Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

Síndrome de Burnout em Professores: Um Estudo Comparativo na Região do Grande ABC Paulista

DOI: http://dx.doi.org/10.15603/2177-7284/regs.v2n1p276-291

https://www.metodista.br/revistas/revistas-ims/index.php/REGS/index 

downloadpdf

Camila V. Almeida1, Cíntia Silva1, Pâmela Centurion1 & Rafael M. Chiuzi2

 

Resumo: O presente estudo teve por objetivo investigar os níveis da síndrome de burnout em professores do ensino médio e realizar uma comparação entre os níveis de burnout entre professores do ensino público e professores do ensino privado. Foram estudados 34 professores de ambos os gêneros que lecionavam em escolas públicas e privadas. O instrumento de coleta de dados foi um questionário auto aplicável contendo questões de caracterização da amostra e o Inventário de Burnout de Maslach em sua versão brasileira, traduzido e validado por Carlotto e Câmara (2007). Os resultados indicaram índices medianos de sentimentos de despersonalização, exaustão emocional e realização profissional. Como conclusão pode ser percebido que os professores do ensino privado apresentaram menores níveis de burnout em comparação com os professores do ensino público, contudo, a diferença encontrada na população não foi estatisticamente significativa.

Palavras-chave: Burnout; professores; ensino médio público; ensino médio privado.

 

Abstract: The present study aimed to investigate Burnout syndrome levels among high school teachers and to compare burnout levels between private and public education teachers. 34 male and female teachers were studied. Data collection instrument utilized was a self applied questionnaire containing sample characterization questions and the Maslach Burnout Inventory in its brazilian version translated and validated by Carlotto & Câmara (2007). Results indicate medium levels of depersonalization, emotional exaustion and professional achievement. As conclusion it could be perceived that private education teachers presented lower levels of burnout syndrome compared to public education teachers, however, the differences found at the population were not statistically significant.

Key words: Burnout; teachers; public high school education; private high school education.

 

1 Psicóloga graduada pela Universidade Metodista de São Paulo
2 Psicólogo, Doutorando em psicologia social do trabalho pela USP, professor da Universidade Metodista de São Paulo. e-mail: rafael.chiuzi@metodista.br

 

Literatura Citada

ALVES, R. Escola: um modelo a ser mudado. Quando? Folha Dirigida: Especial dia do Professor, São Paulo, 2007. Caderno Entrevistas. Disponível em: <http://www.folhadirigida.com.br/htmls/hotsites/suplemento_2007/Cad_07/Pag_77.html>Acesso em: 31 de maio de 2009.

BARCELLOS, C. Escola de periferia. Globo, São Paulo. 19 de maio de 2009. Disponível em: < http://g1.globo.com/videos/profissao-reporter/v/escola-de-periferia-parte-1/1036043/#/programas/20090519/page/1>. Acesso em: 26 de maio de 2009.

BENEVIDES-PEREIRA, A.M.T. Burnout: Quando o Trabalho Ameaça o bem-estar do trabalhador. São Paulo: 3 ed. Casa do Psicólogo, 2008.

BUENO, B. O; LAPO, F.R. Professores, desencanto com a profissão e abandono do magistério. Cadernos de Pesquisa, n. 118, março/ 2003 p. 65-88.

CARLLOTO, M. S. A Síndrome de Burnout e o trabalho docente. Psicologia em Estudo, Maringá, v. 7, n. 1, p. 21-29, jan./jun. 2002.

CARLLOTO, M. S; CAMARA, S.G. Análise fatorial do Maslach Burnout Inventory (MBI) em uma amostra de professores de instituições particulares. Psicologia em Estudo, Maringá, v. 9, n. 3, p. 21-29, set./dez. 2004.

CARLOTTO, M. S; CAMARA, S. G. Propriedades psicométricas do Maslach Burnout Inventory em uma amostra multifuncional. Estudos de Psicologia. Campinas, jul.- set. 2007.

CARLOTTO, M. S.; PALAZZO, L.S. Síndrome de Burnout e fatores associados: um estudo epidemiológico com professores. Caderno. Saúde Pública, Rio de Janeiro, vol. 22, n. 5, mai. 2006

CHALITA, G. Afeto, um valor básico no processo educativo. Folha Dirigida: Especial dia do Professor, São Paulo, 2007. Caderno Entrevistas. Disponível em: <http://www.folhadirigida.com.br/htmls/hotsites/suplemento_2007/Cad_07/Pag_80.htm>Acesso em: 31 de maio de 2009.

CHIECO, N.W. O Ensino Médio. In: SILVA, E. B. A (Org) A Educação Básica – Pós LDB. São Paulo. Ed. Guazzelli, 1999. p. 105 – 115.

CODO, W. Educação: carinho e trabalho: Burnout, a síndrome da desistência do educador, que pode levar a falência da educação. 3 ed. Petrópolis: Editora Vozes, 2002.

COSTA, M.C.V. Trabalho docente e profissionalismo. Porto Alegre: Editora Sulina, 1995.

COUSINET, R. A Formação do educador. Tradução Penna, L.D. São Paulo: Companhia Editora Nacional. 1955. Tradução de: Cousinet, R.

FRANÇA, H. H. A Síndrome de Burnout. Revista Brasileira de Medicina, n.44, v. 8. 1987

FRANÇA, A. C. L.; RODRIGUES, A. L. Stress e trabalho: uma abordagem psicossomática. 3 ed. São Paulo: Editora Atlas S.A., 2002

GASPARINI, M.S.; BARRETO, S.M.; ASSUNÇÃO, A.A. O professor, as condições de trabalho e os efeitos sobre sua saúde. Educação e Pesquisa, São Paulo: v. 31, n. 2, p. 189 – 199, maio/ago 2005.

GIL, A. C. Como Elaborar Projetos de Pesquisa. 4. ed. São Paulo: Atlas, 2002.

MASLACH, C.; LEITER, M.P. Trabalho: Fonte de prazer ou desgaste? Guia para vencer o estresse na empresa. Tradução M.S. Martins. Campinas: Papirus. 1999. Tradução de: Maslach, C.; Leiter, M.P.

SAINT-ONGE, M; O Ensino na escola: O que é, como se faz. Tradução Maria Stela Gonçalves.São Paulo. Ed.Loiola, 1999.

SILVEIRA, N.M. et al. Avaliação de burnout em uma amostra de policiais civis. Revista psiquiatria. Rio Grande Sul [online]. 2005, v. 27, n. 2, pp. 159-163. ISSN 0101-8108. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/rprs/v27n2/v27n2a06.pdf> Acesso em: 30 de abril de 2009.

TAKAHASHI, F. Deputados aprovam lei que limita número de alunos em salas de aula. Folha On-Line, São Paulo, 12 dez. 2005. Caderno Educação. Disponível em: < http://www1.folha.uol.com.br/folha/educacao/ult305u18157.shtml >Acesso em: 30 de abril de 2009.

VASCONCELOS, F.F; GRANADO, I.E; MARTINS JUNIOR, J; Estudo Comparativo Sobre a Incidência da Sindrome de Burnout em Professores da Rede Pública e Privada de Maringá . PR. Revista Saúde e Pesquisa, v. 2, n. 1, p. 23-26, jan./abr. 2009. Disponível em: <http://www.cesumar.br/pesquisa/periodicos/index.php/saudpesq/article/viewArticle/924>. Acesso em: 04 de maio de 2010.

XAVIER, V.F; Conceituando Burnout. Universidade Metodista de São Paulo. Pós Graduação Lato Sensu Especialização – Gestão de Recursos Humanos e Psicologia Organizacional. 2004.