Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

Papel da Universidade em Ações de Organização e Fomento de Negócios em Regiões Carentes - Algumas Propostas

DOI: http://dx.doi.org/10.15603/2177-7284/regs.v1n2p110-129

https://www.metodista.br/revistas/revistas-ims/index.php/REGS/index 

downloadpdf

Marco A. Bernardes1

 

Resumo: O artigo discute o papel reservado à universidade na organização e fomento de negócios em localidades carentes. A segunda metade da década de 1990 se constituiu no período em que se verificou, no Brasil, significativa alteração no grau de abertura da economia, que, desde os anos de 1930, havia sido uma economia predominantemente fechada com relação à importação de produtos industrializados e de tecnologias, portanto, pouco exposta à concorrência de produtos fabricados no exterior. A liberalização comercial e as reestruturações produtivas drásticas geraram um novo padrão tecnológico que modificou, eliminou e criou profissões. O processo resultou em produtos e serviços em patamares competitivos, mas apresentou a conta aos excluídos: crescimento do desemprego, da violência, da informalidade e da economia subterrânea.

Palavras-chave: Empreendedorismo; Economia Informal; Universidade.

 

Abstract: This article discusses the role of university on the encouragement and organization of business at needed areas. The second half of the 1990’s was constituted as a time where could be verified in Brazil, significative shift at opening economy degree which, since the 1930’s, has been a mostly closed economy regarding technology and industrialized products import, therefore, not exposed to the competition of outsiders. Commercial liberation and drastic productive restructuration has generated a new technological standard which modified, eliminated and created new professions. The process has result in services and products on competitive grounds, but has introduced the bill to the excluded ones: unemployment growth, increase of violence, informality and underground economy.

Key words: Entrepreneurship; Informal Economy; University.

 

1 Universidade Metodista de São Paulo

 

Literatura Citada

AMATO NETO, J. Redes entre Organizações: Domínio do conhecimento e da eficácia operacional. São Paulo: Atlas, 2005.

BERNARDES, M. A. A implantação de incubadoras de empresas: estudo de caso de uma cidade do interior paulista. 2009. 143 f. Dissertação (Mestrado em Administração de Empresas) - Universidade Metodista, São Paulo, 2009. Disponível em: <http://ibict.metodista.br/tedeSimplificado/tde_busca/arquivo.php>. Acesso em: 30 ago. 2009.

BRASIL. Ministério da Indústria e Comércio: MDIC e SEBRAE querem reduzir mortalidade de empresas. 01 jun. 2006. Disponível em: <http://www.mdic.gov.br/sitio/interna/noticia.php?area=4¬icia=7011>. Acesso em: 15 jul. 2008.

CACCIAMALI, M. C.; TATEI, F. Trabalho infantil e o status ocupacional dos pais. Revista de Economia Política, v. 28, p. 269-290, 2006.

CACCIAMALI, M.C; JOSÉ-SILVA, M. F. Mais Informalidade, Menos Cidadania. Os Efeitos Criados por esse Círculo Vicioso sobre a Formação de Política Social na América Latina. Cadernos Prolam/ USP. Ano 02, Vol. 2 - 2003 Disponível em: <http://www.usp.br/prolam/downloads/cadernos02_2003-imp.pdf>. Acesso em: 20 ago. 2009.

CARVALHO, C. E. & SILVA, G. P. Referencial Teórico para Desenvolver Instrumentos de Avaliação do Orçamento. Belo Horizonte: Nova economia. V.16 n.3 Belo Horizonte: set./dez. 2006.

CASAROTTO FILHO, Nelson. Redes de pequenas e médias empresas e desenvolvimento local: estratégias para a conquista da competitividade global com base na experiência italiana. São Paulo: Atlas, 1998.

CIETEC – Centro de Incubação de Empresas de Tecnologia – Universidade de São Paulo. Disponível em: <http://www.cietec.org.br>. Acesso em: 10 jul. 2008.

CHAUÍ, M. Raízes teológicas do populismo no Brasil: teocracia dos dominantes, messianismo dos dominados. In: DAGNINO, Evelina (Org.). Anos 90: política e sociedade no Brasil. São Paulo: Brasiliense, 1994, pp. 19 – 30.

DORNELAS, José C. Planejando Incubadoras de Empresas – Como desenvolver um plano de negócios para incubadoras. Rio de Janeiro: Campus, 2002.

DOWBOR, L. Redes de apoio ao desenvolvimento local: uma estratégia de inclusão produtiva. 2006. Disponível em <http://www.ladislawdowbor.org.br>. Acesso em: 07 jun. 2008.

EID, F. GALLO, A. R.; PIMENTEL, A.E.B. Desemprego, exclusão e desafios para o desenvolvimento da economia solidária no Brasil – Revista da ABET, nº. 1, vol. 1. 2001. Disponível em: <http://www.abet-trabalho.org.br/site/db/artigos/farid_eid.pdf>. Acesso em: 06 set. 2008.

FILION, L. J. Um Roteiro para desenvolver o empreendedorismo em um país. Disponível em: <http://www.oei.es/etp/roteiro_desenvolver_empreendedorismo_filion.pdf>. Acesso em: 12 jun. 2008.

HUBERMAN, L. História da Riqueza do Homem. 17. ed., Rio de Janeiro: Ed. Zahar Editores, 1981.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. Estatística do Cadastro Central de Empresas. Disponível em: <http://www.ibge.gov.br/home/estatistica/economia/demografiaempresa/2005/demoempresa2005>. Acesso em: 21 ago. 2007.

JORNAL A FOLHA DE SÃO PAULO. Especial, p. 08, de 25 de junho de 2005. Pesquisa Reforça Preconceito. (Entrevista com Milton Santos – Vários).

JORNAL A FOLHA DE SÃO PAULO. Veículos, p. 01, de 15 de janeiro de 2009. Dados da ANFAVEA. (Ricardo Mello).

KHURY, F. O. C. O trabalho ante a desafiadora Sociedade Pós-Industrial. 2007. 189 p. Dissertação (Mestrado em Direito) - Universidade de Caxias do Sul, Faculdade de Direito. Rio Grande do Sul, 2007.

GALLO, A. R., DAKUZAKU, R. Y.; EID, F. et al. Incubadora de cooperativas populares: uma alternativa à precarização do trabalho. In: III Encontro Regional da Associação Brasileira de Estudos do Trabalho, Recife, 2000, Associação Brasileira de Estudos do Trabalho. [S.I.], 2000. Disponível em: <http://ecosol.org.br/txt/gallo.doc>. Acesso em: 01 mai. 2008.

GREMAUD, A. P.; VASCONCELLOS, M. A. S.; TONETO JR. R. ECONOMIA BRASILEIRA CONTEMPORÂNEA. 4. ed. São Paulo: Atlas, 2002.

MILANI, C. Trabalho apresentado na IV Conferência Regional ISTR-LAC. 2003. Disponível em: <http://www.lasociedadcivil.org/scholar.google.com.br/scholar>. Acesso em: 15 jul. 2008.

PASSOS, C.A.K. et al. Empreendedorismo no Brasil (GEM): 2007. Curitiba, IBQP, 2008.

RIFKIN, J. O fim dos empregos. São Paulo: Makron Books do Brasil, 2004.

SANTOS, M. Por uma outra globalização do pensamento único à consciência universal. 15. ed. São Paulo: Record, 2008.

SERVIÇO DE APOIO ÀS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS. SEBRAE-SÃO PAULO. Pesquisa geral no site. Disponível em: <http://www.SEBRAEsp.com.br/>. Acesso em: 12 abr. 2008.

TROSTER, R. L. Bancarização, Crescimento e Desigualdade. Crescimento econômico e distribuição de renda: Prioridades para Ação. In: MARCOVITCH, J. (Org.). São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo/Editora Senac São Paulo, 2007. (Vários Autores).

UNIVERSIDADE DE CAMPINAS. INCAMP. Disponível em: <http://www.incamp.unicamp.br>. Acesso em: 12 jul. 2008.