Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

Tradições Religiosas e Atitudes Anti-Científicas: Reflexões sobre Uma Experiência Docente

DOI: http://dx.doi.org/10.15603/2176-1078/er.v25n40p65-80

https://www.metodista.br/revistas/revistas-ims/index.php/ER/index 

downloadpdf

Saulo Baptista1

 

Resumo: O presente artigo se inspira em experiências de ensino-aprendizagem com alunos da Licenciatura Plena em Ciências da Religião da Universidade do Estado do Pará. O autor parte da premissa que não se pode deixar em segundo plano a experiência religiosa dos atores nessa aventura que é produzir Ciências da Religião, mas também não se pode vivê-la abandonando pressupostos, métodos e técnicas da produção científica. A relação do aluno com esses postulados depende da bagagem que ele traz em sua herança religiosa, quando ingressa no curso, e que reformula durante sua vida acadêmica. Nesse contexto, professores e alunos são desafiados a lidarem com a diversidade de saberes e o diálogo inter-religioso.

Palavras-chave: tradição religiosa; ciências da religião; diversidade de saberes; fundamentalismo; diálogo inter-religioso

 

Abstract: This article draws on experiences of teaching and learning with students of Full Degree in Religious Sciences at the State University of Pará. The author assumes that you cannot leave in the background of the religious experience that players of this adventure whose goal is to produce Science of Religion, but you cannot live it abandoning assumptions, methods and techniques of scientific production. The relationship of the student with these postulates depends on the baggage he brings his religious heritage, when he entered the course. In this context, teachers and students are challenged to cope with the diversity of knowledge and inter-religious dialogue.

Key words: Religious tradition; Religious Science; Diversity of knowledge; Fundamentalism; Inter-religious Dialogue

 

1 Doutor em Ciências da Religião, professor do Programa de Pós-Graduação em Ciências da Religião da Universidade do Estado do Pará. E-mail: saulo.baptista@gmail.com

 

Literatura Citada

ANDER-EGG, Ezequiel. Introducción a las técnicas de investigación social: para trabajadores sociales. Buenos Aires: Humanitas, 1978.

BAPTISTA, Saulo de Tarso Cerqueira. Fundamentalismo como ideologia: a Igreja Batista Regular no Brasil. 2000. 136 f. Trabalho de conclusão de curso (Bacharelado e Licenciatura em Ciências Sociais) – Universidade Federal do Pará, Belém, 2000.

BÍBLIA. Português. Bíblia Sagrada. Anotações do Dr. Scofield. São Paulo: Imprensa Batista Regular, 1983. Tradução de The Scofield Reference Bible. New York: Oxford University Press, 1945.

DURKHEIM, Émile. O problema religioso e a dualidade da natureza humana. Religião e Sociedade: Revista do Iser, Rio de Janeiro, n. 2, p. 1-27, nov. 1977.

GIL FILHO, Sylvio Fausto. O ensino religioso nas escolas públicas do Brasil: discurso e poder frente ao pluralismo religioso. 2005. Disponível em: <http://br.monografias.com/trabalhos917/religioso-escolas-poder/religioso-escolas-poder2.shtml>. Acesso em: 15 fev. 2011.

HERNÁNDEZ, Fernando. Transgressão e mudança na educação: os projetos de trabalho. Porto Alegre: Artes Médicas, 1998.

LÊNIN, Vladmir Ilich. Que fazer? Problemas candentes do nosso movimento. São Paulo: Expressão Popular, 2010.

MACHADO, Maria das Dores Campos. A magia e a ética no pentecostalismo brasileiro. Estudos de Religião, São Bernardo do Campo, ano XXI, n. 33, p. 12-26, jul./dez. 2007.

MENDONÇA, Antônio Gouvêa. O celeste porvir: a inserção do protestantismo no Brasil. São Paulo: Paulinas, 1984.

ORO, Pedro Ivo. O outro é o demônio: uma análise sociológica do fundamentalismo. São Paulo: Paulus, 1997.

OS DIVERSOS tipos de conhecimento. Disponível em: <http://www.scribd.com/doc/38062403/Os-Diversos-Tipos-de-Conhecimento>. Acesso em: 3 fev. 2011

SANTOS. Boaventura de Sousa. Introdução a uma ciência pós-moderna. Rio de Janeiro: Graal, 1989.

SANTOS. Boaventura de Sousa. Um discurso sobre as ciências. São Paulo: Cortez, 2010.

SILVA PEREIRA, Edegard. O Leviatã Adventista: análise sociológica da forma de governo da Igreja Adventista do Sétimo Dia. 2004. Disponível em: <http://www.adventistas.com/junho2004/pr.edegard_leviata.htm>. Acesso em: 29 jan. 2011.

SILVA PEREIRA, Edegard. Perigos que ameaçam o movimento leigo. 5: A teologia tradicional. 2005. Disponível em: <http://www.adventistas.com/setembro2005/serie_pr.edegard5.htm>. Acesso em: 28 jan. 2011.

SOUSA, Bertone de Oliveira. Religião e negação da modernidade: a leitura fundamentalista da Bíblia nas revistas de Escola Bíblica Dominical da Assembleia de Deus. Revista Brasileira de História das Religiões: ANPUH, Maringá-PR, ano III, n. 7, mai. 2010. Disponível em: <http://www.dhi.uem.br/gtreligiao-Artigos>. Acesso em: 14 fev. 2011.

TIPOS de conhecimento em filosofia. Disponível em: <http://www.scribd.com/doc/13500458/tipos-de-conhecimento-em-filosofia>. Acesso em: 17 fev. 2011.