Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

Pesquisas sobre Qualidade de Vida, Desenvolvidas no Mestrado em Psicologia da Universidade Católica Dom Bosco

DOI: http://dx.doi.org/10.15603/2176-0969/pi.v14n14p71-79

https://www.metodista.br/revistas/revistas-ims/index.php/PINFOR/index 

downloadpdf

José C. Souza1 & Anderson B. Carvalho2

 

Resumo: Este estudo objetiva averiguar os instrumentos, métodos e populações estudadas em pesquisas de qualidade de vida (QV) de um programa de mestrado em Psicologia da Universidade Católica Dom Bosco (UCDB) de Campo Grande – MS. A metodologia aplicada foi estudo exploratório descritivo, com dados coletados por meio da busca on-line na página do mestrado e no acervo da biblioteca central da universidade. A análise identificou 122 dissertações: 28 (22,9%) foram estudos sobre qualidade de vida. Verificou-se que dos 28 trabalhos, 22 (78,5%) investigaram adultos de ambos os sexos, em sua grande maioria trabalhadores saudáveis. O instrumento genérico mais utilizado nas pesquisas foi o Medical Outcomes Studies 36-item Short-Form (MOS SF-36), em 14 (50%) dos estudos

Palavras-chave: qualidade de vida; sistemas de informação; dissertações acadêmicas

 

Abstract: This study aims to evaluate the istruments, methods and population studied in researches on Quality of Life (QL) in a Program for Master Degree in Psychology of Universidade Católica Dom Bosco (UCDB) in Campo Grande – MS. This was a descriptive study, with data collected on-line on the page of the Program for Master Degree and from the central library of the university. The analysis identified 122 dissertations: 28 (22.9%) were studies about quality of life. Among the 28 studies, 22 (78.5%) investigated adults, both male and female, mainly healthy workers. The most generic instrument used used in the researches was the Medical Outcomes Studies 36-item Short-Form (MOS SF-36), in 14 (50%) studies.

Key words: quality of life; information systems; dissertations

 

1 Graduanda em psicologia pela Universidade Metodista de São Paulo
2 Mestre em psicologia da saúde e professora do Curso de Psicologia da Universidade Metodista de São Paulo

 

Literatura Citada

DANTAS, R. A. S.; SAWADA, N. O.; MALERBO, M. B. Pesquisas sobre qualidade de vida: revisão da produção científica das universidades públicas do Estado de São Paulo. Revista Latino-Americana de Enfermagem, Ribeirão Preto, v. 11, n. 4, p. 532-538, 2003. doi

EVANS, R. Enhancing quality of life in the population at large. Social Indicators Research, New York, v. 33, n. 1-3, p. 47-88, 1994. doi

FLECK, M. P. A. Problemas conceituais em qualidade de vida. In: FLECK, M. P. A. (Org.). A avaliação de qualidade de vida: guia para profissionais da saúde. Porto Alegre: Artmed, 2008. cap. 1, p. 19-27.

GIACHELLO, A. L. Health outcomes research in Hispanics/Latinos. Journal of Medical Systems, New York, v. 21, n. 5, p. 235-254, 1996. doi

GOMES, E. C. V. V. Qualidade de vida profissional em assistentes sociais da cidade Campo Grande/MS. 2007. 97 f. Dissertação (Mestrado em Psicologia) – Universidade Católica Dom Bosco, Campo Grande, MS, 2007.

MINAYO, M. C. S.; HARTZ, Z. M. A.; BUSS, P. M. Qualidade de vida e saúde: um debate necessário. Ciência e Saúde Coletiva, Rio de Janeiro, v. 5, n. 1, p. 7-18, 2000.

MOREIRA, M. M. S. Trabalho, Qualidade de Vida e Envelhecimento. 2000. 100 f. Dissertação (Mestrado em Ciências) – Fundação Oswaldo Cruz, Escola Nacional de Saúde Pública, Rio de Janeiro, 2000. Disponível em: <http://portalteses.icict.fiocruz.br/pdf/FIOCRUZ/2000/moreirammsm/capa.pdf>. Acesso em: 19 ago. 2008.

PAGANI, T. C. de S.; PAGANI JÚNIOR, C. R. Instrumentos de avaliação de qualidade de vida relacionada à saúde. Revista de Ciências Biológicas e Saúde da Anhanguera Educacional, São Paulo, v. 1, n. 1, p. 32-37, 2006.

SOUZA, J. C.; GUIMARÃES, L. A. M. Insônia e Qualidade de Vida. Campo Grande: UCDB, 1999.

VIDO, M. B.; FERNANDES, R. A. Q. Qualidade de Vida: considerações sobre conceito e instrumentos de medida. Brazilian Journal of Nursing, Niterói, v. 6, n. 2, 2007. Disponível em: <http://www.uff.br/objnursing/index.php/nursing/rt/printerFriendly/j.1676-4285.2007.870/197>. Acesso em: 20 out. 2009.

VILAGUT, G. et al. El Cuestionario de Salud SF-36 español: una década de experiencia y nuevos desarrollos. Gaceta Sanitaria, Barcelona, v. 19, n. 2, p. 135-150, 2005. doi