Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

Formas de Fazer Jornal: História das Práticas e Processos Jornalísticos

DOI: http://dx.doi.org/10.15603/2176-0934/aum.v13n13p55-70

https://www.metodista.br/revistas/revistas-ims/index.php/AUM/index 

downloadpdf

Marialva C. Barbosa1

 

Resumo: Privilegiando o olhar sobre algumas práticas e processos jornalísticos da imprensa brasileira nos séculos XIX e XX, o texto procura refletir sobre a historicidade do jornalismo à luz de transformações e permanências nas formas de fazer jornal. Inicialmente, aborda momentos privilegiados dessa imprensa no século XIX, para abrir o olhar interpretativo à instauração definitiva dos jornais na cena pública brasileira no século XX.

Palavras-chave: Imprensa brasileira – Transformações e permanências – Séculos XIX e XX.

 

Abstract: Focusing on particular journalistic practices and processes taking place in the Brazilian press during the 19th and 20th centuries, the text reflects over the historicity of journalism taking into account the transformations as well as the continuities in the ways of making a newspaper. First, it broaches privileged moments of the 19th century press and then opens an interpretative discussion about the definitive instauration of papers in the Brazilian public scene of the 20th century.

Key words: Brazilian press – Transformations and continuities – 19th and 20th centuries.

 

1 Professora do Programa de Pós-Graduação em Comunicação e Linguagens da Universidade Tuiuti do Paraná (UTP) e professora titular aposentada da Universidade Federal Fluminense (UFF). Doutora em História, com pós-doutorado em Comunicação pelo CNRS/Laios (Paris, França). Pesquisadora do CNPq e da Faperj. Diretora científica da Intercom e presidente da Associação Brasileira de Pesquisadores de História da Mídia (Alcar).

 

Literatura Citada

BARBOSA, Marialva. História Cultural da Imprensa: Brasil – 1800-1900. Rio de Janeiro: Mauad X, 2010.

BARBOSA, Marialva. História cultural da imprensa: Brasil – 1900-2000. Rio de Janeiro: Mauad X, 2007.

CHARTIER, Roger. As revoluções da leitura no Ocidente. In: ABREU, Márcia (Org.). Leitura, história e história da leitura. Campinas/São Paulo: Mercado das Letras/Associação da Leitura no Brasil/Fapesp, 1999.

LIMA, Ivana Stolze. Cabra gente brasileira do gentio da Guiné: imprensa, política e identidade no Rio de Janeiro (1831-1833). In: NEVES, Lúcia Maria Bastos P.; MOREL, Marco; FERREIRA, Tania Maria Bessone da C. História e imprensa: representações culturais e práticas de poder. Rio de Janeiro: DP&A/ Faperj, 2006.

LIMA, Ivana Stolze. Pasquins e cidadania no processo regencial. In: LUSTOSA, Isabel. Imprensa, história e literatura. Rio de Janeiro: Casa de Rui Barbosa, 2008.

LUSTOSA, Isabel. Insultos impressos: a guerra dos jornalistas na independência (1821-1823). São Paulo: Companhia das Letras, 2000.

MOREL, Marco; BARROS, Mariana G. M. de. Palavra, imagem e poder: o surgimento da imprensa no Brasil do século XIX. Rio de Janeiro: DP&A, 2003.

RIBEIRO, Ana Paula Goulart. Imprensa e história no Rio de Janeiro dos anos 50. Rio de Janeiro: Epapers, 2006.

SILVA, M. B. N da. A primeira gazeta da Bahia: Idade d’Ouro do Brasil. São Paulo: Cultrix, 1978. (2. ed. Salvador: UFBA, 2005).