. MATRIZes, São Paulo, v. 1, n. 2., abril 2008.

FISCHER, R. M. B. O dentro e o fora da recepção: por uma análise da heterogeneidade dos processos comunicacionais. In:

FRANÇA, Vera, et al. (org.). Livro do XI Compós 2002: estudosde comunicação ensaios de complexidade. Porto Alegre: Sulina, 2003. p. 371-384.

GOMES, I. M. M. Questões de método na análise do telejornalismo: premissas, conceitos, operadores de análise. E-compós, Brasília, v. 8, abril, 2007. p. 1-31.

GOMES, L. Fantástico, o show da vida. Gênero e modos de endereçamento em programas televisivos. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Jornalismo) – UFBA, Salvador, 2006.

HARTLEY, J. Communication, cultural and media studies; the key concepts. London: Routledge, 2002.

HARTLEY, J. Los usos de la televisión. Barcelona: Paidós, 2000.

MARTIN-BARBERO, J. Dos meios às mediações. Rio de Janeiro: Ed. UFRJ, 2001.

SILVERSTONE, R. Televisión, ontologia y objeto transicional. Televisióny vida cotidiana. Buenos Aires: Amorrortu Editores, 1994. p. 17-49.

VERÓN, E. El living y sus dobles: arquitecturas de la pantalla chica. In: Elcuerpo de las imágenes. Buenos Aires: Editorial Norma, 2001.

WILLIAMS, R. Television. Technology and Cultural Form. London: Routledge, 1997.

YÚDICE, G. A conveniência da cultura. Belo Horizonte: Ed. UFMG, 2004.

YÚDICE, G. Entrevista disponível em: <http://www.portalliteral.terra.com.br>. Acesso em: 04 out. 2008.

 

Site

<http://www.globo.com/centraldaperiferia>.