Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

A Evolução das Publicações em Jornalismo Empresarial para o Jornalismo em Empresas

DOI: http://dx.doi.org/10.15603/2176-0934/aum.v13n13p127-144

https://www.metodista.br/revistas/revistas-ims/index.php/AUM/index 

downloadpdf

Paulo Nassar1

 

Resumo: As publicações empresariais no Brasil ainda não se firmaram como produção jornalística. A falta de autonomia editorial dessas publicações, em relação aos interesses de áreas como relações públicas, recursos humanos e marketing, entre outras, produzem um jornalismo acrítico diante das grandes mudanças e desafios de nossa época, o que não contribui para a geração de valor organizacional em seus inúmeros aspectos.

Palavras-chave: Jornalismo empresarial − Jornalismo em empresas − Comunicação empresarial − Relações públicas e administração

 

Abstract: Corporate publications in Brazil have not yet consolidated themselves as a journalistic production. The lack of editorial autonomy of these publications, in relation to the interests of areas like public relations, human resources, and marketing, among others, produce an uncritical journalism in the face of great changes and challenges of our time, which does not contribute for the generation of organizational value in its countless aspects.

Key words: Corporate journalism – Journalism in companies – Corporate communication – Public relations and management

 

1 Jornalista, mestre e doutor em Ciências da Comunicação pela Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo, é coordenador do curso de Relações Públicas da Escola de Comunicações e Artes e professor doutor do Programa de Graduação e Pós-Graduação Stricto Sensu da Universidade de São Paulo (ECA-USP). É diretor-geral da Associação Brasileira de Comunicação Empresarial (Aberje) e autor dos livros O que é comunicação empresarial (editora Brasiliense), A comunicação da pequena empresa (editora Globo), Tudo é comunicação (Lazuli Editora), Relações públicas na construção da responsabilidade histórica e no resgate da memória institucional das organizações (Difusão) e Comunicação todo dia (Lazuli Editora). É colunista das revistas Reserva Cultural e MSG, do site Terra Magazine e diretor editorial da revista Comunicação Empresarial da Aberje.

 

Literatura Citada

ANDRADE, Cândido Teobaldo de Souza. Para entender relações públicas. [1963] São Paulo: Biblos, 1965.

ANDRADE, Cândido Teobaldo de Souza. Curso de relações públicas. São Paulo: Atlas, 1986.

ANDRADE, Cândido Teobaldo de Souza. Para entender relações públicas. 4. ed. São Paulo: Loyola, 1993.

BUENO, Wilson da Costa. Mitos e motes do house-organ no Brasil. In. CONGRESSO BRASILEIRO DE COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL, São Paulo, 1999.

CASTELLS, Manuel. A sociedade em rede. São Paulo: Paz e Terra, 1999.

DI FELICE, Massimo. Paisagens pós-urbanas: o fim da experiência urbana e as formas comunicativas do habitar. 1. ed. São Paulo: Annablume, 2009.

DRUCKER, Peter. Desafios gerenciais para o século XXI. São Paulo: Futura, 1999.

DUPAS, Gilberto. Atores e poderes na nova ordem global: assimetrias, instabilidades e imperativos de legitimação. São Paulo: Unesp, 2005.

FORTES, Waldyr G. Transmarketing: estratégias avançadas de relações públicas no campo do marketing. São Paulo: Summus, 1999.

FRANÇA, Fábio. Públicos: como identificá-los em uma nova visão estratégica. São Caetano do Sul: Yendis, 2004.

FREEMAN, Edward R. Strategic management: a Stakeholder approach. London: Pitman, 1984.

GORZ, A. O imaterial: conhecimento, valor e capital. São Paulo: Annablume, 2005.

HALLIDAY, Tereza Lúcia. Comunicação e organizações no processo de desenvolvimento: a função informativa das técnicas. Petrópolis: Vozes, 1975.

HALLIDAY, Tereza Lúcia. A retórica das multinacionais. São Paulo: Summus, 1987.

HABERMAS, Jürgen. Mudança estrutural da esfera pública: investigações quanto a uma categoria da sociedade burguesa. Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro, 1984.

KUNSCH, Margarida M. Krohling. Relações públicas e modernidade: novos paradigmas na comunicação organizacional. São Paulo: Summus, 1997.

KUHN, T. A estrutura das revoluções científicas. São Paulo: Perspectiva, 1980.

LUCHETTI, Nilo. Parto natural. Revista Comunicação Empresarial, São Paulo, Aberje, n. 25, 1973.

LUCHETTI, Nilo. O valor intrínseco e sociológico do intercâmbio racional entre publicações empresariais. Águas de São Pedro: Aberje, 1975.

NASSAR, Paulo; FIGUEIREDO, Rubens. O que é comunicação empresarial. São Paulo: Brasiliense, 1995.

NASSAR, Paulo; JANINE RIBEIRO, Renato; GUTTILLA, Rodolfo Witzig. A comunicação organizacional frente ao seu tempo: missão, visão e valores Aberje. São Paulo: Aberje, 2007.

NASSAR, Paulo. Comunicação e organizações brasileiras nos anos 1970. 2001. Dissertação (Mestrado em Ciências da Comunicação) − Escola de Comunicações e Artes, Universidade de São Paulo, São Paulo.

NASSAR, Paulo. O engano de travestir releases. Terra Magazine, 07 jul. 2007. Disponível em: <http://www.mx.terra.com/tecnologia/interna/0,,OI1740880-EI6786,00.html> Acesso em: 20 mai. 2010.

NASSAR, Paulo. Relações públicas na construção da responsabilidade histórica e no resgate da memória institucional das organizações. São Caetano do Sul: Difusão, 2008.

NASSAR, Paulo. Uma evolução da comunicação organizacional brasileira no contexto da Administração. In: MARCHIORI, Marlene. Comunicação e organização: reflexões, processos e práticas. São Caetano do Sul: Difusão, 2010.

PERUZZO, Cicília Maria Krohling. Relações Públicas no modo de produção capitalista. 2. ed. São Paulo: Summus, 1986.

RODELLA, Cibele Abdo. Imagem fotográfica em assessoria de imprensa da Prefeitura Municipal de Maringá. 2010. Dissertação (Mestrado em Comunicação) – Universidade Estadual de Londrina, Londrina.

SIMÕES, Roberto José Porto. Relações Públicas: função política. São Paulo: Summus, 1995.

SÓLIO, Marlene Branca. Jornalismo organizacional: produção e recepção. Caxias do Sul: EDUCS, 2008.

TORQUATO, Gaudêncio. Jornalismo empresarial: teoria e prática. São Paulo: Summus, 1984. Tragtenberg , Maurício. Administração, poder e ideologia. São Paulo: Moraes, 1980.

WEY, Hebe. O processo de relações públicas. São Paulo: Summus, 1986.