crosscheckdeposited

A Emoção Religiosa nos Estudos de Émile Durkheim e Marcel Mauss: A Propósito do Centenário de as Formas Elementares de Vida Religiosa

DOI: http://dx.doi.org/10.15603/2176-1078/er.v26n42ep137-155

https://www.metodista.br/revistas/revistas-ims/index.php/ER/index 

downloadpdf

Edemir Antunes Filho1

   

Resumo: O objeto de estudo deste artigo é a emoção religiosa nos trabalhos de Émile Durkheim e Marcel Mauss. O estudo do modo como a emoção religiosa é construída, difundida e reproduzida mostra-se oportuno para avaliar as religiões e movimentos religiosos contemporâneos que têm privilegiado o elemento emocional em seus cultos. A partir disso, procura-se formular uma teoria capaz de contribuir para o entendimento deste tema.

Palavras-chave: emoção; religião; Émile Durkheim; Marcel Mauss; teoria.

 

Abstract: The object of this article is the religious emotion in the works of Émile Durkheim and Marcel Mauss. The study of how religious emotion is constructed, reproduced and disseminated is appropriate to evaluate religions and contemporary religious movements that have privileged the emotional element in their services. With that in mind, we seek to formulate a theory capable of contributing to the understanding of this issue.

Keywords: Emotion; religion; Émile Durkheim; Marcel Mauss; theory.

 

1 Doutor em Ciências da Religião pela Universidade Metodista de São Paulo e pesquisador do Grupo de Pesquisa Religião e Periferia Urbana na América Latina (REPAL)

 

Literatura Citada

BARRERA RIVERA, P. Tradição, transmissão e emoção religiosa: sociologia do protestantismo contemporâneo na América Latina. São Paulo: Olho Dágua, 2001.

BRUYNE, P. et al. Dinâmica da pesquisa em ciências sociais: os pólos da prática metodológica. Rio de Janeiro: Francisco Alves, 1982.

DUMONTE, L. Introduction à deux theories d’anthropologie sociale: groupes de filiation et alliance de mariage. La Haye-Paris: Mouton, 1971.

DURKHEIM, É. As formas elementares da vida religiosa. São Paulo: Paulus, 2001.

DURKHEIM, É. Da divisão do trabalho social. São Paulo: Martins Fontes, 1999.

DURKHEIM, É. O suicídio. São Paulo: Martins Fontes, 2000.

GIL, A. Métodos e técnicas de pesquisa social. São Paulo: Atlas, 1999.

HERVIEU-LÉGER, D. La religion pour mémoire. Paris: Cerf, 1993.

LANNA, M. Nota sobre Marcel Mauss e o ensaio sobre a dádiva. Revista de Sociologia e Política, n. 14, p. 173-194, 2000. http://dx.doi.org/10.1590/S0104-44782000000100010

LUKES, S. Émile Durkheim - his life and work: a historical and critical study. Stanford: Stanford University Press, 1985.

MAUSS, M. A expressão obrigatória dos sentimentos. In: OLIVEIRA, R. C. (Org.). Antropologia. São Paulo: Ática, 1979. p. 147-153.

MAUSS, M. A alma, o nome e a pessoa. In: OLIVEIRA, R. C. (Org.). Antropologia. São Paulo: Ática, 1979. p. 177-180.

MAUSS, M. Sociologia e antropologia. São Paulo: Epu/Edusp, 1974. v. 2.

PICKERING, W. S. F. Durkheim’s sociology of religion: themes and theories. Boston: Routledge, 1984.

RUPP, G. Religion in England: 1688-1791. Oxford: Clarendon, 1986.