Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

O Que nos Dizem as Capas dos Discos? Análise Semiótica e Hermenêutica em Busca de Um Diálogo entre Pop Culture e Estudos de Religião

DOI: http://dx.doi.org/10.15603/1677-2644/correlatio.v11n22p121-133

https://www.metodista.br/revistas/revistas-ims/index.php/COR/index 

downloadpdf

Elton V. S. Tada1 & Cleber A. S. Baleeiro2

 

Resumo: Quando se pensa na análise acadêmica de qualquer imagem logo pode se imaginar que altos níveis de erudição serão dispostos para a reavaliação de clássicas expressões do fazer artístico/estético do ser humano. Se a imagem analisada for de algum modo religiosa os olhares tendem a ser ainda mais refinados e os críticos precisam ter o cuidado de quem lida com um equilíbrio microgrâmico, e como no castelo construído com cartas de baralho, podem ser feitas algumas pequenas alterações, mas dificilmente é assumida a fraqueza da estrutura e a debilidade do engenho. Por isso, o presente trabalho lida com novos materiais, ainda que usando das mesmas ciências e tentando nunca ferir os princípios firmes e distintos de um Cartésio que se esconde atrás das portas ou embaixo das carteiras dos ambientes acadêmicos hodiernos. Capas de discos serão analisadas a partir da semiótica e da hermenêutica da imagem. É possível que essas capas sejam pílulas para acender a libido do “consumidor”, mas em momento algum deixam de ser imagens e como tais são produtos da expressão artística humana.

Palavras-chave: semiótica, hermenêutica, imagens, tema religioso, música pop

 

Abstract: When one thinks of academic analysis of any image immediately can imagine that high levels of erudition will be arranged for the re-evaluation of classical artistic/aesthetic expressions of the human being. If the analyzed image is somehow religious, looks tend to be even more refined and critics need to be careful of who handles a “microgrammic” balance, and as with the castle built with playing cards, can be made a few minor changes, but it is hardly taken over the weakness of structure and the weakness of the machine. Therefore, this paper deals with new materials, albeit using the same science and trying to never hurt the firm and distinct principles of a Cartésio which hides behind doors or under the portfolios of today’s academic environments. Album covers will be analysed from the semiotics and Hermeneutics of the image. It is possible that these covers are pills to illuminate the libido of the “consumer”, but at no time will no longer be images and as such are products of human artistic expression.

Key words: semiotics, hermeneutics, pictures, religious theme, pop music

 

1 eltontada@yahoo.com.br – Mestre e doutorando em Ciências da Religião pela Universidade Metodista de São Paulo. Orientando do Prof. Dr. Claudio de Oliveira Ribeiro.
2 Cleber.baleeiro@metodista.br - Mestre e doutorando em Ciências da Religião pela Universidade Metodista de São Paulo.

 

Literatura Citada

BARTHES, R. Sistema da moda. Lisboa: Edições 70, 1999.

BARTHES, R. Elements of Semiology. New York: Hill and Wang, 1979.

COSTA, Cacilda T. Aproximações do espírito Pop. São Paulo: MAM, 2003.

JOLY, M. Introdução à análise da imagem. Cap. 2. A análise da imagem: desafios e métodos, pp. 41-68.

NÖTH, W. A semiótica no século XX. Pp. 13-46, 131-142.

ROSE, G. Visual Methodologies. Cap. 5. Semiology. Laying bare the prejudices beneath the smooth surface of the beautiful, pp. 74-104.

SANTAELLA, L. & NÖTH, W. Imagem. Cognição, semiótica, mídia. São Paulo: Iluminuras, 1997.

SANTAELLA, L. O que é semiótica? São Paulo: brasiliense, 2003.