Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

Territórios, Territorialidades e Reordenamentos das Práticas Turísticas nas Praias de Rio da Orla Oeste de Mosqueiro, Belém/PA

DOI: http://dx.doi.org/10.17551/2358-1778/geoamazonia.n2v1p123-143

http://www.geoamazonia.net/index.php/revista 

downloadpdf

Willame O. Ribeiro1

 

Resumo: A Ilha de Mosqueiro, localizada ao norte da sede municipal de Belém, consiste no principal espaço turístico para a população belenense e tradicional espaço do turismo de segunda residência, principalmente as praias da orla oeste. Diante da realidade construída neste espaço a partir do aumento da acessibilidade e da consequente intensificação e diversificação das práticas turísticas, o objetivo da pesquisa consistiu em analisar o conflito entre territorialidades constituídas pelas práticas turísticas de segunda residência e excursionista nas praias da orla oeste de Mosqueiro e os reflexos no reordenamento territorial dessa localidade. Os resultados da pesquisa demonstram que a dinâmica de ordem/desordem do território turístico da orla oeste de Mosqueiro é fruto do conflito de territorialidades entre as práticas turísticas com vistas ao maior controle do espaço e à implementação de um ordenamento territorial mais adequado à natureza de sua respectiva prática. Os discursos adquirem grande importância na manifestação desse conflito, especialmente no que se refere aos turistas de segunda residência, que evidenciam forte intencionalidade nas ações. Os principais reordenamentos territoriais inerentes a esse conflito se materializam por meio de três planos principais: a territorialização da prática turística excursionista; a desterritorialização da prática turística de segunda residência; e o rearranjo territorial da prática turística de segunda residência.

Palavras-chave: Território, Turismo, Ilha de Mosqueiro.

 

Abstract: The Mosqueiro Island, located in the northern region of the municipal seat of Belém, is the main tourist area for people of Belém and a traditional tourism space as second home, especially the beaches of the west edge population. Faced with the reality constructed in this space from increased accessibility and consequent intensification and diversification of tourism practices, the research objective was to examine the conflict between territoriality made by practices of the second-home tourism and excursionist practices in the beaches of the Mosqueiro west edge, and also the reflections on territorial reorganization of that location. The research results show that the dynamics of order / disorder of the tourist area of west edge of Mosqueiro are the result of conflict between tourist territorialities practices aiming a greater control of space and the implementation of a more appropriate land use planning to the nature of their practice. The speeches acquire great importance in the manifestation of this conflict, especially with regard to second home tourists, which show strong intentionality in actions. The main territorial rearrangements inherent to this conflict materialize through three main planes: the territorialization of tourist excursionist practice; deterritorialization of tourist practice as second home; and territorial rearrangement of tourist practice as second home.

Keywords: Territory, Tourism, Mosqueiro Island

 

1 Geógrafo e Professor Assistente da Universidade do Estado do Pará - UEPA e Doutorando em Geografia – UNESP/Presidente Prudente. E-mail: willame.geo@gmail.com

 

Literatura Citada

ANDRADE, J. V. de. Turismo: fundamentos e dimensões. 2 ed. São Paulo: Ática, 1995.

BAUMAN, Z. O mal-estar da pós-modernidade. Rio de janeiro: Jorge Zahar Ed., 1998.

BOURDIEU, P. O poder simbólico. Rio de Janeiro: Bertrand, 2003.

BRANDÃO, E. J. C. Será que roubaram os encantos de Mosqueiro? O Liberal, 25 jul. 1999, p. 05.

BRUHNS, H. T. Turismo e lazer: viajando com personagens. In: SERRANO, C.; BRUHNS, H. T.; LUCHIARI, M. T. D. P. (Orgs.). Olhares contemporâneos sobre o turismo. 2 ed. Campinas: Papirus, 2001.

CAMPBELL, U. Mosqueiro quer os turistas de volta. O Liberal, Belém, 03 dez. 2000. Painel, p. 07.

DANIEL, C. Poder local no Brasil urbano. In: Espaço e debates, São Paulo: NERU, n. 24, 1988.

FERREIRA, A. B. de H. Miniaurélio Século XXI Escolar. 4 ed. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2001.

HAESBAERT, R. O mito da desterritorialização: do “fim dos territórios” à multiterritorialidade. Rio de Janeiro: Bertrand, 2004a.

HAESBAERT, R. Ordenamento territorial. In: Oficina para uma política nacional de ordenamento territorial. Brasília: MMI, 2004b.

KNAFOU, R. Turismo e território: por uma abordagem científica do turismo. In: Rodrigues, A. B. (Org.) Turismo e Geografia: reflexões teóricas e enfoques regionais. 2 ed. São Paulo: Hucitec, 1999.

MEIRA FILHO, A. Mosqueiro: ilhas e vilas. Belém: Grafisa, 1978.

MORIN, E. Ciência com consciência. 8 ed. Rio de Janeiro: Bertrand, 2005.

PREFEITURA MUNICIPAL DE BELÉM – PMB. Plano Diretor Urbano do Município de Belém. Belém: PMB, 1993.

RIBEIRO, W. de O. Ilha de Mosqueiro: sobre autonomia político-administrativa e desenvolvimento sócio-espacial. Belém: UFPA/DEGEO, 2005. (Trab de Conclusão de Curso)

SANTOS, M. A natureza do espaço: espaço e tempo; razão e emoção. 3ed. São Paulo Hucitec, 1999.

SEGURANÇA é o principal problema a ser resolvido no carnaval da Ilha. O Liberal. Cartaz, p. 8, 31 de jan. 2002.

SOUZA, M. L. de. O território: sobre espaço e poder, autonomia e desenvolvimento. In: CASTRO, I. E. de; GOMES, P. C. da C.; CORRÊA, R. L. (Orgs.). Geografia: conceitos e temas. Rio de Janeiro: Bertrand, 1995.

SOUZA, M. L. de. As drogas e a “questão urbana” no Brasil: a dinâmica sócio-espacial nas cidades brasileiras sob a influência do tráfico de tóxicos. In: CASTRO, I. E. de; GOMES, P. C. da C.; CORRÊA, R. L. (Orgs.). Brasil: questões atuais da reorganização do território. Rio de Janeiro: Bertrand, 1996.

SOUZA, M. L. de. A expulsão do paraíso: o “paradigma da complexidade” e o desenvolvimento sócio-espacial. In: CASTRO, I. E. de; GOMES, P. C. da C.; CORRÊA, R. L. (Orgs.). Explorações geográficas. Rio de Janeiro: Bertrand, 1997.

TULIK, O. Residências secundárias no Estado de São Paulo: identificação de centros emissores de demanda. In: LAGE, B. H. G.; MILONE, P. C. (Orgs.). Turismo: teoria e prática. São Paulo: Atlas, 2000.

URRY, J. O olhar do turista: lazer e viagem nas sociedades contemporâneas. São Paulo: Studio Nobel/ SESC, 1996.