Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

Avaliação do Trabalho do Psicólogo em Unidades de Saúde Pública

DOI: http://dx.doi.org/10.15603/2176-0969/pi.v15n15p111-127

https://www.metodista.br/revistas/revistas-ims/index.php/PINFOR/index 

downloadpdf

Marília M. Vizzotto1, Shirley M. Coga1, Tania E. Bonfim1 & Maria G. V. Heleno1

 

Resumo: A partir da reforma psiquiátrica e da implantação do Sistema Único de Saúde (SUS), houve reestruturações no modelo assistencial no que se refere aos cuidados de pessoas portadoras de doença mental. Profissionais atuantes no campo de saúde pública têm se deparado com uma alta demanda advinda deste processo de reestruturação. Dessa forma, compreender as intervenções, e como é medida a sua eficácia, é de extrema importância. Assim, o presente trabalho teve como objetivos pesquisar os principais tipos de intervenção realizada pelos psicólogos atuantes nos Centros de Atenção Psicossocial (CAPS) e investigar como estes profissionais avaliam a eficácia e a efetividade de suas intervenções. Foram sujeitos desta investigação 31 psicólogos atuantes nos Centros de Atenção Psicossocial (CAPS) que se dispuseram responder a um Roteiro de Entrevista elaborado especialmente para o presente estudo e cuja técnica foi a entrevista semidirigida. Os resultados indicaram que os profissionais avaliam a eficiência de suas intervenções a partir da observação dos recursos empreendidos pelos pacientes; pelo cumprimento do planejamento do terapeuta, pelas respostas do meio social e também pelas discussões em equipe. Porém, não apresentam critérios ou sistemática de avaliação consistente. Sugerem-se mais estudos nessa área.

Palavras-chave: psicoterapia; intervenção psicológica; saúde pública; medidas de eficácia; efetividade

 

Abstract: The new procedures in psychiatric treatment and the creation of the Sistema Único de Saúde (SUS) has changed the patterns related to mental health care. Investigation on how one can ensure that appropriate care is delivered is necessary. So, the present study aims to present the interventions held by psychologists working at Centros de Atenção Psicossocial (CAPS) and how they measure the impact of treatments on population mental health. Thirty one psychologists were interviewed and the results indicated that they use, as indicators, the internal resources of the patient, acceptance of the treatment, social responses and group discussion. But no consistent criteria were found among the professionals and further studies are needed to establish them.

Key words: psychological treatment, mental health; measurement of mental illness treatment

 

Literatura Citada

AMARO, J. W. Psicoterapia e religião. São Paulo: Lemos Editorial, 1996.

BLEGER, J. Psico-higiene e psicologia institucional. 2a. ed. Porto Alegre: Artes Médicas, 1984 (original Paidós, s/d).

CAPLAN, G. Princípios de psiquiatria preventiva. Rio de Janeiro: Zahar, 1980 (original de 1964).

CORDIOLLI, A. V. Como atuam as psicoterapias. In: CORDIOLI, A. V. (org.). Psicoterapias: abordagens atuais. Artmed: Porto Alegre, 1998, p. 35-45.

DIMENSTEIN, M. (Des) Caminhos da formação profissional do psicólogo no Brasil para a sua atuação no campo da saúde pública. Ver. Dep. Psicol. UFF. v. 11, n. 01, p. 17-25, 1999. Disponível em: http://www.bireme.br. Acesso em: 25 nov. 2003.

GOMES, M. M. Medicina baseada em evidências: princípio e práticas. Rio de Janeiro: Reichmann & Affonso Editores, 2001.

KERBAUY, R. R. Indicadores para avaliar intervenções psicológicas na área da saúde. In: TRINDADE, Z. A.; ANDRADE, A. N de (org.) Psicologia da saúde: um campo em construção. São Paulo: Casa do Psicólogo, 2003. p. 33-44.

MINISTÉRIO DA SAÚDE. 2002. Disponível em: http://www.saude.gov.br, acesso em 20 set. 2003.

RIBEIRO, J. L. Psicologia e saúde. Lisboa: ISPA, 1997.

SCHECHTMAN, A. et al. O Ministério da Saúde e a Saúde Mental no Brasil: Panorama da última década. Cadernos de textos. Brasília. Ministério da Saúde. 2001, p. 9-15

VELASQUES, M. B. Intervenções de psicólogos nas unidades básicas de saúde do Grande ABC. 2003. 101s. Dissertação (Mestrado Psicologia da Saúde) - Faculdade de Psicologia, Universidade Metodista de São Paulo, São Bernardo do Campo, 2003.

VIZZOTTO, M. M. O método clínico e as intervenções na saúde psicológica da comunidade. In: OLIVEIRA, V. B. de. YAMAMOTO, K. (org.) Psicologia da saúde: temas de reflexão e prática. São Bernardo do Campo: Umesp, 2003. p. 137-152.

YOSHIDA, E. M. P. Avaliação de mudança em processos terapêuticos. Psicologia escolar e educacional. v. 2, n. 02, p. 115-127, 1998.

YUNES. J. et al. A Batalha da saúde no Governo Montoro. São Paulo: Governo do Estado, 1987.