Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

Narrativas de Educadores: Como São Vividos os Contextos Escolares?

DOI: http://dx.doi.org/10.15603/1982-8993/ml.v1n1p80-89

https://www.metodista.br/revistas/revistas-ims/index.php/ML/index 

downloadpdf

Marilia C. G. Duran1 & Norinês P. Bahia2

 

Resumo: O trabalho traz uma articulação em três planos: o primeiro, da educação não-formal e não escolar, considerando ser este o campo de trabalho dos educadores que relataram suas experiências de vida; o segundo busca a reconstituição das trajetórias formativas desses educadores, com formação superior em Pedagogia; o terceiro tem, como fio condutor, a análise de como ocorrem narrativas de educadores sobre a educação não-formal, as representações sociais partilhadas, as proximidades e/ou afastamentos com relação às narrativas produzidas sobre a educação escolar (formal) que receberam. Nessa perspectiva, o trabalho se desenvolveu com vistas a problematizar a complexidade das relações escolares e não escolares, com a identificação das representações sociais dos educadores sobre a educação que acontece nas escolas, considerando as complexas relações que os sujeitos estabelecem ao atribuírem significados às coisas e ao manifestarem seus sentimentos, suas atitudes, seus valores sobre a educação que receberam.

Palavras-chave: Representação social; Trajetórias formativas; Educação não escolar.

 

Abstract: The work brings an articulation in three levels: the first, the non formal and non school education, considering being this the working area of the teachers that relate their experiences of life, the second aims the reconstitution of the qualification trajectories of these educators graduated in pedagogy, the third one: the analyze of how the narratives of educators occur about the non formal education, the social representations shared, the proximities and/or the deviations in relation to the narratives produced about the school education (formal) they have received. Into this perspective, the work was developed in order to questioning the complexity of the school and non school relations, with the identification of the social representations of the educators about the education that happens into the schools, considering the complex relations that the subjects establish when they attribute meanings to things and when they manifest their feelings, their attitudes, their values about education they have received.

Keywords: Social representation; qualification trajectories; non school education.

 

1 É mestre e doutora em Educação (Psicologia da Educação) pela PUC/SP, Docente pesquisadora do PPG em Educação da Universidade Metodista de São Paulo. Coordenadora do Núcleo de Estudos e Pesquisas sobre FormAção de Educadores – FormAção. marilia.duran@metodista.br ; marilia.claret@terra.com.br
2 É mestre e doutora em Educação (Currículo) pela PUC/SP. Docente pesquisadora do PPG em Educação da Universidade Metodista de São Paulo. E-mail: nbahia@terra.com.br

 

Literatura Citada

AFONSO, Almerindo Janela. Os lugares da educação. In: SIMSON, Olga Rodrigues de Moraes von; PARK, Margareth Brandini & FERNANDES, Renata Sieiro (orgs.) Educação não-formal: cenários da criação. Campinas: Editora UNICAMP, 2000, p. 29-38.

ALVES-MAZZOTTI, Alda Judith et al. Os sentidos de ser professor. Educação & Cultura Contemporânea, Rio de Janeiro: Universidade Estácio de Sá. v.1, n.1 jan./jun, p. 61-87, 2004.

BANCHS, Maria A. Alternativas de apropiación teórica: abordaje procesual y estructural de las representaciones sociales. Rio de Janeiro: Universidade Estácio de Sá. Educação & Cultura Contemporânea, v.1, n.2 ago./dez., p. 39-60, 2004.

JODELET, Denise. Representações sociais: um domínio em expansão. In JODELET, Denise. Representações sociais. Rio de Janeiro: EdUERJ, nov. 2001.

MOSCOVICI, Serge. A representação social da psicanálise. Rio de Janeiro: Zahar Editores, 1978.