Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

Papéis Sociais Cruzados: Memórias e Representações de Professoras Rurais

DOI: http://dx.doi.org/10.15603/1982-8993/ml.v1n1p44-65

https://www.metodista.br/revistas/revistas-ims/index.php/ML/index 

downloadpdf

Maria R. C. Capelo1

 

Resumo: A pesquisa tem o objetivo de revelar as representações femininas sobre a profissão docente, a escola e os alunos, durante o período de predomínio da cafeicultura (1940 e 1960) no município de Londrina (PR). Diante da carência de documentos, optou-se pela produção de fontes. De um montante de 21 entrevistas, foram selecionados 8 relatos de professoras com idade variável entre 60 e 87 anos. As memórias escolares mostram que as professoras, diferentemente dos professores, representam a escola rural como extensão do espaço doméstico, que a profissão docente assemelha-se a funções maternas ou assistenciais e que os alunos são lembrados como filhos. Os papéis sociais não são rígidos; tempos e espaços público e privado entrecruzam-se tornando quase impossível a separação entre o “eu pessoal” e o “eu profissional”. Embora as representações, perpassadas pelo ato de lembrar, possam ser imagens seletivas do passado e não pura realidade, entende-se que desempenham um papel estruturante das práticas sociais.

Palavras-chave: memórias escolares, representações, gênero, educação rural

 

Abstract: The objective of this research is to reveal the female representations concerning teaching, school and students, during the period dominated by the coffee plantation (1940 and 1960’s), in Londrina County – Parana. Due to the lack of documentation, option was made to base this research on school memories. Eight interviews from female teachers aging from 60 to 87 years old were selected from a total of 21 interviews. The memories show that the female teachers, differently from the male teachers, represent the rural school as an extension of the their household, the teaching profession resembles a maternal or social functions, and the students are remembered as their offspring. The social roles are not rigid, times and public spaces intercross themselves, resulting in an almost impossible distinction between the “personal self” and “professional self”. Although the representations, passed by remembrances, could be selective images from the past and not depict the reality, one comprehends their structural role in the social practices.

Keywords: school memories, representations, (gênero), rural education

 

1 É professora do Programa de Mestrado em Educação da Universidade do Oeste Paulista. capelo@sercomtel.com.br

 

Literatura Citada

ALMEIDA, Cybele Crossetti de. O magistério feminino laico no século XIX. In: Teoria e Educação, 4, Porto Alegre: Pannonica, 1991, p. 159-171.

ALMEIDA, Jane Soares de. Mulher e Educação: a paixão pelo possível. São Paulo: Editora da UNESP, 1998.

FERREIRA, Aurélio Buarque de Holanda. Novo Dicionário da Língua Portuguesa. 2ed., Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1986.

HALBWACHS, M. A memória Coletiva. São Paulo: Vértice, 1990.

LEFEBVRE, H. La Presencia y la ausência: contribuición a la teoria de las representaciones. México: Fondo de Cultura Econômica, 1983.

LOURO, Guacira Lopes. Uma leitura da história da educação sob a perspectiva do gênero. In: Teoria e Educação, 6, Porto Alegre: Pannonica, 1992, p. 53-67.

LUFTI, E.P.; SOCHACZEWSKI, S. & JAHNEL, T. C. As representações e o possível. In: MARTINS, J. de Souza. (org.). Henri Lefebvre e o Retorno à Dialética. São Paulo: Hucitec, 1996, p. 87-97.

MARTINS, José de Souza. A vida privada nas áreas de expansão da sociedade Brasileira. In SCHWARCZ, Lilia Moritz. História da Vida Privada no Brasil. São Paulo: Cia das Letras, 1998, p. 659-726.

NASSER, A . C. A . & FUMAGALLI, M. A Opressão da equivalência, as diferenças. In MARTINS, J. de S. Henri Lefebvre e o Retorno à Dialética. São Paulo: Hucitec, 1996. p. 25-37.

NÖVOA, António. (org). Vidas de Professores. Portugal: Porto Editora. 1995.

NÖVOA, António. Para o estudo sócio-histórico da gênese e desenvolvimento da profissão docente. In: Teoria e Educação. Porto Alegre: Pannonica, 1991, p. 109-139.

LONDRINA. (Município). Secretaria Municipal de Educação. Arquivo de Documentação, Londrina. Atas de Reuniões Pedagógicas: 1954 – 1960, p.68.