Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

Indicativos para a Formação Continuada de Professores Incentivadora da Apropriação das Tecnologias

DOI: http://dx.doi.org/10.15603/1982-8993/ml.v4n1p99-114

https://www.metodista.br/revistas/revistas-ims/index.php/ML/index 

downloadpdf

Eloiza S. G. Oliveira1

 

Resumo: O presente artigo tem como tema central a formação continuada docente como promotora da integração das tecnologias de informação e comunicação (TIC) no cotidiano dos processos de ensino e aprendizagem. Traz alguns resultados de uma pesquisa realizada com professores de matemática do Ensino Médio. Ao final apresenta três afirmativas que resumem indicativos importantes para o aprimoramento das iniciativas de formação continuada que realmente preparem os docentes para o uso das TIC: é necessário formar professores que tenham em seu perfil o apreço pela inovação; para não apenas informatizar os alunos, mas educá-los verdadeiramente, o professor precisa aprender a conjugar o moderno e o tradicional; e é necessário preparar o professor, ao mesmo tempo, para o uso das TIC, para as ações de mediação e para a interação ativa com os alunos.

Palavras-chave: Formação continuada de professores; Educação a Distância; tecnologias de Informação e Comunicação. Aprendizagem; Ensino e aprendizagem

 

Abstract: This article focuses on training teachers in promoting the integration of information and communication technology (ICT) in teaching and learning. Presents the results of research with teachers of mathematics at a secondary school. At the end presents three important indications for the improvement of continuing education initiatives that really prepare teachers to use ICT: it is necessary to train teachers to take into account the profile of innovation; to make not only the computerization students, but to educate, the teacher must learn to combine modern and traditional; and it is necessary to train teachers, while for the use of ICTs and the mediation efforts and active interaction with students.

Keywords: Teacher’s training; Distance education; Information and Communication Technology; Learning; Teaching and Learning

 

1 Doutora em Educação. Professora do Programa de Pós-Graduação em Políticas Públicas e Formação Humana da Universidade do Estado do Rio de Janeiro. Diretora do Campus Virtual da UERJ (e-UERJ)

 

Literatura Citada

CANDAU, Vera Maria. Magistério: construção cotidiana. Rio de Janeiro: Vozes, 2001.

COUILLARD, P. Stratégies gagnantes pour intégrer les TIC. Quebec, 2004. Disponível em <http://recitmst.qc.ca/maths/Strategies-gagnantes-pour-integrer>. Acessado em 26/01/2011.

ECO, Umberto. Apocalípticos e Integrados. São Paulo: Perspectiva, 2001.

ECO, Umberto. From Internet to Gutenberg. Palestra apresentada na Italian Academy for Advanced Studies in America em 12 de novembro de 2006. Disponível em <http://www.hf.ntnu.no/anv/Finnbo/tekster/Eco/Internet.htm>. Acessado em 26/01/2011.

GATTI, Bernardete A. Formação continuada de Professores: a questão psicossocial. Cadernos de Pesquisa - Fundação Carlos Chagas. N. 119, p. 191-204, julho/ 2003.

JONASSEN, D. (1996), Using Mindtools to Develop Critical Thinking and Foster Collaboration in Schools, in JONASSEN, D. Computers in the Classroom: Mind tools for criticalthinking. OH: Merrill/ Prentice Hall, Columbus, 1996, pp. 23-40.

LAWSON, T.; COMBER, C. Introducing information and communication technologies into schools: the blurring of boundaries. British Journal of Sociology of Education. V. 21, n. 3, 2000, p. 419-433. https://doi.org/10.1080/713655356

LÉVY, Pierre. As tecnologias da inteligência: o futuro do pensamento na era da informática. Rio de Janeiro: Ed. 34, 1993.

LÉVY, Pierre. Cibercultura. São Paulo: Ed. 34, 1999.

LIBÂNEO, José Carlos. Adeus professor, adeus professora? Novas exigências educativas e profissão docente. São Paulo: Cortez, 2002.

LIBÂNEO, José Carlos. As mudanças na sociedade, a reconfiguração da profissão de professor e a emergência de novos temas na Didática. Anais II do IX ENDIPE. V. 1/1. Águas de Lindóia. São Paulo, 1998.

MELLO, Guiomar. N. Magistério de 1 ° grau: da competência técnica ao compromisso político. São Paulo: Cortez/Autores Associados, 1982.

MERCADO, L. P. L. Formação continuada de professores e novas tecnologias. Maceió: Edufal, 1999.

OLIVEIRA, Marta Kohl de. VYGOTSKY aprendizado e desenvolvimento: um processo sóciohistórico. São Paulo. Scipione. 1993.

Paiva , J., Paiva , J. C. & Fiolhais , C. Uso das Tecnologias de Informação e Comunicação pelos professores portugueses. Comunicação apresentada no Congresso Iberoamericano de Informática Educativa (RIBIE). Vigo, Espanha, 2002. Disponível em <http://www.jcpaiva.net/getfile.php?cwd=curriculum/09Publicacoes/0905ArtigosConfIntern/090506Usoticprofport&f=da899>. Acessado em 26/01/2011.

PERALTA, Helena; COSTA, Fernando A. Competência e confiança dos professores no uso das TIC. Síntese de um estudo internacional. Sísifo – Revista de Ciências da Educação. Nº 3, mai-ago 2007, pp. 77-86. Disponível em <http://sisifo.fpce.ul.pt/?r=11&p=77>. Acessado em 26/01/2011.

PRETTO, Nelson L. Uma Escola com/sem futuro. Campinas: Papirus, 1996.

SANDHOLTZ, J.; RINGSTAFF, C.; DWYER, D. Ensinando com Tecnologia: criando salas de aula centradas nos alunos. Porto Alegre: Artes Médicas, 1997.

VALENTE, J. A; ALMEIDA, F. J. de. Visão analítica da Informática na Educação no Brasil: a questão da formação do professor. Revista Brasileira de Informática na Educação, n.1, 1997, pp. 01-28.