Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

Protagonismo Juvenil e Cidadania: Mapeamento de Experiências com Adolescentes na Região Metropolitana de BH

DOI: http://dx.doi.org/10.15601/1983-7631/rt.v3n5p174-178

http://www3.izabelahendrix.edu.br/ojs/index.php/tec 

downloadpdf

Manuel A. D. Muñoz1

 

Resumo: A presente pesquisa pretende mapear experiências e metodologias de protagonismo juvenil com adolescentes de 12 a 18 anos desenvolvidos por organizações e projetos sociais no município de Belo Horizonte. É um estudo observacional, descritivo e transversal que envolve: o levantamento de dados qualitativos e quantitativos através da análise de fontes teóricas e conceituais sobre o chamado protagonismo juvenil e a visita dos projetos governamentais ou não visando a recolhida das informações necessárias. A análise dos dados vai permitir identificar e replicar posteriormente as experiências que permitam o fortalecimento dos trabalhos de protagonismo juvenil das entidades, frente/fóruns regionais e projetos sociais de Minas Gerais e a ampliação do número de adolescentes protagonistas em defesa de seus próprios direitos.

 

1 Psicólogo e teólogo. Mestre e doutorando em Teologia pela Escola Superior de Teologia de São Leopoldo (RS) e mestre em Psicologia Social pela Universidad del País Vasco (Espanha). Professor do Centro Universitário Metodista Izabela Hendrix (MG). Pesquisador na área de Direitos Humanos e Cidadania.

 

Literatura Citada

BRASIL. Estatuto da Criança e do Adolescente. Lei Federal 8.069, de 13 de julho de 1990, Brasília: Secretaria de Estado dos Direitos Humanos, Departamento da Criança e do Adolescente, 2002.

COSTA, Antonio Carlos Gomes. Protagonismo juvenil: adolescência, educação e participação democrática. Salvador: Fundação Odebrecht, 2000.

SOUZA, Regina Magalhães. O discurso do protagonismo juvenil. 2006. 351p. Tese para a obtenção do Doutorado em Sociologia. Universidade de São Paulo.

SPOSITO, Marília P. Algumas hipóteses sobre as relações entre movimentos sociais, juventude e educação. Revista Brasileira de Educação, nº 13, p.73-94, 2000.

UNICEF Brasil. Relatório da situação da adolescência brasileira. Brasília: UNICEF, 2002.

UNICEF Brasil. Adolescentes e jovens do Brasil. Participação Social e Política. Brasília: UNICEF/Ayrton Senna/Itaú Social, 2007.