Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

Mídia e (I) Responsabilidade Cultural

DOI: http://dx.doi.org/10.15603/1982-8993/ml.v2n2p71-79

https://www.metodista.br/revistas/revistas-ims/index.php/ML/index 

downloadpdf

Olga A. N. Loyola1

 

Resumo: O artigo examina a ação de algumas mídias e sua contribuição para a alienação enquanto despolitização da realidade. Discute a negligência na formação humanística das novas gerações em favor de uma formação tecno-cientificista e o conseqüente prejuízo da cultura. Considera que o tempo presente parece ignorar que educação e cultura são inseparáveis – que não existe cultura sem educação, nem educação sem uma cultura que a apoie. Essa prática tem originado uma pseudocultura cada vez mais hegemônica. Descreve a participação de alguns setores da mídia nesse processo de deformação de nossas crianças e jovens, verdadeira prática de irresponsabilidade cultural em que o baixo nível, mais do que tolerado, é positivado; elevado à categoria de estilo de vida. Essa incultura epidêmica – e a ausência de desafios à inteligência são projetadas e introjetadas como valores éticos e estéticos que promovem a infantilização, a banalização da realidade e a valorização do inútil.

Palavras-chave: mídia, infantilização, cidadania, responsabilidade cultural.

 

Abstract: This paper examines the action of some media types and their contribution to alienate as they depolitize reality. It discusses the negligence laid on humanistic education of young generations by emphasizing a techno-scientificist education and the consequent damages for culture. The paper considers that present times seem to ignore that education and culture cannot be separated – there is no culture without education nor can there be education without culture as its basis. This practice has originated an ever more hegemonic pseudo-culture. It describes the part some media types play in this process which deforms our children and our young people, a true practice of cultural irresponsibility in which a low cultural level is not only tolerated but also positively reinforced, and raised to the level of a lifestyle. This epidemic lack of culture – the absence of challenges to intelligence - is projected and introjected as ethical and aesthetical values which promote infantilization, a banalization of reality and the valuation of uselessness.

Keywords: media, infantilization, citizenship, cultural responsibility

 

1 Bacharel e Licenciada em Filosofia, doutora em Filosofia e Educação pela Universidade de São Paulo (USP). Professora de Filosofia e Filosofia do Direito no UNIFIEO

 

Literatura Citada

DELEUZE, Gilles. Os intercessores. L’Autre Journal, n. 8, outubro de 1985, entrevista a Antoine Dulaure e Claire Parnet. In Conversações. Tradução de Peter Pál Pelbart. Rio de Janeiro: 34, 1996.

DELEUZE, Gilles. O abecedário de Gilles Deleuze. <http://www.oestrangeiro.net> Por Bernardo Rieux. 06 de agosto de 2005. Acesso em 02 set. 2007.

FOUCAULT, Michel. História da Sexualidade I: A vontade de saber. Tradução de Maria Thereza a Costa Albuquerque e J.A. Guilhon Albuquerque. 2. ed. Rio de Janeiro: Graal, 1979.

JONAS, Hans. O princípio responsabilidade: Ensaio de uma ética para a civilização tecnológica. Tradução de Marijane Lisboa e Luiz Barros Montez. Rio de Janeiro: Contraponto/PUC Rio, 2006.

LARROSA, Jorge. Pedagogia Profana: Danças, piruetas e mascaradas. Tradução de Alfredo Veiga-Neto. 4. ed. Belo Horizonte: Autêntica, 2003.

LEOPOLDO E SILVA, Franklin. O conceito de ‘formação’. In O Sentido Formativo das Humanidades. Grupo de Estudos sobre Temas Atuais da Educação do Instituto de Estudos Avançados da Universidade de São Paulo. <http://www.iea.usp.br/iea/online/index.html>. Acesso em 27 nov. 2008.

NIETZSCHE, Friedrich. Além do bem e do mal: Prelúdio a uma filosofia do futuro [1886]. Tradução de Paulo César de Souza. São Paulo: Companhia de Bolso, 2007.

RIBEIRO, Renato Janine. O pobre reino do consenso comum. 20 dez. 1997. <http://www.observatoriodaimprensa.com.br/artigos>. Acessado em 28 set. 2009.

WEBER, Max. A política como vocação. In: Ciência e Política: Duas vocações. Tradução de Leonidas Hegenberg e Octany Silveira da Mota. 12. ed. São Paulo: Cultrix, 2004.