Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

Relato de Uma Experiência Didático-Pedagógica em Prática de Tradução

DOI: http://dx.doi.org/10.15603/1982-8993/ml.v1n1p146-155

https://www.metodista.br/revistas/revistas-ims/index.php/ML/index 

downloadpdf

Andréa S. Pereira & Paulo R. Stella

 

Resumo: A tradução de textos é uma atividade lingüística de considerável grau de complexidade, uma vez que requer do tradutor a mobilização e o domínio tanto dos aspectos estruturais de, pelo menos, duas diferentes línguas, como do uso dessas estruturas no diálogo com os seus mais variados contextos extraverbais. Com o propósito de aprofundar a discussão acerca da complexidade dessa atividade, este trabalho tem como objetivo relatar uma experiência didático-pedagógica para o ensino da prática de tradução de textos à luz de alguns pressupostos teóricos da análise do discurso. Partindo da concepção dialógica da linguagem, que permite identificar o “outro” na linguagem verbal, as noções de Ethos, tal como propõe Maingueneau (2001, 1987), e de Gênero do Discurso, trabalhada por Bakhtin e seu Círculo (2003), são convocadas para servir como suporte teórico desta proposta. Longe de conclusões exaustivas, o presente estudo aponta para alguns resultados fecundos obtidos pelos autores/pesquisadores na aplicação de um projeto-piloto, com base nessa abordagem interdisciplinar que envolve a prática da tradução e o referencial teórico dos estudos discursivos da linguagem.

Palavras-chave: tradução, prática, dialogismo, estudo discursivo

 

Abstract: Translation of texts is a linguistic activity of considerable level of complexity due to the fact that it requires the translator to mobilize and dominate both the structural aspects of, at least, two different languages and the use of these structures in dialogical process with a variety of extraverbal contexts. Aiming at deepening the discussion about the complexity of such an activity, this piece of work focuses on reporting a didactic-pedagogic experience on the teaching practice of translation of some texts, following some theoretical presuppositions of discourse analysis. The dialogic conception of the language, which permits us to identify the “other” in the verbal language, the notions of Ethos as proposed by Maingueneau (2001, 1987), and the concept of Discourse Genres as worked by Bakhtin and his circle (2003) are brought about as theoretical background of this proposal. Far from reaching exhaustive conclusions, this study points out some fruitful results obtained by the authors/researchers in the application of a pilot project involving translation practice and the theoretical referential of the discursive studies.

Keywords: translation, practice, dialogism, discursive studies

 

Literatura Citada

BAKER, M. In Other Words – A coursebook on Translation. London and New York: Routledge, 1992.

BAKHTIN, M. Estética da Criação Verbal. São Paulo: Martins Fontes, 1979/2003.

GORDON, T. Saussure for Beginners. New York: Writers and Reader Publishing Inc., 1996.

MAINGUENEAU, D. Análise de textos de Comunicação. Tradutores: Cecília P. de Souza e Silva e Décio Rocha. São Paulo: Cortez, 2001.

MAINGUENEAU, D. Novas tendências em análise do discurso. Tradução: Freda Indursky. Campinas, SP: Pontes - Editora da Universidade Estadual de Campinas, 1997, 3ª edição.

PFLIGEER, S. Software Engeneering – Theory and Practice. New Jersey: Prentice Hall, 1998.