Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

A Religião na Constituição da Ciência no Renascimento

DOI: http://dx.doi.org/10.15603/2175-7747/pf.v1n1p106-121

https://www.metodista.br/revistas/revistas-ims/index.php/PF/index 

downloadpdf

Frederico P. Pires1

 

Resumo: Este artigo analisa a relação entre a apropriação de elementos religiosos da antiguidade por parte de filósofos renascentistas, buscando compreender como eles contribuíram para a constituição de idéias fundamentais que possibilitaram a revolução científica. Neste sentido, o artigo debate com a noção defendida por Jacob Burckhardt de que esta herança religiosa seria uma característica deplorável do Renascimento.

Palavras-chave: Renascimento, modernidade, ciência, religião.

 

Abstract: This article analyses the relationship between the appropriation of Ancient religious elements by Renaissance philosophers, seeking to understand how they contributed to the formation of fundamental ideas that allowed the scientific revolution. This article also debates with the notion advocated by Jacob Burckhardt that this religious heritage would be a miserable feature of the Renaissance.

Keywords: Renaissance, modernity, science, religion.

 

1 Universidade Metodista de São Paulo E-mail: fredericopieper@yahoo.com.br

 

Literatura Citada

AGRIPPA, Henry Cornelius. Three Books of Occult Pilosophy. Trad. J.F. London, R.W., 1651.

BLUM, Paul Richard (org.) Filósofos da Renascença. Trad. Nélio Schneider. São Leopoldo: Unisinos, 2000.

BURCKHARDT, J. A cultura do Renascimento na Itália. Trad. Vera Sarmento e Fernando Corrêa. Brasília: UNB, 1991.

CASSIRER, Ernst. El problema del conocimento en la filosofia y en la ciencia modernas. Vol. 1. México: Fondo de cultura economica, 1993.

COPENHAUER, Brian. “Astrology and Magic”. In: ScHMITT, Charles. The Cambridge History of Renaissance Philosophy. Cambridge: Cambridge University Press.1988. Pp.264- 300.

GALILEU, O ensaidor. Coleção “Os pensadores”. São Paulo: Abril Cultura, 1973.

GANHO, Maria de Lurdes Sirgado. “Acerca do pensamento de Giovanni Pico della Mirandola”. In: MIRANDOLA, Giovanni Pico della. Discurso sobre a dignidade do homem. Lisboa: Edições 70, 1986.09-41.

INGEGNO, Afonso. “The New philosophy of Nature”. In: SCHMITT, Charles. The Cambridge History of Renaissance Philosophy. Cambridge: Cambridge University Press.1988. Pp.236-263.

LOVEJOY, Arthur. A grande cadeia do ser. Trad. Aldo Barbieri. São Paulo: Editora Palíndromo, 2005.

MIRANDOLA, Giovanni Pico della. Discurso sobre a dignidade do homem. Trad. Maria de Lurdes Sirgado Ganho. Lisboa: Edições 70, 1986.

VÉDRINE, Hélène. As filosofias do renascimento. Trad. Marina Alberty. Lisboa: Publicações Europa América, s/d/

YATES, Francês. Giordano Bruno e a tradição hermética. Trad. Yolanda Steidel de Toledo. São Paulo: Cultrix, 1995. 10a edição.