Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

Análise do Índice da Cobertura Vegetal em Áreas Urbanas: Estudo de Caso da Cidade de Belém-PA

DOI: http://dx.doi.org/10.17552/2358-7040/bag.n1v1p43-57

http://boletimamazonicodegeografia.ufpa.br/index.php/revista 

downloadpdf

Luziane M. Luz1 & Jose E. C. Rodrigues2

 

Resumo: A valorização da cobertura vegetal urbana nas cidades brasileiras vem ocorrendo nas ultimas décadas, em função da redução e pressão que essas áreas sofrem frente ao crescimento vertical e horizontal das cidades. Na cidade de Belém, a produção desigual do espaço urbano tem gerado grandes perdas na cobertura vegetal, as áreas verdes localizadas na área urbana consolidada estão diminuindo em função do processo de verticalização acentuado nas ultimas décadas. As alterações da qualidade ambiental urbana de Belém podem ser constatadas na expansão horizontal da cidade com o aumento das áreas construídas, pavimentação asfáltica, crescimento da verticalização na área central, aumento da frota de veículos com congestionamento das vias públicas, poluição do ar, poluição sonora e retração da vegetação urbana. Para o mapeamento da cobertura vegetal dos distritos de Belém foi empregado o ICVAU - índice de cobertura vegetal em áreas urbanas. Para obtenção desse índice foi necessário o mapeamento de toda cobertura vegetal de um bairro ou distrito e posterior quantificação em m2. O índice de cobertura vegetal em áreas urbanas para a totalidade na área mapeada ficou em torno de 37% para o ano de 2006. No entanto, o estudo detalhado do ICVAU tendo como recorte espacial os distritos urbanos, mostrou que a distribuição espacial da cobertura vegetal é bastante desigual.

Palavras-chave: Áreas Verdes, Índice de Cobertura Vegetal, Áreas Urbanas.

 

Abstract: The valuation of urban vegetation in Brazilian cities has been occurring in recent decades, due to lower pressure and that these areas suffer against vertical and horizontal growth of cities. In the Belém city, the uneven production of urban space has generated big losses in vegetation cover, the green areas in the consolidated urban area are decreasing due to the sharp vertical integration process in recent decades. Changes of urban environmental quality of Belém can be found in horizontal expansion of the city with the increase in built-up areas, paving, growing vertical in the central area, increasing the vehicle fleet with congestion of roads, air pollution, noise pollution and retraction of urban vegetation. For vegetation mapping of the districts of Belém was employed ICVAU - index of vegetation cover in urban areas. To obtain this index was necessary to map all vegetation cover of a neighborhood or district and quantification in m2. The index of vegetation cover in urban areas for the entire mapped area was around 37% for the year 2006, however, the detailed study of the spatial area as having ICVAU urban districts, showed that the spatial distribution of vegetation cover is quite uneven.

Key words: Green Areas, Index of Vegetation Cover, Urban Areas

 

Literatura Citada

AIROZA, L. O. V. Cidade das Mangueiras: aclimatação da mangueira e arborização dos logradouros belenenses (1616-1911). Programa de Pós-Graduação em Historia Social da Amazônia. Belém: UFPA, 2008.

ALVAREZ, I. A. Qualidade do espaço verde urbano: uma proposta de índice de avaliação. Piracicaba: ESALQ/USP, 2004. (Tese de Doutorado)

BRASIL, H. M, S. Caracterização da arborização urbana: o caso de Belém. Belém: FCAP/ SDI, 1995.

CORREA, N. B.; COSTA, S. V. Qualidade ambiental em áreas de expansão urbana: um estudo de caso sobre a perda da cobertura vegetal do bairro Parque Verde – Belém/PA. Belém: IFPA, 2009.

FERREIRA, I. L. & GONTIJO, B. M. 2005. Um histórico verde: a retração da vegetação remanescente no município de Belo Horizonte. In: SIMPOSIO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA FISICA APLICADA, 11. São Paulo. Departamento de Geografia. FFCH/USP. IBGE. 2010

JIM, C. Y. 1989. Tree Canopy Characteristics and Urban Development in Hong Kong. In: The Geographical Review. V. 79. http://dx.doi.org/10.2307/215527

LOMBARDO, M. A. 1985. Ilhas de Calor nas Metrópoles: o exemplo de São Paulo. São Paulo: Hucitec. 224p.

LUZ, L.M.; RODRIGUES, J.E.C. Avaliação da Qualidade Ambiental Urbana do Município de Belém/PA com base na dinâmica espacial da cobertura vegetal. Anais IV Seminário Latino Americano de Geografia Física. Universidade Estadual de Maringá, Paraná, 2006.

MACEDO, S. S.; SAKATA, F. G. Parques urbanos no Brasil. São Paulo: Edusp, 2002.

NUCCI, J. C. & CAVALHEIRO, F. 1999. Cobertura Vegetal em Áreas Urbanas – conceito e método. GEOUSP. n. 6, São Paulo: Departamento de Geografia/USP. p 29-36.

RODRIGUES, E. B. Os desafios da metrópole: reflexões sobre desenvolvimento para Belém. Belém: NAEA/UFPA, 2000.

SARGES, M. N. Belém: riquezas produzindo a belle-époque (1870-1912). Belém: Pakatatu, 2002.

SANTOS, A. R. P. O adensamento urbano e perda da cobertura vegetal do bairro do Marco Belém-PA. Belém: FGC/UFPA, 2010.

TRINDADE JR, S. C. A cidade dispersa: os novos espaços de assentamentos em Belém e a reestruturação metropolitana. São Paulo: Departamento de Geografia . FFLCH/USP, 1998. (Tese de Doutorado em Geografia Humana).

VENTURA, T. B. & FAVERO, O. A. 2005. Estudo da cobertura vegetal dos bairros de Alphaville e Tamboré – Santana de Parnaíba/SP. In: SIMPOSIO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA FÍSICA APLICADA, 11. São Paulo. CD-ROOM. Departamento de Geografia/USP. p 784-797.