Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

Um Crime em Duas Versões: Padre Amaro no Cinema

DOI: http://dx.doi.org/10.15603/2175-7755/cs.v26n42p95-105

https://www.metodista.br/revistas/revistas-ims/index.php/CSO 

downloadpdf

Helena B. C. Pereira1

 

Resumo: Este artigo enfoca a adaptação de O crime do padre Amaro, de Eça de Queirós, para o cinema, pelo diretor mexicano Carlos Carrera. Este trabalho procura demonstrar como se recriou, em um vilarejo mexicano, o espaço ficcional originalmente situado em Leiria (Portugal), levando em conta que os componentes espaciais contribuem decisivamente para a caracterização dos personagens.

Palavras-chave: Eça de Queirós – O crime do padre Amaro – Adaptação literária.

 

Abstract: This article focuses on the adaptation of Eça de Queirós’ O crime do padre Amaro to a motion picture by Mexican director Carlos Carrera. It intends to show how the fictional space of the novel, originally situated in Leiria (Portugal), was transposed to a Mexican village, while trying to demonstrate how the space components contribute to the construction of characters.

Key words: Eça de Queirós – O crime do padre Amaro – Adaptation to the movies.

 

1 Graduada em Filosofia pela Universidade de São Paulo (USP) e mestre e doutora em Comunicação e Semiótica pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUCSP). Realizou estágios pós-doutorais na Escola de Altos Estudos em Ciências Sociais, de Paris (EHHSS). Atua como professora do Programa de Pós-Graduação em Comunicação Social da Universidade Metodista de São Paulo desde 1986. É pesquisadora-bolsista do CNPq (Produtividade em pesquisa) e coordenadora do Núcleo de Pesquisa em Produção Editorial, da Intercom. Publicou, entre outras obras, Mercado editorial brasileiro (ComArte/ Fapesp, 1996). E.mail: sandrareimao@bol.com.br

 

Literatura Citada

AGUIAR e SILVA, Victor Manuel. Teoria da literatura. Coimbra: Almedina, 1987.

ARAÚJO, Inácio. Cinema: o mundo em movimento. Col. “História em aberto”. São Paulo: Scipione, 1995.

BALOGH, Anna Maria. Conjunções, disjunções, transmutações: da literatura ao cinema e à TV. São Paulo: ECA-USP/Annablume, 1996.

CANDIDO, A et al. A personagem de ficção. 9a. ed. São Paulo: Perspectiva, 1995.

COMPARATO, Doc. Roteiro: arte e técnica de escrever para cinema e televisão. Rio de Janeiro: Nórdica, 1983.

FIELD, Syd. Manual do roteiro: os fundamentos do texto cinematográfico. 5a. ed. Rio de Janeiro: Objetiva, 1995.

JOHNSON, Randal. Literatura e cinema – Macunaíma: do modernismo na literatura ao cinema novo. São Paulo: T. A. Queiroz, 1982.

LEONE, Eduardo e MOURÃO, Maria Dora. Cinema e montagem. Série “Princípios”. São Paulo: Ática, 1993.

MAINGUENEAU, Dominique. O contexto da obra literária. São Paulo: Martins Fontes, 1995.

METZ, Christian. A significação no cinema. 2a. ed. São Paulo: Perspectiva, 1977.

QUEIRÓS, J. M. Eça de. O crime do padre Amaro. 4a. ed. São Paulo: Ática, 1991.

REUTER, Yves. Introdução à análise do romance. São Paulo: Martins Fontes, 1996.

REY, Marcos. O roteirista profissional. 3a. ed. São Paulo: Ática, 1997.

SARAIVA, A. J. e LOPES, O. História da literatura portuguesa. 11a ed. Porto: Porto Ed., 1979.

TADDEI, Nazareno. Leitura estrutural do filme. São Paulo: Loyola, 1981.

VANOYE, Francis e GOLIOT-LÉTÉ, Anne. Ensaio sobre a análise fílmica. Col. “Ofício de arte e forma”. Campinas: Papirus, 1994.