Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

A Educação Brasileira e o Projeto Nacional: Debates Sobre o Espaço Agrário, Educação do Campo e Políticas Públicas

DOI: http://dx.doi.org/10.17552/2358-7040/bag.n1v1p124-136

http://boletimamazonicodegeografia.ufpa.br/index.php/revista 

downloadpdf

Adolfo C. Oliveira Neto1

 

Resumo: O projeto Nacional, seja de desenvolvimento, seja de crescimento ou ainda seja de construção do bien vivir, leva em consideração a construção territorial do Brasil. Estes diferentes projetos, com destaque ao de crescimento que ainda hoje é hegemônico na sociedade, determina um papel ao espaço agrário. Papel este que é disputado por diferentes atores nas mais diversas perspectivas que vão desde a construção de uma base para a produção de commodities ao projeto de desenvolvimento popular de base camponesa. Esta perspectiva trouxe à tona a necessidade de lutar por uma educação que garantisse o respeito aos sujeitos do campo. É este movimento que buscaremos analisar brevemente. A forma como este debate veio sendo travado no decorrer do século vinte, em especial dos anos de 1960 para até o início dos anos 2000, os movimentos socioespaciais e socioterritoriais que pressionaram por novos projetos, suas reinvidicações no campo educacional, algumas políticas e as novas perspectivas para este movimento.

Palavras-chave: Educação do Campo; Espaço Agrário; Questão Agrária; Educação; Políticas Públicas.

 

Abstract: The national project is the development, whether it is growing or construction of “bien vivir”, takes into account the territorial construction of Brazil. These different projects, highlighting the growth that is still hegemonic in society, a role determines the agrarian space. That this role is played by different actors in diverse perspectives ranging from the construction of a base for the production of commodities in the design process of popular peasant base. This perspective brought to the fore the need to strive for an education that would guarantee respect for the subject field. It is this movement that seek to analyze briefly. The way this debate has been waged over the course of the twentieth century, especially the 1960s up to the early 2000s, the socio-spatial and socio-territorial movements that pressed for new projects, their vindication in the educational field, some policies and new prospects for this movement.

Key words: Field Education; Agrarian space; Agrarian Question; Education; Public Policy.

 

1 Geógrafo, pedagogo, mestre em Educação, doutorando em Geografia. Professor da Faculdade de Geografia e Cartografia, UFPA. e-mail: adolfoneto@ufpa.br

 

Literatura Citada

BELLUZZO, Luiz. Um Novo Estado Desenvolvimentista? In Le monde diplomatique Brasil. n. 27, p. 04-05. Outubro. 2009.

CORDEIRO, Georgina. O PRONERA no Contexto Atual. (versão eletrônica) disponível em: http://www.mst.org.br/node/6978 acessado em julho de 2009.

FERNANDES, B.; CERIOLI, P.; CALDART, R. Primeira Conferência Nacional Por Uma Educação Básica do Campo: texto preparatório. In. ARROYO, M.; CALDART, R.; MOLINA, M. (orgs.). Por uma educação do campo. Petrópoles, RJ: VOZES, 2004.

FERNANDES, Florestan. A Concretização da Revolução Burguesa. In IANNI, Otávio (org.). Florestan Fernandes: sociologia crítica e militante. São Paulo: EXPRESSÃO POPULAR, 2004.

MAESTRI, Mário. A Aldeia Ausente: índios, caboclos, cativos, moradores e imigrantes na formação da classe camponesa brasileira, In STEDILE, João (org.) A questão agrária no Brasil: o debate na esquerda 1960 – 1980. São Paulo: EXPRESSÃO POPULAR, 2005.

MENDONÇA, Sônia. A Classe Dominante Agrária: natureza e comportamento 1964 – 1990. In STEDILE, João (org.). A questão agrária no Brasil: a classe dominante agrária - natureza e comportamento 1964 – 1990. São Paulo: EXPRESSÃO POPULAR, 2006.

MST. Programa de Reforma Agrária do MST – 1984. In STEDILE, João (org.). a questão agrária no brasil: programas de reforma agrária 1946 – 2003. São Paulo: EXPRESSÃO POPULAR, 2005.

MST, Manifesto das Educadoras e dos Educadores da Reforma Agrária ao Povo Brasileiro, I ENERA, 1997. In ARROYO, M.; CALDART, R.; MOLINA, M. (org.). Por uma educação básica do campo. Petrópoles, RJ: VOZES, 2004.

PRADO JUNIOR, Caio. A revolução brasileira. São Paulo: BRASILIENSE, 2004.

SOUZA, Francilane. Da luta pela terra à luta pela educação do campo. Boletim DATALUTA. NERA, UNESP. Dispinível em: http://www4.fct.unesp.br/nera/boletimdataluta/boletim_dataluta_04_2009.pdf Acessado em agosto de 2009.