Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

Um Conceito Amplo de Pedagogia

DOI: http://dx.doi.org/10.15603/1982-8993/ml.v1n1p107-116

https://www.metodista.br/revistas/revistas-ims/index.php/ML/index 

downloadpdf

Umberto A. Pinto1

 

Resumo: O estudo objetiva contribuir com a compreensão epistemológica da pedagogia a partir da constatação de mudança do paradigma em torno do significado da docência. Parte do princípio de que a pedagogia, enquanto teoria da educação, tem uma importância incontestável na orientação da prática educativa. Considera que sua constituição teórica apresenta-se marcada por elevados níveis de complexidade e precariedade. Assim, o que se propõe é identificar a pedagogia como campo do conhecimento sobre e na educação. “Campo de conhecimento”, pois não se trata apenas de teorias científicas, na medida em que envolve outras formas e outros tipos de conhecimento. “Sobre a educação”, por teorizar e sistematizar as práticas educativas produzidas historicamente na articulação dos diferentes saberes já descritos. E, “Na educação”, ao materializar-se nas práticas educativas que são fundantes para a articulação de todos os conhecimentos produzidos nas ações dos educadores, no âmago da atividade prática. Como campo de conhecimento prático, a pedagogia conjuga e é constituída por essas diferentes formas e [esses diferentes] tipos de conhecimentos, sob a mediação da ética e da política. A ampliação do conceito de pedagogia é justificada a partir da expansão do significado da docência, que não pode ser simplificada à transferência mecânica de teorias científicas. Daí a necessidade de se ampliar o entendimento epistemológico da pedagogia, que tem, entre suas diferentes áreas de investigação, a docência. O estudo conclui com a consideração de que o conceito ampliado de pedagogia, embora concebido a partir da educação escolar, apresenta-se com possibilidade de facilitar não apenas a interpretação e intervenção dos processos educativos que ocorrem na escola, mas também daqueles que ocorrem em espaços não-escolares.

Palavras-chave: pedagogia, campo de conhecimento, docência.

 

Abstract: The study aims at contributing with the epistemological comprehension of the pedagogy from the perception of changes of the paradigm concerning to the meaning of teaching. It starts from the principle that pedagogy, while a theory of education, has an incontestable importance in the orientation of the educative practice. It considers that its theoretical constitution presents itself marked by high levels of complexity and precariousness. So, what is proposed is to identify the pedagogy as a field of knowledge about and in the education: “field of knowledge”, because it is not only about scientific theories, as it involves other forms and types of knowledge. “About education” because it theorizes and methodizes the educative practices historically produced in the articulation of the different knowledge already said. And, in “Education” when materialized into the educative practices which are the base to the articulation of all the knowledge produced in the actions of the educators, into the essence of the practical activity. As field of the practical knowledge conjugates and is constituted by these different forms and types of knowledge under the mediation of the ethics and politics. The wideness of the concept of pedagogy is justified from the expansion of the meaning of teaching, that can not be simplified to a mechanic transference of the scientific theories. Because of this, the necessity of widening the epistemological comprehension of pedagogy, which has, among its different areas of investigation, the teaching. Thence it follows that with the consideration that the extended concept of pedagogy, although conceived from the school education, presents itself with the possibility of facilitating not only the interpretation and the intervention of the educative process which occur in the school, but from the ones which occur in a non school space.

Keywords: Pedagogy; field of knowledge; teaching

 

1 É doutor em Educação pela FE-USP. Docente pesquisador da Universidade Presbiteriana Mackenzie. e-mail: umbertoap@mackenzie.com.br

 

Literatura Citada

FRANCO, M. A. S. Pedagogia como ciência da educação. Campinas: Papirus Editora, 2003.

LIBÂNEO, J. C. Fundamentos Teóricos e Práticos do Trabalho Docente – Estudo Introdutório Sobre Pedagogia e Didática. Tese de Doutorado. PUCSP, 1990.

LIBÂNEO, J. C. Educação: pedagogia e didática – o campo investigativo da pedagogia e da didática no Brasil: esboço histórico e buscas de identidade epistemológica e profissional. In PIMENTA, S.G. (org.). Didática e formação de professores: percursos e perspectivas no Brasil e em Portugal. 3ª ed. São Paulo: Cortez, 2000.

PIMENTA, S.G. Formação de Professores: identidade e saberes da docência. In PIMENTA, S. G. Saberes pedagógicos e atividade docente. São Paulo: Cortez Editora, 1999.

PIMENTA, S.G. De Professores, Pesquisa e Didática. Campinas: Papirus, 2002.

PIMENTA, S. G. & LIMA, M.S.L. Estágio e Docência. São Paulo: Cortez Editora, 2004.

RIOS, T.A. Compreender e Ensinar: por uma docência da melhor qualidade. São Paulo: Cortez Editora, 2003.

SACRISTÁN, J.G. Poderes Instáveis em Educação. Porto Alegre : Artmed,1999.

SAVIANI, D. Educação: do senso comum à consciência filosófica. São Paulo: Cortez, 1985.

SAVIANI, D. Contribuição à elaboração da nova LDB: um início de conversa. Revista da ANDE, 13:5-14, 1988.