Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

Impactos Ambientais da Exploração de Hidrocarbonetos Na Amazônia: Análise da Província Petrolífera de Urucu

DOI: http://dx.doi.org/10.17552/2358-7040/bag.v1n2p181-201

http://boletimamazonicodegeografia.ufpa.br/index.php/revista 

downloadpdf

Orleno M. da Silva Junior1 & Marco A. dos Santos2

 

Resumo: A exploração de hidrocarbonetos é potencialmente causadora de impactos ambientais sobre o ambiente em que se localiza. Explorar hidrocarbonetos em regiões de densa floresta equatorial e equalizar as atividades com a mitigação dos impactos é um desafio as empresas exploradoras. O presente trabalho faz uma análise dos impactos da exploração do polo de Urucu no município de Coari, estado do Amazonas. Durante o início das atividades do PPU não havia no Brasil um controle rígido sobre as empresas para a mitigação de impactos ambientais, apesar de já haver legislação vigente sobre o tema. Apesar de a PETROBRAS ter tomado uma séria de iniciativas para a mitigação desses impactos, mesmo assim eles ocorreram. Os maiores impactos podem ser associados à perda de cobertura vegetal para a viabilização das atividades ligadas ao empreendimento como sondagens, transporte, construção de edifícios e também impactos sobre os cursos d’água. Com relação aos impactos socioeconômicos observou-se a atração populacional e o aumento exponencial na arrecadação do município de Coari. Nota-se que o impacto do PPU ocorreu de maneira mais localizada principalmente devido ao isolamento do local em relação a grandes centros de atração populacional, não abertura de estradas e a posse da área de entorno do empreendimento pela empresa que age como fiscalizadora para impedir ocupações irregulares. Esse modelo de ocupação apesar de também possuir desvantagens, pode servir como exemplo para as futuras explorações de hidrocarbonetos na Amazônia e também para outras atividades que se localizem em locais com pouco ou nenhuma antropização.

Palavras-chave: Hidrocarbonetos; Impactos Ambientais; Amazônia; Medidas Mitigadoras.

 

Abstract: The exploitation of hydrocarbons is a potential cause of environmental impacts on the environment in which it is located. Explore hydrocarbons in dense equatorial forest regions and equalize the activities to the mitigation of impacts is challenging the exploration companies. The present study is an analysis of the Urucu polo exploitation of impacts in the city of Coari, Amazonas state. During the beginning of the PPU activities in Brazil there was strict control over companies to mitigate environmental impacts, although there are already existing laws on the subject. Despite PETROBRAS has taken a series of initiatives to mitigate these impacts, yet they occurred. The largest impacts may be associated with loss of vegetation cover for the viability of the activities related to the project as drilling, transportation, building and also impacts on waterways. Regarding the socio-economic impacts observed population attraction and the exponential increase in the collection in Coari county. Note that the impact of the PPU was more localized manner mainly due to the remoteness of the location in relation to major centers of population attraction, not opening roads and ownership of the project area surrounding the company acting as supervisor to prevent occupations irregular. This model of occupation despite also having disadvantages, can serve as an example for future hydrocarbon exploration in the Amazon and also for other activities that are located in areas with little or no human disturbance.

Keywords: Hydrocarbons, Environmental Impacts, Amazon, Mitigating Measures.

  

1 Doutorando em Planejamento Energético COPPE/UFRJ. E-mail: orleno@ppe.ufrj.br
2 Docente do Programa de Planejamento Energético COPPE/UFRJ. E-mail: aurelio@ppe.ufrj.br

 

Literatura Citada

AB'SABER, A. Amazônia: do discurso a praxis. ed. Edusp. São Paulo, 1996.

AGENCIA NACIONAL DO PETRÓLEO. Áreas oferecidas na 12ª Rodada de Licitações. Disponível em: <http://www.brasilrounds.gov.br/round_12/portugues_R12/areas_oferecidas.asp#>. Acesso em: 15/12/2013.

ALMEIDA, W.; SOUZA, N. A exploração petrolífera em Urucu (AM) e seus impactos ambientais na cobertura do solo. Informe Conjuntura & Informação. ANP. p.2-15. n.48. Brasília, 2010.

ALMEIDA, W.; SOUZA, N. Coari: petróleo e sustentabilidade – um exemplo amazônico. Desenvolvimento e Meio Ambiente, n. 17, p. 69-92, jan./jun. 2008. Editora UFPR.

ALMEIDA, W.S. Coari: petróleo e sustentabilidade. Tese de Doutorado em Desenvolvimento Sustentável. Centro de Desenvolvimento Sustentável, Universidade de Brasília. Brasília, 2005, 320 p.

BRASIL. Lei Complementar nº 140, de 8 de dezembro de 2011. Disponível em: < http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/lcp/Lcp140.htm>. Acesso em: 14/10/2013.

CÁUPER, G. C. B. A influência das atividades de exploração de petróleo e os impactos ambientais e socioeconômicos na cidade de Coari. Manaus, 2000, 148 p. Dissertação (Mestrado em Ciências Ambientais e Sustentabilidade na Amazônia) - Universidade Federal do Amazonas.

FINER M, JENKINS C, PIMM S, KEANE B, ROSS C. (2008). Oil and Gas Projects in the Western Amazon: Threats to Wilderness, Biodiversity, and Indigenous Peoples. Disponível em: < http://www.plosone.org/article/info%3Adoi%2F10.1371%2Fjournal.pone.0002932> Acesso em 09/11/2013.

FUMES, F. Curta análise de alguns impactos sociais e ambientais da exploração e produção de petróleo na Amazônia. Revista Ciências do Ambiente On-Line Agosto, 2006 Volume 2, Número 2.

LEYEN, B. Eco-eficiência na exploração e produção de petróleo e gás em Regiões de florestas tropicais úmidas: o caso da PETROBRAS na Amazônia. Dissertação de mestrado. COPPE/UFR. P.100-1001. Rio de Janeiro, 2008.

MINISTERIO DAS MINAS E ENERGIA. Histórico do Ministério de Minas e Energia. Disponível em: <http://www.mme.gov.br/mme/menu/institucional/ministerio.html>. Acesso em: 14/11/2103.

MINISTERIO PUBLICO FEDERAL. Disponível em: <http://www.pram.mpf.mp.br/institucional/acoes-do-mpf/Portarias/indios-e-minorias/2011/94_CONVERSAO_113_1098_2004_41.pdf> Acesso em: 09/11/2013.

PALMA, C. Petróleo: exploração, produção e transporte sob a ótica do direito ambiental. ed. Millennium. 1ª ed. 223p. Campinas, 2011.

PETROBRAS, 2010. Disponível em: <http://fatosedados.blogsPETROBRAS.com.br/2011/10/21/25-anos-de-PETROBRAS-naamazonia-descoberta/#sthash.xjUxDSnC.puf> Acesso em: 08/11/2013.

PETROBRAS, 2013. Província de Urucu completa 25 anos. Disponível: <http://sites.PETROBRAS.com.br/minisite/urucu/urucu.html> Acesso em: 05/10/2013.

PETROBRAS. Estudo prévio de impacto ambiental para construção do gasoduto Juruá/Urucu. 68 p. Manaus, 2008.

PETROBRAS. O papel do gás natural na matriz energética e o seu impacto no desenvolvimento sustentável na Amazônia. In II fórum de debates da Amazônia Ocidental SUFRAMA. Questão energética na Amazônia. Disponível: http://www.suframa.gov.br/publicacoes/2_Palestra_PETROBRAS.pdf. Acesso em: 04/10/2013.

SOUZA JUNIOR, A. Indústria do petróleo e seus impactos ambientais na região amazônica - estudo de caso: Urucu e Juruá. Dissertação (mestrado) - COPPE/UFRJ, programa de engenharia nuclear e planejamento energético. 129p. Rio de Janeiro, 1991.l

SOUZA, P. Avaliação das técnicas de disposição de rejeitos da perfuração terrestre de poços de petróleo. p.10. Monografia. Universidade Federal da Bahia. Salvador, 2002.

UNITED NATIONS ENVIRONMENTAL PROGRAM. Oil industry international exploration and production fórum (2010). Disponível em: <http://www.ogp.org.uk/pubs/254.pdf> Acesso em: 09/11/2013.

WALKER, I. 1990. Ecologia e Biologia dos Igapós e Igarapés. Ciência Hoje 11(64): 46-53.