Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

Direito e Emancipação Humana

DOI: http://dx.doi.org/10.15603/2176-1094/rcd.v2n2p170-192

https://www.metodista.br/revistas/revistas-ims/index.php/RFD/index 

downloadpdf

Mauro L. Iasi1

 

Resumo: O artigo trata da relação entre o conceito de emancipação humana e o Direito. Partindo do pressuposto que as formas jurídicas estão em profunda vinculação com as formas societárias das quais fazem parte, reflete-se sobre como o caráter estranhado das relações que constituem a base da sociedade capitalista, determinam igualmente um estranhamento (alienação) no próprio Direito. Analisando o papel do Direito no processo e emancipação política, reflete-se sobre as condições de uma emancipação humana e as transformações que daí resultam sobre o fenômeno jurídico e o Estado.

Palavras-chave: emancipação política, emancipação humana, direito e Estado.

 

Abstract: The article deals with the relation enters the concept of emancipation human being and the Right. Leaving of the estimated one that the legal forms are in deep entailing with the society forms of which are part, it is reflected on as car to áter found odd of the relations that constitute the base of the capitalist society, they equally determine a strangely (alienation) in the proper Right. Analyzing the paper of the Right in the process and emancipation politics, human being reflects itself on the conditions of an emancipation and the transformations that from there result on the legal phenomenon and the State.

Key words: emancipation politics, emancipation human being, right and State.

 

1 Doutor em Sociologia pela Universidade de São Paulo – USP. Mestre em Sociologia pela Universidade de São Paulo – USP. Especialista em Psicologia Social pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo – PUC/SP. Professor de Sociologia Geral da Faculdade de Direito da Universidade Metodista de São Paulo – UMESP. Professor Titular de Ciência Política da Faculdade de Direito de São Bernardo. Sociólogo. Historiador.

 

Literatura Citada

ADORNO, T. e HORKHEIMER, M. Dialética do Esclarecimento. Rio de Janeiro: Zahar, 1997.

ARISTÓTELES. A Política. São Paulo: Martins Fontes, 1998.

BOBBIO N. Qual Socialismo? (discussão de uma alternativa). Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1987.

EAGLETON, T. As ilusões do pós-modernismo. Rio de Janeiro: Zahar, 1998. Elias, N. A Sociedade dos Indivíduos. Rio de Janeiro: Zahar,1996.

FEUERBACH, L. A essência do cristianismo. São Paulo: Papirus, 1997.

FOUCAULT, M. Nietzsche, a genealogia e a história. In:______ Microfísica do Poder. Rio de Janeiro: Graal, 1982.

FOUCAULT, M. As palavras e as coisas, São Paulo: Martins Fontes, 1995.

IASI, M. O Dilema de Hamlet (uma reflexão sobre consciência e consciência de classe na sociologia clássica), dissertação de mestrado defendida pela FFLCH da USP, 2000.

KANT, I. Idéia de uma história universal de um ponto de vista cosmopolita. São Paulo: Brasiliense, 1986.

KANT. I. Respostasta à pergunta: o que é “Esclarecimento”?. In:______ Textos Seletos, 2. ed. Petrópolis: Vozes, 1985.

MARX e ENGELS. A Ideologia Alemã. Lisboa: Editorial Presença, 1976. v. I.

MARX, K. A questão judaica. In:_____ Manuscritos econômicos e filosóficos. Lisboa: Edições 70, 1993.

MARX, K. Contribuição à crítica da filosofia do direito de Hegel. In:_______ Manuscritos... Lisboa: Edições 70, 1993.

MARX, K. O Capital. Rio de Janeiro, Civilização Brasileira, (1867) s/d.

MARX, K. Crítica ao Programa de Gotha (1875). In:____ Obras Escolhidas. São Paulo: Alfa Ômega, s/d.

MÉSZÁROS, I. Beyond Capital (Towrds a Teory of Transition). Merlin Press: London, 1995.

ZIZEK, S. El espinoso sujeto (el centro ausente de la ontologia política). Buenos Aires/Barcelona: Paidós, 2001.