Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

O WebGis como Ferramenta no Processo de Ensino-Aprendizagem de Geografia e Cartografia

DOI: http://dx.doi.org/10.17551/2358-1778/geoamazonia.n1v2p19-32

http://www.geoamazonia.net/index.php/revista 

downloadpdf

Christian N. da Silva1

 

Resumo: O uso de ferramentas cartográficas (ou geoinformacionais) serão objeto de análise neste artigo, em que buscamos propiciar aos leitores o entendimento da facilidade em elaborar, ler e entender, produtos cartográficos de forma rápida; com informações de espaços próximos ou distantes, com a comodidade de se manusear as informações espacializadas de diversos lugares do globo, muitas vezes, sem sair de um escritório. Nesse sentido, procuramos discutir sobre a importância dos chamados WebGis na elaboração de produtos cartográficos onde, não apenas o geógrafo, mas diversos outros profissionais podem se beneficiar desse tipo de “geotecnologia”. É importante observarmos que esse tipo de ferramenta vem se popularizando nos últimos anos, e a tendência que se mostra é que essa tecnologia deverá ser difundida cada vez mais, tanto no setor público, quanto no privado. Assim, pelo objeto de trabalho onde as geotecnologias são aplicadas, o espaço geográfico, a vastidão de trabalhos disponíveis aos profissionais que utilizam mapas, por exemplo, mostra-se quase ilimitada, como se observa na elaboração de um WebGis direcionados à área educacional, ordenamento territorial urbano, saúde, análises demográficas, entre outros, o que mostra a diversidade das aplicações dessa importante ferramenta.

Palavras-chave: Cartografia, Produtos Cartográficos, Geotecnologias, WebGis.

 

Abstract: The use of cartographic tools (or geoinformations) will be analyzed in this article, we seek to provide readers an understanding of the facility to prepare, read and understand, cartographic products, with information spaces near and far, with the convenience from different places of the globe, often without leaving an office. Accordingly, we discuss the importance of called WebGis in developing cartographic products which not only the geographer, but many other professionals can benefit from this type of "geotechnology". It is important to observe that this type of tool has become more popular in the last years and the trend that shows is that this technology will be increasingly widespread, both in the public sector and the private. Thus, the object of work where the geotechnologies apply, the geographic space, the vastness of jobs available to professionals using maps, for example, seems almost unlimited, as seen in the development of a targeted area WebGis educational planning urban land, health, demographic analysis, among others, with a diversity of applications.

Key words: Cartography, Cartographic Products, Geotechnologies, WebGis.

 

1 Geógrafo, Doutor em Ecologia Aquática e Pesca. Professor da Faculdade de Geografia e Cartografia da Universidade Federal do Pará (FGC/UFPA). Professor e Vice-coordenador do Programa de Pós -graduação em Geografia (PPGEO/UFPA). Coordenador do Laboratório de Análise da Informação Geográfica (LAIG/FGC/UFPA). Pesquisador do GAPTA/UFPA. e-mail: cnunes@ufpa.br.

 

Literatura Citada

ALMEIDA, R. D.; PASSINI, E. Y. O espaço geográfico: Ensino e representação. 12 ed. São Paulo: Contexto, 2002.

ANDRADE A. F; MEDINA S. da S. S. O uso de imagens de satélite do Google earth como recurso didático para o ensino de projeções de coberturas. In: Anais do Graphica 2007. VII International Conference on Graphics Engineering for Arts and Design e 18º Simposio Nacional de Geometria Descritiva e Desenho Técnico. Curitiba-Paraná, 2007.

BRITO, M. S. O uso de atlas e enciclopédias geográficas em CD-ROM no ensinoaprendizagem da geografia. Disponível em: http://www.cartografia.ime.eb.br/artigos/epq1.pdf. Acesso em: dezembro de 2011

COSME, António. Projeto em sistemas de informação geográfica. Lisboa: Lidel, 2012.

IMAGEM, ESRI – Official Distributor. Serviços de mapa do ArcGIS Online - Mapas prontos para uso em seus projetos GIS. Disponível em: http://imagem.ms1.marketingstudio.com/newsletterdezembro/sistemaarcgis/49a0d843-b85b-49be-a18f-340f8083d814.ashx?M=49a0d843-b85b-49be-a18f-340f8083d814. Acesso em: 07 de janeiro de 2012.

MOURA L. M. C; Uso de linguagem cartográfica no ensino de Geografia: Os mapas e Atlas digitais na sala de aula. Paraná, 2008. Disponível em: http://www.diaadiaeducacao.pr.gov.br/diaadia/diadia/arquivos/File/conteudo/artigos_teses/2010/Geografia/cartografia/uso_atlas_google.pdf. Acesso em: Dezembro de 2011.

PASSINI, E. Y. Alfabetização Cartográfica e o livro didático: uma análise crítica. Belo Horizonte: Ed. Lê, 1994.

SANTANA, S. A. Modelagem de comunicação em WebGis para a difusão de dados geográficos e promoção da análise espacial. Belo Horizonte: UFMG, 2009. (Dissertação de mestrado apresentada no Programa de Mestrado em Análise e Modelagem de Sistemas Ambientais).

SANTANA, S. A et al. O Uso do WEBGIS como Ferramenta de Gestão de um Município: Estudo de Caso de Lagoa Santa. In: Anais XIII Simpósio Brasileiro de Sensoriamento Remoto, Florianópolis, Brasil, 21-26 abril 2007, INPE, p. 5487-5489.

SAVIANI, D. Tendências e correntes da educação brasileira. In: DUMERVAL, T. (org.). Filosofia da educação brasileira. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1983.

SELBACH, S. Geografia e didática. Petrópolis, RJ: Vozes, 2010.

SILVA, A. P. A.; CHAVES, J. M. Utilização do Google Maps e Google Earth no ensino médio: estudo de caso no Colégio Estadual da Polícia Militar-Diva Portela em Feira de Santana-BA. In: Anais do XV Simpósio Brasileiro de Sensoriamento Remoto - SBSR, Curitiba, PR, Brasil, 30 de abril a 05 de maio de 2011, INPE, p. 3220 – 3226.

SCHIMIGUEL, J.; et al. Investigando Aspectos de Interação em Aplicações SIG na Web voltadas ao Domínio Agrícola. In: Anais do VI Simpósio sobre Fatores Humanos em Sistemas Computacionais — Mediando e Transformando o Cotidiano. Hotel Bourbon, Curitiba, 17 a 20 de outubro de 2004. UFPR, CEIHC—SBC.

VESENTINI, J. W. Geografia Crítica e Ensino. In: OLIVEIRA, A. U. (org.). Para onde vai o ensino da geografia? São Paulo: Contexto, 1984. p. 30-38. 5ª ed.